• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2016.tde-08042016-144043
Documento
Autor
Nome completo
Roberto Savio Silva Santos
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Elias, Rosilene Motta (Presidente)
Moyses, Rosa Maria Affonso
Bittencourt, Lia Rita Azeredo
Jorgetti, Vanda
Poyares, Dalva Lucia Rollemberg
Título em português
Síndrome das pernas inquietas em pacientes com hiperparatireoidismo secundário em hemodiálise pré e pós-paratireoidectomia
Palavras-chave em português
Hiperfosfatemia
Hiperparatireoidismo
Hormônio paratireóideo
Insuficiência renal crônica
Síndrome das pernas inquietas
Síndromes da apneia do sono
Transtornos do sono
Resumo em português
Síndrome das pernas inquietas (SPI) é um distúrbio do sono com alta prevalência entre pacientes em hemodiálise, nos quais o mecanismo é pouco conhecido. Tem sido postulado que alterações do metabolismo mineral e ósseo relacionadasà doença renal crônica, especialmente o hiperparatireoidismo secundário, possam estar relacionadas à patogênese da SPI. Este trabalho teve como objetivo principal avaliar a SPI antes e após paratireoidectomia (PTX). Além disso, avaliamos dados objetivos do sono por meio de polissonografia, com ênfase em apneia do sono. Estudamos prospectivamente 19 pacientes (6 homens, idade 48 ± 11 anos) com hiperparatireoidismo grave pré e pós-PTX. O diagnóstico e o escore de gravidade da SPI foram avaliados de acordo com o Grupo de Estudo Internacional de SPI. Polissonografia pré e pós-PTX forneceu dados de arquitetura do sono, movimentos periódicos de pernas e apneia do sono, medida por meio do índice de apneia-hipopneia/hora de sono (IAH). SPI foi encontrada em 10 pacientes (53%) e se associou com maiores níveis de fosfato (p=0,005) e maior gravidade da dor (p=0,003). Após a PTX, houve redução dos níveis séricos de paratormônio, fosfato e aumento dos níveis de 25-hidroxivitamina D, calicreína-6 e fetuína-A. A PTX reduziu a SPI para 21% (p=0,044), acompanhada por redução nos escores de gravidade e alívio da dor e do prurido. A análise de regressão logística mostrou que o fosfato pré-PTX permaneceu independentemente associado com SPI (OR=7,28; p=0,035), em modelo ajustado para hemoglobina, idade e sexo. Apneia do sono (IAH > 5) foi encontrada em 11 pacientes pré e 14 pós-PTX (63% vs. 74%, p=0,698). Observamos uma correlação entre o IAH e a relação água corporal extracelular/massa magra (r=0,535, p=0,018), assim como correlação com a circunferência do pescoço pré-PTX (r=0,471, p=0,042). Entretanto, não observamos correlação do IAH com o deslocamento de fluidos da perna direita durante o sono (p=0,09), que aumentou significativamente após PTX (p=0,011). Concluímos que a PTX melhora a SPI, com cura completa ou melhora significativa. Se essa melhora está relacionada à diminuição do paratormônio ou do fósforo necessita de investigação adicional. Além disso, o presente estudo confirma a alta prevalência de apneia do sono entre pacientes em hemodiálise, o que não se modificou com a PTX
Título em inglês
Restless leg syndrome in secondary hyperparathyroidism patients on hemodialysis pre and post parathyroidectomy
Palavras-chave em inglês
Hyperparathyroidism
Hyperphosphatemia
Parathyroid hormone
Renal insufficiency chronic
Restless legs syndrome
Sleep apnea syndromes
Sleep disorders
Resumo em inglês
Restless legs syndrome (RLS) is a sleep disorder with high prevalence among patients on hemodialysis, which underlying mechanism is still unknown. It has been postulate that bone metabolism disorder, especially secondary hyperparathyroidism may be implicated in the pathogenesis. The present study aimed to evaluate RLS before and after parathyroidectomy (PTX). In addition, we evaluated objective data through polysomnography, focusing on sleep apnea. We prospectively evaluated 19 patients (6 men, aged 48 ± 11 years) with severe hyperparathyroidism pre and post-surgical treatment, parathyroidectomy (PTX). RLS diagnosis and rating scale were accessed based on the International RLS Study Group. Polysomnography pre and post PTX provided data on sleep architecture, periodic leg movements of sleep and apnea-hypopnea index (AHI). RLS was observed in 10 patients (53%), and was associated with higher levels of phosphate (p=0,005) and severe pain (p=0,003). After PTX, there was a reduction of serum parathyroid hormone, serum phosphate, and an increase of 25hydroxyvitamin D, kallicrein-6 and Fetuin-A. PTX improved RLS to 21% (p=0,04), accompanied by a decrease in rating scale, in association with alleviation of pain and pruritus. Logistic regression shows that serum phosphate pre PTX remained independently associated with RLS (HR=7,28; p=0,035), in a model adjusted for hemoglobin, age and gender. Sleep apnea (AHI > 5) was found in 11 patients pre and 14 patients post PTX (63% vs. 74%, p=0,698). There was a correlation between AHI and the relation extracellular water/ lean body mass (r=0,535; p=0,018) as well as a correlation between AHI and neck circumference (r=0,471; p=0,042). However, there was no correlation between AHI and spontaneous rostral fluid shift (p=0,09) that has increased after PTX (p=0,011). We concluded that PTX provided an opportunity to improve RLS. Whether RLS may be improved by reduction of serum phosphorus or parathyroid hormone, merits further investigation. In addition, PTX had no impact on the high prevalence of sleep apnea in this population
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-04-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.