• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2008.tde-04042008-142314
Documento
Autor
Nome completo
Andréa Olivares Magalhães
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2008
Orientador
Banca examinadora
Jorgetti, Vanda (Presidente)
Andrade, Lucia da Conceição
Câmara, Niels Olsen Saraiva
Gil, Frida Zaladek
Sens, Yvoty Alves dos Santos
Título em português
Papel do fósforo e do paratormônio na progressão da doença renal crônica
Palavras-chave em português
Esclerose glomerular
Fibrose intersticial
Fósforo
Hormônio paratireoideano
Inflamação
Modelos animais
Progressão de doença renal
Resumo em português
Introdução: Os mecanismos envolvidos na progressão da doença renal crônica (DRC) independentemente de sua etiologia, não estão totalmente esclarecidos. O controle do fósforo(P) sérico é uma meta essencial a ser alcançada no tratamento de pacientes com DRC. Inicialmente, a importância deste controle era atribuída a participação do P na patogênese do hiperparatireoidismo secundário. Atualmente sabe-se que a hiperfosfatemia aumenta a mortalidade desses pacientes. Distúrbios do metabolismo mineral participam da progressão da DRC, porém os mecanismos envolvidos na fisiopatologia, não foram esclarecidos. Objetivo: Avaliar o efeito isolado da sobrecarga de P e de diferentes concentrações de paratormônio (PTH) na progressão da doença renal em ratos urêmicos. Materiais e métodos: Ratos Wistar machos adultos foram submetidos à paratireoidectomia (PTX) e nefrectomia 5/6 (NX), a seguir implantamos mini bombas osmóticas com diferentes concentrações de PTH ou veículo. Realizamos 2 experimentos. Experimento 1: Animais que receberam dietas com diferentes conteúdos de P (1,2% ou 0,2% dieta rica e pobre respectivamente).Estes animais receberam infusão fisiológica de PTH (1-34 rat PTH 0,022/100g/h). No experimento 2, os animais receberam as mesmas dietas porém infusão elevada de PTH (1-34 rat PTH 0,11/100g/h). Os animais controles (grupo controle e sham) foram os mesmos para os dois experimentos. A alimentação dos animais foi controlada por pair feeding e a pressão arterial caudal (PAC) foi aferida semanalmente. Após 8 semanas os animais foram sacrificados.Creatinina corrigida por peso, P, cálcio,PTH e hematócrito foram analisados. No tecido renal quantificamos a fibrose intersticial (FI), esclerose glomerular(EG) e o número de células apoptóticas. Avaliamos, no tecido renal a expressão de ED-1, alfa-actina, angiotensina II e TGF-beta. Resultados: Animais NX que receberam infusão fisiológica de PTH e dieta rica em P desenvolveram mais FI, EG, e maior expressão de ED-1. Os animais que receberam infusão elevada de PTH apresentaram maiores níveis tensionais. Foi demonstrado uma correlação entre os marcadores inflamatórios (TGF-beta e Angio II) confirmando a associação entre estes fatores no processo de fibrogênese. O número de células apoptóticas foi maior nos grupos NX que receberam PTH em concentração elevada. Conclusão: Neste estudo, a sobrecarga de P atuou na progressão da DRC ativando principalmente vias inflamatórias e o excesso de PTH agiu piorando a hipertensão arterial.
Título em inglês
Role of phosphorus and parathyroid hormone in the progression of chronic kidney disease
Palavras-chave em inglês
Animal models
Glomerular sclerosis
Inflammation
Interstitial fibrosis
Parathyroid hormone
Phosphorus
Progression of kidney disease
Resumo em inglês
Introduction: The mechanisms involved in the progression of chronic kidney disease (CKD), regardless of its etiology, have yet to be well elucidated. Serum phosphorus control is an essential target to be achieved in the treatment of patients with CKD. Initially, the importance of this control was attributed to the participation of phosphorus (P) in the pathogenesis of secondary hyperparathyroidism. It is currently known that hyperphosphatemia increases mortality in these patients. Disturbances of the mineral metabolism participate in the progression of CKD; however, the mechanisms involved in pathophysiology remain unclear. Objective: To evaluate the isolated effect of phosphorus overload and different PTH concentrations in the progression of kidney disease in uremic rats. Materials and methods: Adult male Wistar rats were submitted to parathyroidectomy and nephrectomy 5/6; subsequently, we implanted mini osmotic pumps with different concentrations of PTH or vehicle. We carried out 2 experiments. Experiment 1: Animals who received diets with different P contents (1.2% or 0.2% rich and poor diet, respectively). These animals received infusion of PTH solution (1-34 rat PTH 0.022/100g/h). In experiment 2, the animals received the same diets; however, with high PTH infusion (1-34 rat PTH 0.11/100g/h). Control animals (control group and sham) were the same for both experiments. Food intake of the animals was controlled by pair feeding, and caudal artery pressure (CAP) was measured weekly. After 8 weeks, the animals were sacrificed. Creatinine, phosphorus, calcium, PTH and hematocrit were analyzed. Interstitial fibrosis (IF), glomerular sclerosis (GS), and number of apoptotic cells were quantified in the renal tissue. ED-1 expression, alfa-actin, angiotensin II and TGF-beta were evaluated in the renal tissue, as well. Results: NX animals that received infusion of PTH solution and P-rich diet developed more IF and GS, and greater ED-1 expression. The animals that received high PTH infusion presented higher tensional levels. A correlation was demonstrated between inflammatory markers (TGF-beta and Angio II) confirming the association between these factors in the fibrogenesis process. The number of apoptotic cells was higher in NX groups that received PTH in high concentration. Conclusion: In this study, phosphorus overload acted in the progression of CKD activating inflammatory pathways; in addition, excess PTH worsened arterial hypertension.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
AndreaOMagalhaes.pdf (386.83 Kbytes)
Data de Publicação
2008-04-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.