• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2016.tde-02022016-160512
Documento
Autor
Nome completo
Luciana Giachetta
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Krebs, Vera Lúcia Jornada (Presidente)
Cianciarullo, Marco Antonio
Diniz, Edna Maria de Albuquerque
Título em português
Caracterização do desempenho motor de recém-nascidos em unidade neonatal de nível terciário
Palavras-chave em português
Atividade motora
Desempenho psicomotor/teste
Desenvolvimento infantil
Prematuro
Recém-nascido
Resumo em português
Introdução: O conhecimento da seqüência do desenvolvimento e a utilização de um instrumento de avaliação validado são ferramentas úteis para guiar os profissionais sobre a necessidade ou não do encaminhamento dos recém-nascidos de risco para os serviços de seguimento ambulatorial. O TIMP (Test of Infant Motor Performance) é um instrumento de avaliação desenvolvido para recém-nascidos pré-termo com idade gestacional de 34 semanas até 4 meses de idade corrigida com alto valor preditivo para aplicação em unidade neonatal. Objetivo: Caracterizar o desempenho motor de recém-nascidos em unidade neonatal de nível terciário e comparar os resultados obtidos aos valores normativos preconizados pelo TIMP. Métodos: Foram incluídos 136 recém-nascidos com idade gestacional corrigida entre 34 a 416/7, em respiração espontânea e estado de consciência 4 ou 5, segundo Brazelton. O TIMP foi aplicado por um fisioterapeuta previamente habilitado, uma única vez em cada recém-nascido, no momento em que estes preencheram os critérios de inclusão durante a internação na unidade neonatal. Para a avaliação comparativa entre os recém-nascidos estudados com os valores normativos do teste, os mesmos foram divididos em quatro grupos: recém-nascidos entre 34 e 356/7 semanas; recém-nascidos entre 36 e 376/7 semanas; recém-nascidos entre 38 e 396/7 semanas e recém-nascidos entre 40 e 416/7 semanas. Na comparação entre os grupos foi utilizada análise de variância (ANOVA) ou teste Kruskal-Wallis e comparações múltiplas de Bonferroni. Os escores TIMP foram comparados com os respectivos valores médios de referência em cada grupo etário através do teste t-Student. Foram calculados os valores de Z-escore e o número de recém-nascidos em cada grupo etário abaixo do percentil 5. Foi considerado significante o valor de p< 0,05. Resultados: Os grupos etários de 34-35 e 36-37 semanas apresentaram escore TIMP semelhante aos valores de referência (p > 0,05); já nos grupos etários de 38-39 e 40-41 semanas os escores TIMP foram estatisticamente menores que os valores de referência (p < 0,001 e p = 0,018 respectivamente). Os grupos de 34-35 semanas e 36-37 semanas foram classificados como dentro da média, enquanto os grupos 38-39 semanas e 40-41 semanas foram classificados como média baixa. A classificação abaixo da média e muito abaixo da média não foi observada em nenhum dos grupos estudados. Conclusões: Houve diferença significativa no desempenho motor dos recém-nascidos nos grupos etários de 38-39 semanas e 40-41 semanas quando comparados aos valores normativos do TIMP. Esse comportamento sugere que a casuística estudada apresenta particularidades que possivelmente influenciaram seu desempenho motor. Apesar da média baixa em dois grupos, todos os recém-nascidos foram classificados como dentro da média, demonstrando que o TIMP é um instrumento de grande utilidade e pode ser usado com segurança em unidade neonatal terciária
Título em inglês
Characterization of the motor performance of newborns in neonatal unit of tertiary level
Palavras-chave em inglês
Child development
Infant newborn
Motor activity
Premature
Psychomotor performance
Resumo em inglês
Introduction: knowledge of follow-up of the development and use of a validated assessment tool are useful instruments to guide healthcare providers for the need of referring or not the newborns at risk to follow-up services. The TIMP (Test of Infant Motor Performance) is an assessment tool designed for preterm infants with gestational age of 34 weeks up to 4 months of age adjusted to a high predictive value for application in neonatal unit. Objective: to characterize the motor performance of newborns in neonatal unit of tertiary level and compare the results to the regulatory values recommended by the TIMP. Methods: we included 136 newborns with adjusted gestational age between 34 to 416/7, in spontaneous breathing and State of consciousness 4 or 5, according to Brazelton. The TIMP was applied by a previously trained physical therapist, once in every newborn, when they met the criteria for inclusion during the hospitalization in the neonatal unit. For benchmarking among newborns studied with the normative values of the test, they were divided into four groups: newborns between 34 and 356/7 weeks; newborns between 36 and 376/7 weeks; newborns between 38 and 396/7 weeks; newborns between 40 and 416/7 weeks. For the comparison between the groups, it was used analysis of variance (ANOVA) Kruskal-Wallis test and multiple Bonferroni comparisons. The TIMP scores were compared with their average values of reference in each age group through t-Student test. It was calculated the values of Z-score and the number of newborns in each age group below percentile 5. It was considered significant the value of p < 0.05. Results: The age groups of 34-35 and 36-37 weeks showed the TIMP score similar to reference values (p > 0.05); as for the age groups 38-39 and 40-41 weeks, the TIMP scores were statistically lower than the reference values (p= 0.001 and p = 0.018 < respectively). Groups of 34-35 weeks and 36-37 weeks were classified as average, while the 38 groups-39 weeks and 40-41 weeks were classified as low average. The classifications below average and far below average were not observed in any of the groups studied. Conclusions: There was no significant difference in motor performance of newborns in the age groups of 38-39 weeks and 40-41 weeks when compared with the normative values of TIMP. This behavior suggests that the material studied presents peculiarities that possibly influenced its motor performance. Despite the low average rating in the two groups, all newborns were rated as average, demonstrating that the TIMP is a very useful tool and can be safely used in a tertiary neonatal unit
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LucianaGiachetta.pdf (1.35 Mbytes)
Data de Publicação
2016-02-04
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.