• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2010.tde-31082010-170639
Documento
Autor
Nome completo
Juliano Julio Cerci
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Meneghetti, Jose Claudio (Presidente)
Baiocchi, Otavio Cesar Carvalho Guimarães
Chiattone, Carlos Sérgio
Ramos, Celso Dario
Sapienza, Marcelo Tatit
Título em português
A tomografia por emissão de pósitron com 18F-fluoro-desoxi-glicose (PET-FDG) na avaliação de resposta precoce à quimioterapia em pacientes portadores de linfoma de Hodgkin
Palavras-chave em português
Doença de Hodgkin
Prognóstico
Sobrevida
Tomografia por emissão de pósitrons
Resumo em português
Pacientes com linfoma de Hodgkin (LH) tratados com poliquimioterpia com adriamicina, bleomicina, vincristina e doxorrubicina (ABVD) apresentam resposta terapêutica distinta. Para aprimorar a avaliação prognóstica e a abordagem terapêutica em LH objetivamos avaliar o valor prognóstico da PET-FDG após 2 ciclos de ABVD (PET2) em pacientes com LH. Foram incluídos nesse estudo prospectivo 115 pacientes com diagnóstico recente de LH no período de agosto de 2005 a dezembro de 2007. Os pacientes foram estadiados com exame clínico, laboratorial, tomografia computadorizada e PET-FDG (PET0). Todos os pacientes foram tratados com ABVD e aqueles com massa tumoral extensa foram tratados com radioterapia associada. Após dois ciclos de ABVD os pacientes foram submetidos a PET2. Nenhum tratamento foi alterado baseado na PET2. Foi avaliado o valor prognóstico dos fatores clínicos, Índice Prognóstico Internacional (IPI) e PET2 em relação à sobrevida livre de eventos (SLE) em três anos. Dos 104 pacientes que foram avaliados, 82 atingiram remissão completa e 22 pacientes apresentaram falha de tratamento durante a mediana de 36 meses de acompanhamento. A SG e SLE em três anos foi de 94,2% e 74,2% respectivamente. A SLE em três anos da PET2 positiva foi de 54,3%, enquanto da PET2 negativa foi de 90,5% (p< 0.001). Na análise de subgrupos de pacientes com estádio precoce, avançado, IPI baixo e alto risco, a PET2 também apresentou correlação estatisticamente significativa com o prognóstico. Concluímos que a PET2 é o melhor fator prognóstico independente na avaliação de pacientes com LH
Título em inglês
Positron emission tomography with 2-[18F]-fluoro-2-desoxy-D-glucose assessing response after 2 cycles of chemotherapy in Hodgkin lymphoma
Palavras-chave em inglês
Computed tomography
FDG-PET
Hodgkin lymphoma
Residual mass
Resumo em inglês
Patients with Hodgkin lymphoma (HL) treated with poliquimioteraphy with adriamycin, bleomycin, vincristine and doxorubicin (ABVD) have distinct therapeutic response. In order to improve the prognostic assessment and therapeutic approach in HL we have evaluated the prognostic value of FDG-PET after 2 cycles of ABVD (PET2). Were included in this prospective study 115 patients with newly diagnosed LH in the period of August 2005 to December 2007. The patients were staged with physical examination, laboratory, CT and PET-FDG (PET0). All patients were treated with ABVD and those with extensive tumor were treated with radiotherapy associated. After two cycles of ABVD patients underwent PET2. No treatment was changed based on PET2. We assessed the prognostic value of clinical factors, international prognostic score (IPS) and PET2 in relation to event-free survival (EFS) in three years. Of the 104 patients who finalized the evaluation, 82 achieved complete remission and 22 patients experienced treatment failure during the median of 36 months of follow-up. The EFS at three years was 74.2%. EFS in three years of PET2 positive was 54.3%, while the PET2 negative was 90.5% (p <0.001). In subgroup analysis of patients with early stage, advanced, low and high risk IPS, PET2 also showed significant correlation with the prognosis. We conclude that the PET2 is the best independent prognostic factor in the evaluation of overall patients with LH, or in subgroups of early, advance; low and high risk of HL
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
JulianoJulioCerci.pdf (4.47 Mbytes)
Data de Publicação
2010-09-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.