• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2009.tde-05032010-152353
Documento
Autor
Nome completo
Ricardo Luis Vita Nunes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Bruschini, Homero (Presidente)
Almeida, Fernando Gonçalves de
Costa, Waldemar Silva
Leite, Katia Ramos Moreira
Teodoro, Walcy Paganelli Rosolia
Título em português
Influência da dieta hipercolesterolêmica na remodelação do colágeno da  matriz extracelular da parede vesical em ratos
Palavras-chave em português
Bexiga urinária
Colágeno tipo I
Colágeno tipo III
Colesterol na dieta
Matriz extracelular
Ratos Wistar
Resumo em português
Introdução: A bexiga é responsável em armazenar urina em volume adequado e de esvaziar seu conteúdo de forma plena. Suas propriedades miogênicas intrínsecas e viscoelásticas são as responsáveis por esta função. Disfunções vesicais podem ser decorrentes, dentre outras causas, de anormalidades intrínsecas da musculatura detrusora ou da composição de sua matriz extracelular (MEC). O colágeno corresponde a 50% do estroma vesical, possuindo importante papel na adaptação vesical a condições fisiopatológicas específicas. Os colágenos tipo I e III são os mais comuns, sendo o colágeno tipo III o primeiro a ser sintetizado em processos de reparação e fibrose. Diversas afecções como a obstrução infravesical (OIV) parcial crônica podem induzir estes processos através da remodelação da MEC e conseqüentemente alterar a função vesical. Acredita-se que a hipercolesterolemia também o faça, porém ainda não foi reproduzida tal associação a nível morfológico. O objetivo deste estudo é avaliar se dieta hipercolesterolêmica promove alterações estruturais vesicais em ratos, especialmente no que diz respeito à remodelação colágena. Método: Foram utilizadas 45 ratas da raça Wistar, de quatro semanas de idade, divididas em três grupos: 1) controle com dieta comum padrão para roedores (DN); 2) modelo de OIV com DN e 3) controle com dieta de alto teor lipídico (DATL 1,25% colesterol). Análise sérica do colesterol e fração LDL e medição do peso corporal foram realizadas em todos os animais inicialmente e no final do estudo. Com quatro semanas de estudo, as ratas dos grupos 1 e 3 foram submetidas à cirurgia simulada, enquanto os animais do grupo 2 foram efetivamente submetidos à cirurgia de OIV parcial. Após dissecção da uretra, fez-se uma ligadura parcial com Nylon 5-0, com um lúmen residual de aproximadamente 1 mm. Após seis semanas, todos os animais foram submetidos à remoção de suas bexigas e então sacrificados. Análise morfológica foi realizada através da coloração de Picrosirius vermelho e de imuno-histoquímica para os colágenos tipos I e III. As variáveis categóricas fora expressas em médias ± desvio padrão e a comparação entre grupos realizada pelo método ONEWAY-ANOVA e pela análise de comparações múltiplas de Tukey, quando houve diferença. A significância estatística foi definida como p < 0,05. Resultados: Este estudo demonstrou que a DATL em ratas Wistar proporcionou aumento significativo das taxas de LDL-colesterol (p < 0,001) e do peso corporal (p = 0,017) em relação a ratas alimentadas com DN no período de dez semanas. Além disto, induziu alterações morfológicas significativas da matriz extracelular, no que diz respeito à remodelação das fibras colágenas imaturas e do colágeno tipo III em relação ao grupo controle (p = 0,002 e p = 0,016, respectivamente), de forma semelhante ao que ocorre no modelo experimental de OIV parcial crônica. Conclusão: A dieta hipercolesterolêmica administrada a ratas Wistar promoveu, além de aumento do peso corporal e elevação da fração LDL-colesterol, alterações significativas na composição colágena da MEC vesical.
Título em inglês
Influence of the hypercholesterolemic diet on the collagen remodeling of the bladder wall extracellular matrix in rats
Palavras-chave em inglês
Cholesterol dietary
Collagen type I
Collagen type III
Extracellular matrix
Rats Wistar
Urinary bladder
Resumo em inglês
Purpose: Preserved bladder function is defined as the adequate storage and emptying of its urinary content. Compliance is an important factor for these functions and is directly related to the extracellular matrix composition. Its abnormalities can lead to bladder dysfunctions. The collagen represents 50% of bladder stroma, playing an important role in the bladder adaptation to specific pathologic conditions. Types I and III collagens are the most prevalent in bladder wall whereas type III collagen is the first synthesized in reparation and fibrosis processes. Bladder outlet obstruction (BOO) promotes this process and hypercholesterolemia is also believed to create conditions for it, although no morphologic association has already been demonstrated. In this study we aimed to verify if hypercholesterolemic diet promotes structural bladder wall modifications, regarding the collagen remodeling. Methods: Forty-five female heterogenic Wistar 4 weeks-old rats were divided into three groups: 1) control fed on a normal diet (ND); 2) BOO model fed on a ND and 3) control fed on a hypercholesterolemic diet (HCD 1.25% cholesterol). Initially, serum cholesterol, LDL-cholesterol and body weight were measured. Four weeks later groups 1 and 3 underwent a sham operation while group 2 underwent a partial BOO operation. After the urethra was dissected a 5-zero nylon suture was passed and tied loosely around the urethra with a 22G needle besides it. Six weeks later the bladders of all animals were removed, serum cholesterol and LDL-cholesterol analysis was performed, body weight was measured and then they were sacrificed. Morphological analysis was performed by Picrosirius red staining and immunohistochemistry for types I and III collagen. Statistical analysis was done comparing groups by the Oneway-Anova method and Tukey multiple comparisons when needed. Significance was considered when p < 0.05. Results: Wistar rats fed on a HC diet had a significant increase of LDL-cholesterol levels (p < 0.001) and body weight (p = 0.017), when compared to the control group fed on a normal diet in the period of ten weeks. Moreover, HC diet induced significant morphological alterations of the extracellular matrix of the bladder wall, regarding immature collagen fibers and type III collagen remodeling, when compared to the control group (p = 0.002 and p = 0.016, respectively), resembling the process promoted in the BOO model. Conclusions: A hypercholesterolemic diet in Wistar rats promoted, besides the body weight and LDL-cholesterol increase, morphological alterations of the bladder extracellular matrix, regarding collagen remodeling.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-03-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.