• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2007.tde-11122007-112047
Documento
Autor
Nome completo
André Marcelo Vieira Gomes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2007
Orientador
Banca examinadora
Takahashi, Walter Yukihiko (Presidente)
Helal Junior, John
Malta, Roberto Freire Santiago
Matayoshi, Suzana
Motta, Mário Martins dos Santos
Título em português
Estudo do buraco macular fechado cirurgicamente: avaliação da relação entre a integridade da camada de fotorreceptores e a acuidade visual final por meio da tomografia de coerência óptica
Palavras-chave em português
Acuidade visual
Fotorreceptores
Perfurações/cirurgia
Tomografia de coerência óptica
Resumo em português
Introdução: O tratamento do buraco macular idiopático ainda é acompanhado de incertezas em relação ao seu prognóstico. Ao longo dos últimos anos, têm sido utilizados o tempo de história, o tamanho e a acuidade visual pré-operatória dos buracos como critérios de orientação quanto ao resultado visual final. O aspecto final da parte mais externa da retina foveal tem merecido especial atenção em relatos recentes. Neste trabalho, avaliou-se, por meio da tomografia de coerência óptica, a integridade da camada de fotorreceptores, correlacionando o seu aspecto final com a acuidade visual obtida em casos de buraco macular idiopático, fechados cirurgicamente. Métodos: Pacientes operados com sucesso e com seguimento mínimo de 12 meses foram submetidos à avaliação oftalmológica completa incluindo a medida da acuidade visual final em escala logMar, biomicroscopia de mácula, oftalmoscopia indireta e angiofluoresceinografia. Colheram-se dados sobre idade, sexo, raça, tempo de história e tamanho do buraco além da acuidade visual pré-operatória. Para a classificação das lesões, utilizaram-se os critérios definidos por Gass. Imagens tomográficas da camada correspondente aos fotorreceptores da retina na região foveal foram criteriosamente obtidas através da tomografia de coerência óptica. Uma avaliação qualitativa desta camada foi realizada por examinador experiente, de forma mascarada, com os pacientes então classificados em três grupos (1, 2 e 3), em ordem crescente de integridade. Resultados: Foram incluídos no estudo 39 olhos de 37 pacientes, sendo eles 22 mulheres (59,5%) e 15 homens (40,5%). A idade média foi de 68,2 anos variando entre 51 e 83 anos. O tempo de seguimento pós-operatório médio foi de 38,5 meses. Entre todos os olhos estudados, 12 foram incluídos no grupo 1 (menor integridade); sete, no grupo 2 e vinte, no grupo 3. Na comparação entre os grupos 1 e 3, a acuidade visual final melhorou em ambos; porém, com maior intensidade no grupo 3 (p<0,001). O tamanho pré-operatório do buraco e o tempo de história da doença não impactaram significativamente o resultado visual final (p=0,223 e p=0,559, respectivamente). A acuidade visual pré-operatória média foi maior no grupo 3 que no grupo 1 (p=0,012). Conclusões: Os dados obtidos através deste estudo sugerem correlação entre uma maior integridade da camada dos fotorreceptores e um melhor resultado visual de longo prazo, em pacientes com buraco macular idiopático, operados com sucesso. Embora a visão tenha melhorado em todos os grupos, a melhora foi significativamente maior no grupo 3 que no grupo 1. Em relação ao tamanho pré-operatório da lesão e o tempo de história da doença, não se observou impacto significativo no resultado. Uma melhor acuidade visual inicial pré-operatória pode influenciar positivamente a acuidade visual final.
Título em inglês
Optical coherence tomography evaluation of surgically closed macular holes: photoreceptor layer integrity analysis and its correlation with final visual outcome
Palavras-chave em inglês
Optical coherence tomography
Perforations/surgery
Photoreceptors
Visual acuity
Resumo em inglês
Purpose: To evaluate the integrity of the retina photoreceptor layer as determined by optical coherence tomography and its relationship with final visual outcome in successfully closed idiopathic macular holes. Methods: Successfully operated patients with a minimal follow-up of 12 months, underwent complete ophthalmic exam involving post-operative best corrected visual acuity using logMar scale, macula biomicroscopy and indirect ophthalmoscopy and fluorescein angiography. Complete epidemiologic data was collected as well as time duration, pre-op visual acuity, and size and Gass classification of the holes. Optical coherence tomography images of the layer corresponding to the transition between inner and outer segments of the photoreceptors were meticulously generated using commercially available Stratus OCT (OCT3). Qualitative analysis of this layer was carried out, in a masked fashion, by a certified and well experienced examiner. Based on increasing integrity showed in the images, patients were then distributed in 3 groups: 1, 2 and 3. Group 1 integrity from 1 to 33%, group 2 from 34 to 66%, and group 3 from 67 to 100%. Results: A total of 39 eyes of 37 patients were included in the study. Among all patients, 12 were included in group 1, 7 in group 3 and 20 in group 3. There were 22 female (59,5%) and 15 male (40,5%). Mean age was 68.2 years varying from 51 to 83 years of age. Mean post-op follow-up time was 38.5 months. When comparing groups 1 and 3, best corrected final visual acuity improved in both groups but dramatically in group 3 (better integrity) (p<0.001). Pre-operative size and time duration of the hole did not correlate with better visual acuity (p=0.223 and p=0.559 respectively). Mean pre-op visual acuity was better in group 3 than in group 1 (p=0.012). Conclusion: Data obtained in our study indicate that there is a strong correlation between better integrity of the photoreceptor layer, as determined by optical coherence tomography, and a more successful final, long term, visual acuity in patients with idiopathic macular hole successfully operated. Although final visual acuity has improved in all groups, there was statistical difference between groups 1 and 3. Pre-operative size and time duration of the hole did not have impact on final visual acuity. Better pre-op visual acuity may have an effect on final outcome.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2008-01-17
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.