• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2018.tde-05122018-122636
Documento
Autor
Nome completo
Natascha Cardoso da Fonseca
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2018
Orientador
Banca examinadora
Valente, Kette Dualibi Ramos (Presidente)
Alves, Tania Corrêa de Toledo Ferraz
Guerreiro, Marilisa Mantovanni
Leite, João Pereira
Título em português
Estudo do perfil serotoninérgico no hipocampo de pacientes com epilepsia do lobo temporal
Palavras-chave em português
Cromatografia líquida de alta eficiência
Epilepsia do lobo temporal
Hipocampo
Receptores de serotonina
Serotonina
Western blotting
Resumo em português
A epilepsia é a condição crônica mais prevalente dentre as doenças neurológicas graves, associada com taxas significativas de morbidade e mortalidade. Pacientes com epilepsia farmacorresistente possuem uma taxa de mortalidade 2 a 3 vezes maior que indivíduos sem epilepsia. A epilepsia do lobo temporal (ELT) é a principal causa de epilepsia farmacorresistente nos adultos e também o protótipo da epilepsia cirurgicamente tratável, portanto, com maior acessibilidade para estudo de possíveis mecanismos epileptogênicos. Esclerose hipocampal (EH) é o achado neuropatológico mais comum em pacientes com ELT. Evidências, baseadas em experimentos animais e estudos em humanos, sugerem que as vias serotoninérgicas desempenham um importante papel na epileptogênese. Pacientes com ELT, causadas pela EH, apresentam maior prevalência de transtornos do humor e psicose contribuindo para uma pior qualidade de vida, com consequente impacto negativo nas respostas terapêuticas farmacológicas e cirúrgicas. Além disso, alguns estudos sugerem a existência de um mecanismo patogênico operante comum entre estas condições. Portanto, esta é um importante variável para análise. O objetivo desse estudo foi correlacionar as variáveis clínicas da epilepsia e a presença de transtornos psiquiátricos coexistentes com a concentração de serotonina (5-HT), a densidade dos receptores serotoninérgicos e a densidade do transportador serotoninérgico (5-HTT) no hipocampo dos pacientes com ELT-EH, que foram submetidos à cirurgia devido à presença de epilepsia farmacorresistente. Foram avaliadas amostras de 44 hipocampos de pacientes cirurgicamente tratados para ELT-EH. A concentração de 5-HT foi avaliada por cromatografia líquida de alta eficiência (HPLC) com detecção por fluorescência. 5-HTT e os receptores serotoninérgicos 5-HT1A, 5-HT2A, 5-HT6 e 5-HT7 foram avaliados por Western Blot. Níveis mais baixos de concentração de 5-HT estiveram associados com a presença de crises TCG (Wilcoxon-Mann-Whitney; p = 0.019). A densidade aumentada do receptor 5-HT1A esteve associada com maior duração da epilepsia (coeficiente de correlação de Spearman: p = 0.040) e a densidade diminuída do receptor 5-HT6 esteve associado com presença de EME (Wilcoxon-Mann-Whitney: p = 0.0027). A densidade dos receptores 5-HT2A e 5-HT7 e do 5-HTT não estiveram associadas com variáveis clínicas da epilepsia. A concentração de 5-HT, a densidade dos receptores e a densidade de 5-HTT não estiveram associadas à presença dos transtornos psiquiátricos neste grupo de pacientes. Nossos achados sugerem que as vias serotoninérgicas estão associadas com mecanismos de epileptogênese. Não foi evidenciado associações entre as vias serotoninérgicas e a presença de comorbidades psiquiátricas neste grupo de pacientes com ELT-EH
Título em inglês
Study of serotonergic profile in temporal lobe epilepsy patients' hippocampus
Palavras-chave em inglês
Blotting western
Chromatography high pressure liquid
Epilepsy temporal lobe, Hippocampus
Receptors serotonin
Serotonin
Resumo em inglês
Epilepsy is the most prevalent neurological condition and it is associated with significative morbidities and mortalities rates. Patients with refractory epilepsy have a 2- to 3-fold higher mortality rate than people without epilepsy. Temporal lobe epilepsy (TLE) is the most common form of adult drug-resistant epilepsy. It is also the prototype of a surgically treatable epilepsy and because of that it is the most accessible for studies focused in epileptogenesis. Hippocampal sclerosis (HS) is the most common neuropathological finding in patients with TLE. Evidences from experimental, clinical and image studies suggest that the serotonergic system play an important role in epileptogenesis. Patients with TLE-HS have a higher prevalence of mood disorder and psychosis contributing for a worse quality of life with and consequent negative impact in pharmacological and surgical responses. Furthermore, studies suggest a common pathogenic mechanism operant in both conditions. Therefore, this is an important analytical variable. The objective of this study was to correlate clinical variables of epilepsy and the presence of psychiatric disease with serotonin (5-HT) concentration, serotonergic receptor density and serotonergic transporter (5-HTT) density in the hippocampus of TLE-HS patients submitted for surgery due to refractory epilepsy. It was analyzed 44 hippocampal tissue samples from surgical treated TLE-HS patients. 5-HT concentration was assessed by high pressure liquid chromatography (HPLC) with fluorescence detection. 5-HTT and serotonergic receptors 5-HT1A, 5-HT2A, 5-HT6 and 5- HT7 were assessed by Western Blotting. Lower levels of 5-HT concentration were associated with the presence of generalized tonic-clonic seizures (Wilcoxon-Mann-Whitney; p = 0.019). A higher 5-HT1A receptor density was associated with longer epilepsy duration (Spearman correlation coefficient: p = 0.040). Lower 5-HT6 receptor density was associated with the presence of status epilepticus (Wilcoxon-Mann-Whitney: p = 0.0027). 5-HT2A receptor, 5- HT7 receptor and 5-HTT densities were not associated with clinical variables of epilepsy. 5-HT concentration, serotonergic receptors and transporter densities were not associated with the presence of psychiatric disease in this group of patients. Our findings suggest that the serotonergic pathways are associated with epileptogenesis mechanisms. It was not evidenced any association between serotonergic pathways and psychiatric comorbidities in this group of TLE-HS patients
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2018-12-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.