• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2011.tde-23112011-191633
Documento
Autor
Nome completo
Marco Antonio Bassi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Podgaec, Sérgio (Presidente)
Abrão, Mauricio Simões
Aoki, Tsutomu
Baracat, Edmund Chada
Sobrado Junior, Carlos Walter
Título em português
Cinética celular na endometriose profunda infiltrativa de reto-sigmoide: estudo anátomo-clínico
Palavras-chave em português
Apoptose
DNA topoisomerases tipo II
Endometriose
Genes p53
Intestino grosso
Proteína c-erbB-2
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A endometriose, uma doença benigna, tem características invasivas com potencial proliferativo. O desenvolvimento das lesões pode ocorrer em decorrência de crescimento celular glandular e/ou estromal ou de alterações na cinética celular. Cinética celular refere-se ao equilíbrio entre a morte celular, ou apoptose, e a proliferação celular, que pode ser avaliada pela expressão de fatores de crescimento como, por exemplo, a topoisomerase 2-alfa (TOP2A). Também influenciam a cinética celular oncoproteínas como p53 e c-erB2, conhecidas por interferir na apoptose, podendo resultar em oncogênese. OBJETIVOS: O objetivo principal deste estudo foi comparar a cinética celular da endometriose infiltrativa de retosigmoide com a do endométrio eutópico de pacientes sem endometriose. Para tanto, foi avaliada a expressão de apoptose e de TOP2A bem como das oncoproteínas p53 e c-erB2. MÉTODOS: Foram obtidas amostras de lesões de endometriose envolvendo o reto-sigmoide de 60 mulheres com a doença e amostras de endométrio eutópico de 20 mulheres sem endometriose. A expressão de TOP2A e das proteínas p53 e c-erB2 foram quantificadas por técnica imuno-histoquímica. Método TUNEL foi utilizado para analisar os padrões de apoptose, que resultaram em índice de apoptose (IA). Índice de proliferação celular (IP) foi determinado a partir do nível de expressão de TOP2A. Índice de renovação celular (IRC) foi calculado pela razão entre IP e IA. As análises imuno-histoquímicas foram realizadas tanto no tecido endometrial como um todo, quanto nos componentes estromal e glandular separadamente. Coeficiente de Correlação de Spearman foi aplicado para identificar eventuais correlações entre variáveis clínicas, morfológicas (tamanho, quantidade e nível de invasão das lesões) e experimentais. RESULTADOS: Na análise da amostra do tecido como um todo, não foram evidenciadas diferenças entre os grupos experimental e controle em relação ao IA (p = 0,389). Por outro lado, o IP foi significativamente maior nas amostras-controle (p < 0,001). Na avaliação em que se sepaxii raram as células estromais dos componentes glandulares, tanto o IP quanto o IRC foram significativamente maiores no grupo-controle em comparação com o grupo experimental (IP estromal: p = 0,006; IP glandular: p = 0,001; IRC estromal: p =0,032; IRC glandular: p = 0,007). Nas pacientes com endometriose, foi encontrada correlação entre IP e IRC glandular e o número de lesões (p = 0,003). Também foi observada correlação entre o IRC glandular e o tamanho das lesões (p = 0,006). Não houve diferença entre os grupos no que se refere à expressão de p53 e cerB2. CONCLUSÕES: A cinética celular se mostrou alterada em pacientes com endometriose do reto-sigmoide, conforme demonstrado pela redução nos níveis e na frequência de TOP2A, e pelos IP e IRC mais baixos; entretanto, apoptose e as expressões de p53 e c-erB2 se mostraram inalteradas
Título em inglês
Cell kinetics in deep infiltrating endometriosis of rectosigmoid: an anatomoclinical study
Palavras-chave em inglês
Apoptosis
Bowel
DNA topoisomerase type II
Endometriosis
Genes p53
Protein c-erbB-2
Resumo em inglês
BACKGROUND: Endometriosis, a benign disease, has invasive features with its proliferative potential. Development of lesions may occur due to stromal and/or glandular cell growth and to alterations in cellular kinetics. Cellular kinetics involves a balance between the regulation of cell death, or apoptosis, and cell growth, that can be evaluated by the expression of growth factors, such as topoisomerase 2- alpha (TOP2A). Oncoproteins, such as p53 and c-erB2, known to affect apoptosis resulting in oncogenesis, also influence cellular kinetics. OBJECTIVES: The main objective of this study was to compare the cellular kinetics in deep endometriosis involving the recto-sigmoid to eutopic endometrium from patients without endometriosis. Apoptosis and TOP2A expression were primarily evaluated, as well as p53 and c-erB2 expression. METHODS: Study samples were obtained from endometriosis lesions involving the recto-sigmoid in 60 women, and control samples were obtained from eutopic endometrium from 20 women without endometriosis. The expression of TOP-2A, p53 and c-erB2 proteins were quantified using immuno-histochemistry. TUNEL method was used in the analysis of apoptosis patterns, and the apoptosis index (AI) was derived. The proliferation index (PI) was derived from the level of expression of TOP-2A. Cellular renew index (CRI) was calculated from the ratio of the PI and AI. Immunohistochemical analyses were performed in two ways: on the tissue collectively, and on the stromal and glandular components separately. Spearmans correlation coefficient was used to identify the correlation between clinical, morphological (size, number and level of invasion of lesions) and the study variables. RESULTS: When looked at collectively, there was no difference in the AI between study and control groups (p = 0.389). PI, however, was noted to be significantly higher in the control samples (p < 0.001). When evaluating the stromal cells separately from the glandular components, the PI and CRI were both significantly xiv higher in the control group compared to the study group (Study stromal PI vs control stromal PI; p = 0.006; Study glandular PI vs study glandular PI; p = 0.001; Study stromal CRI vs control stromal CRI; p = 0.032; study glandular CRI vs control glandular CRI; p = 0.007). In patients with endometriosis, a correlation was found between glandular PI, CRI and number of lesions (p = 0.003). The same result was observed in the analysis of stromal CRI and lesion size (p = 0.006). There was no difference in expression of p53 and c-erB2 between groups. CONCLUSIONS: Cellular kinetics is altered in endometriosis of the recto-sigmoid, as shown by the decrease in the levels and frequency of TOP2A expression, and lower PI and CRI; however, apoptosis and p53 and c-erB2 expression were unaffected
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
MarcoAntonioBassi.pdf (1.81 Mbytes)
Data de Publicação
2011-11-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.