• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2016.tde-02052016-095052
Documento
Autor
Nome completo
Luciene Pereira Magalhães
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Jorgetti, Vanda (Presidente)
Romão Junior, João Egidio
Abensur, Hugo
Dias, Cristiane Bitencourt
Malafronte, Patrícia
Título em português
Análise dos fatores preditores de mortalidade em pacientes incidentes em hemodiálise
Palavras-chave em português
Desnutrição
Diálise renal
Doenças cardiovasculares
Fatores de risco
Inflamação
Insuficiência renal crônica
Mortalidade
Serviços médicos de emergência
Uremia
Resumo em português
Introdução: A doença renal crônica afeta de 10 a 15 % da população adulta mundial e a piora da função renal, se associa com várias complicações, tais como: desnutrição, inflamação, doenças cardiovasculares e distúrbios do metabolismo mineral. A mortalidade desses pacientes é elevada sendo de 6 a 8 vezes maior que a de indivíduos saudáveis. Cerca de 22% dos pacientes incidentes, ou seja, no primeiro ano de diálise, vão a óbito. O objetivo do presente estudo foi avaliar as características clínicas, laboratoriais de pacientes incidentes em diálise além de identificar fatores de risco que contribuíssem para a mortalidade desses pacientes. Métodos: Estudamos 424 pacientes com sinais e sintomas de uremia e indicação de tratamento dialítico admitidos no serviço de emergência do Hospital das Clínicas entre Janeiro de 2006 e Dezembro de 2012. O tempo de acompanhamento foi de um ano. Analisamos os parâmetros clínicos, tipo de via de acesso para hemodiálise, fatores de risco ligados a doenças cardiovasculares e as alterações do metabolismo mineral bem como eventos clínicos ocorridos durante o seguimento. Avaliamos a sobrevida e os fatores que influenciaram a sobrevida dos pacientes, pela curva de Kaplan-Meier e análise de regressão de Cox, respectivamente. Resultados: A média de idade foi de 50±18 anos, 58,7% eram homens e 69,1% brancos. Hipertensão arterial foi a principal etiologia da doença renal primária (31,8%) seguida de DM (29,5%). Os principais fatores de risco encontrados foram tabagismo (19,6%), dislipidemia (48,8%), doenças cardiovasculares (41%) e na admissão a maioria dos pacientes não tinha acesso vascular para hemodiálise (89,4%). Os resultados dos exames laboratoriais revelaram que a maioria dos pacientes estava anêmico (83,7%), com níveis de PCR elevados (79,9%). Os distúrbios do metabolismo mineral como hipocalcemia, hiperfosfatemia, elevação dos níveis de paratormônio e diminuição dos níveis de 25(OH) vitamina D estavam presentes em praticamente todos os pacientes. Ao término de um ano, 60 pacientes faleceram (14,1%). Esses pacientes eram significativamente mais idosos, apresentavam sinais de insuficiência cardíaca congestiva, de desnutrição, de inflamação, níveis reduzidos de 25 (OH) vitamina D, desenvolveram maior número de infecções e não tinham acesso vascular definitivo para hemodiálise. Conclusões: A avaliação conjunta de parâmetros clínicos, laboratoriais e dos fatores de risco revelou que a idade mais avançada, presença de insuficiência cardíaca congestiva, desnutrição, inflamação, deficiência de vitamina D e a falta de via de acesso para hemodiálise foram fatores preditores de mortalidade em pacientes incidentes em hemodiálise
Título em inglês
Predictors of mortality in incident patients undergoing hemodialysis
Palavras-chave em inglês
Cardiovascular diseases
Chronic kidney disease
Emergency medical services
Inflammation
Kidney dialysis
Malnutrition
Mortality
Risk factors
Uremia
Resumo em inglês
Introduction: Chronic kidney disease affects 10-15% of the world adult population, and the worsening of renal function is associated with several complications, such as malnutrition, inflammation, cardiovascular diseases and disorders of mineral metabolism. Mortality of those patients is high and 6 to 8 times higher than that of healthy individuals. About 22% of incident patients, that is, during the first year of dialysis, will die. The aim of this study was to evaluate the clinical and laboratory characteristics of incident dialysis patients and identify risk factors that contribute to the mortality of these patients. Methods: We studied 424 patients with signs and symptoms of uremia and dialysis indication admitted to the emergency service at Hospital das Clínicas between January 2006 and December 2012. Follow-up time was one year. We analyzed the clinical parameters, type of hemodialysis access road, risk factors linked to cardiovascular diseases and changes in mineral metabolism as well as clinical events occurred during follow-up. We evaluated survival and the factors that influenced patient survival by Kaplan-Meier curves and Cox regression analysis respectively. Results: Mean age was 50 ± 18 years old; 58.7% were males and 69.1% were white. Hypertension was the main cause of primary kidney disease (31.8%) followed by DM (29.5%). Major risk factors found were smoking (19.6%), dyslipidemia (48.8%), cardiovascular disease (41%), and upon admission most patients had no vascular access for hemodialysis (89.4%). Results of laboratory tests showed that most patients were anemic (83.7%), with high CRP levels (79.9%). Disturbances of mineral metabolism such as hypocalcemia, hyperphosphatemia, elevated parathyroid hormone levels and decreased levels of 25(OH) vitamin D were present in almost all patients. At the end of a year, 60 patients died (14.1%). These patients were significantly older, had signs of congestive heart failure, malnutrition, inflammation, low levels of 25(OH) vitamin D, developed greater number of infections and had no definitive vascular access for hemodialysis. Conclusions: The joint evaluation of clinical and laboratory parameters and risk factors revealed that older age, presence of congestive heart failure, malnutrition, inflammation, vitamin D deficiency and lack of hemodialysis access road were predictors of mortality in incident patients undergoing hemodialysis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-05-02
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.