• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2012.tde-13082012-100426
Documento
Autor
Nome completo
Rachel Sayuri Honjo
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2012
Orientador
Banca examinadora
Kim, Chong Ae (Presidente)
Bertola, Débora Romeo
Ceccon, Maria Esther Jurfest Rivero
Melaragno, Maria Isabel de Souza Aranha
Perez, Ana Beatriz Alvarez
Título em português
Detecção da microdeleção 7q11.23 por MLPA® e estudo clínico dos pacientes com síndrome de Williams-Beuren
Palavras-chave em português
Biologia molecular
Elastina
Estenose aórtica supravalvular
Multiplex Ligation-dependent Probe Amplification®
Síndrome de Williams
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A síndrome de Williams-Beuren (SWB) é uma doença genética causada por uma microdeleção na região 7q11.23 e caracterizada por dismorfismos faciais típicos, deficiência intelectual, comportamento hipersociável, cardiopatia congênita, principalmente a estenose aórtica supravalvar (EASV), e outras malformações variáveis. MÉTODOS: Foram avaliados 65 pacientes (40 do sexo masculino, 25 do sexo feminino), com idades entre 2 e 59 anos (mediana = 14 anos), com características clínicas sugestivas de SWB. Todos os pacientes eram filhos de pais normais. A técnica de Multiplex Ligation-dependent Probe Amplification® (MLPA®) foi usada com kit específico com sondas da região da SWB (MRC Holland). As sondas foram hibridadas ao DNA e os fragmentos ligados foram amplificados por PCR e analisados com software específico. RESULTADOS: A deleção de todas as sondas da região 7q11.23 testadas foi detectada por MLPA® em 55/65 pacientes. Um caso de deleção atípica, ou seja, menor que 1,5 Mb, foi observada em um paciente com quadro clínico parcial da síndrome. Os nove pacientes sem deleção tinham um diagnóstico clínico duvidoso da SWB. Dois pacientes tiveram MLPA® positivo para SWB embora apresentassem resultados de FISH negativos. Os achados clínicos dos pacientes com deleção típica foram: fácies típica (98,2%), atraso do desenvolvimento neuropsicomotor (98,2%), comportamento hipersociável (94,5%), hiperacusia (94,5%) e cardiopatia (81,8%). Dentre os pacientes com cardiopatia, 42,2% apresentavam EASV (isolada ou associada a outras anomalias cardíacas), 26,7% apresentavam estenose pulmonar e 31,1% apresentavam outras cardiopatias isoladas ou em associação. Outros achados dos pacientes com deleção foram: anormalidades geniturinárias (85,4%), escoliose (56,4%), baixa estatura (43,6%), hérnias inguinais e/ou umbilicais (36,4%), hipertensão arterial (36,4%, com 20% destes apresentando estenose de artérias renais), estrabismo (34,5%), microcefalia (30,9%), sinostose radioulnar (10,9%), hipotireoidismo (14,5%) e hipotireoidismo subclínico (7,3%). Hipercalcemia foi detectada em um paciente apenas. Outros dois pacientes apresentaram nefrocalcinose e um paciente apresentou hipercalciúria, com níveis de cálcio sérico normais. Três pacientes adolescentes foram a óbito por causas cardiovasculares, incluindo um caso de óbito após transplante cardíaco. CONCLUSÕES: A técnica de MLPA® foi eficaz na detecção da microdeleção na região 7q11.23 possibilitando a confirmação diagnóstica da SWB em 84,6% dos pacientes estudados. Além disso, foi possível detectar uma deleção menor atípica em um paciente com fenótipo parcial e confirmar o diagnóstico em dois pacientes com quadro clínico típico de SWB e resultados de FISH negativos. Portanto, o MLPA® constitui-se um método promissor na investigação diagnóstica da SWB. Por ser uma doença multissistêmica, a SWB exige cuidados multidisciplinares e acompanhamento específico a fim de se prevenir complicações
Título em inglês
Detection of the microdeletion 7q11.23 by MLPA® and clinical study of patients with Williams-Beuren syndrome
Palavras-chave em inglês
Aortic stenosis supravalvular
Elastin
Molecular Biology
Multiplex Ligation-dependent Probe Amplification®
Williams syndrome
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Williams-Beuren syndrome (WBS) is a genetic disorder caused by a microdeletion in 7q11.23 region. It is characterized by typical facial dysmorphisms, mental retardation, hipersociable behavior, congenital heart disease, mainly supravalvular aortic stenosis (SVAS), and other variable congenital malformations. METHODS: 65 patients (40 males, 25 females), aged 2-59 years old (median = 14 years old), with clinical characteristics suggesting WBS, were evaluated. All patients had normal parents. Multiplex Ligation-dependent Probe Amplification® (MLPA®) was performed with a kit with probes in WBS region (MRC Holland). The probes were hybridized to the DNA and the ligated fragments were amplified by PCR and analyzed with specific software. RESULTS: The deletion for all tested probes in the 7q11.23 region was detected by MLPA® in 55/65 patients. One case of atypical deletion, smaller than 1.5 Mb, was observed in one patient with partial clinical picture of the syndrome. The nine patients without the deletion did not have a definitive clinical diagnosis of WBS. Two patients had positive MLPA® results even though they had negative FISH for WBS. The clinical characteristics of the patients with the typical deletion were: typical facies (98.2%), neuropsicomotor delay (98.2%), hypersociable behavior (94.5%), hyperacusis (94.5%) and congenital heart disease (81.8%). Among the patients with cardiac abnormalities, 42.2% had SVAS (isolated or not), 26.7% had pulmonary valve stenosis and 31.1% had other cardiac anomalies (isolated or grouped). Other findings in patients with deletion comprised: genitourinary abnormalities (85.4%), scoliosis (56.4%), short stature (43.6%), inguinal and/or umbilical hernias (36.4%), arterial hypertension (36.4%, with 20% of these presenting renal arteries stenosis), strabismus (34.5%), microcephaly (30.9%), radioulnar synostosis (10.9%), hypothyroidism (14.5%), and subclinical hypothyroidism (7.3%). Hypercalcaemia was detected in only one patient. Two other patients had nephrocalcinosis and one patient had hypercalciuria, with normal serum calcium levels. Three adolescents died due to cardiovascular problems, including one case that died after a cardiac transplantation. CONCLUSIONS: MLPA® was effective to detect the microdeletion in 7q11.23 region confirming the diagnosis of WBS in 84.6% of the patients. It was also possible to detect a small atypical deletion in one patient with partial phenotype and confirm the diagnosis in two patients with typical clinical characteristics of WBS and negative FISH results. Thus, MLPA® is a promising method in the diagnostic investigation of WBS. WBS is a multisystemic disorder and therefore requires multidisciplinary care and specific follow-up in order to prevent complications
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
RachelSayuriHonjo.pdf (17.86 Mbytes)
Data de Publicação
2012-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.