• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2011.tde-06022012-174407
Documento
Autor
Nome completo
Luciana de Freitas Garcia
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Brizot, Maria de Lourdes (Presidente)
Corrêa Júnior, Mario Dias
Nomura, Roseli Mieko Yamamoto
Título em português
Gastrosquise fetal isolada: relação entre dilatação intestinal e resultados perinatais adversos
Palavras-chave em português
Diagnóstico pré-natal
Diâmetro da alça intestinal
Dilatação
Feto
Gastrosquise
Prognóstico
Ultrassonografia
Resumo em português
Objetivos: Este estudo foi desenvolvido para avaliar o diâmetro transverso da alça intestinal exteriorizada como fator preditor de resultado adverso, nas gestações com gastrosquise fetal isolada. Métodos: Estudo retrospectivo envolvendo 94 gestações únicas. Foi realizada a medida do diâmetro transverso da alça intestinal (DTA) herniada, por meio da ultrassonografia antenatal, até 3 semanas antes do parto. Foi considerado resultado perinatal adverso: óbito intra-útero, óbito neonatal e complicações intestinais. Resultados: a última medida ultrassonográfica do DTA foi realizada com 35,6 ± 1,6 semanas e o tempo médio do intervalo entre a última medida e o parto foi de 6,2 ± 5,0 dias. Ocorreram 10 (10,6%) casos de óbitos intraútero e neonatal; foram observadas complicações intestinais em 8 (8,5%) casos. DTA 15, 20, 25 e 30 mm foram identificadas em 87, 46, 13 e 4% das gestações com prognóstico favorável, respectivamente. O DTA 25 mm apresentou valores de sensibilidade de 38%, e, valores preditivo positivo e preditivo negativo de 38% e 87%, na predição de resultados adversos. Para o DTA 30 mm, os valores foram: 19, 50 e 85%. A área sob a curva ROC do valor observado/esperado do DTA para cada idade gestacional foi de 0,67, sendo o melhor ponto-de-corte em 1,39; e, seus valores preditivos foram semelhantes aos do DTA 25 mm. Dilatação intestinal esteve significantemente associada com baixa taxa de fechamento primário da parede abdominal, longo período para iniciar a dieta via oral e internação hospitalar prolongada. Conclusões: Dilatação intestinal demonstrada até 3 semanas antes do parto é preditora de complicações intestinais e está associado a baixa taxa de fechamento primário da parede abdominal, longo período para iniciar a dieta via oral e de internação hospitalar
Título em inglês
Isolated fetal gastroschisis: relation between bowel dilation and adverse perinatal outcome
Palavras-chave em inglês
Bowel diameter
Dilation
Fetus
Gastroschisis
Outcome
Prenatal diagnosis
Ultrasound
Resumo em inglês
Objectives: Evaluate bowel diameter as a predictor of adverse outcome in isolated fetal gastroschisis. Methods: Retrospective study involving 94 singleton pregnancies. Ultrasound measurements of herniated bowel transverse diameter (BTD) were performed up to 3 weeks before delivery. Adverse outcome was intrauterine/ neonatal death and/or bowel complications. Results: Last BTD was recorded at 35,6 ± 1,6 weeks and mean interval to delivery was 6,2 ± 5,0 days. Intrauterine/ neonatal death occurred in 10 (10,6%) cases; bowel complications were observed in 8 (8,5%). BTD 15, 20, 25 and 30mm were found in 87, 46, 13 and 4% of pregnancies with a favorable outcome, respectively. BTD 25 mm sensitivity was 38%, positive and negative predictive values, 38% and 87%. For BTD 30 mm, the values were: 19, 50 and 85%. Observed/expected BTD ROC curve showed an area of 0,67, with best cut-off at 1,39; prediction values were similar to those for BTD 25 mm. Bowel dilatation was also significantly associated with lower rate of primary surgical closure, longer period to full oral feeding and prolonged hospital stay. Conclusions: Bowel dilatation demonstrated up to 3 weeks before delivery is a predictor of intestinal complications and is associated with lower rate of primary surgical closure, longer period to achieve full oral feeding and hospital stay
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2012-02-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.