• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Leandro Freitas Faria
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Passerotti, Carlo Camargo (Presidente)
Oliveira, Luiz Carlos Neves de
Leite, Katia Ramos Moreira
Nesrallah, Adriano João
Título em português
Desenvolvimento de aplicativo digital para avaliar resultados funcionais dos pacientes submetidos à prostatectomia radical robótica assistida
Palavras-chave em português
Aplicativos móveis
Disfunção erétil
Incontinência urinária
Informática médica
Neoplasias da próstata
Prostatectomia
Resumo em português
Introdução: O século XXI trouxe novos paradigmas na tecnologia da informação, com repercussões nos mais diversos aspectos da vida cotidiana. Aplicativos móveis, sites, softwares desenvolvidos para smartphones e tablets são cada vez mais utilizados na área da saúde, permitindo o suporte remoto ao paciente ou a autopromoção dos cuidados com a saúde. O rastreio do câncer de próstata (CP) permitiu o diagnóstico de CP em fases iniciais, resultando em procedimentos mais curativos, como a prostatectomia radical. Entre as principais complicações após a cirurgia estão a incontinência urinária e a disfunção erétil. No entanto, os números exatos relacionados a essas morbidades estão sempre escassos devido à breve entrevista durante a consulta no consultório médico. Portanto, o objetivo do estudo foi construir um aplicativo para coletar dados de pacientes sobre a recuperação após o tratamento em um ambiente informal e mais confortável. Métodos: O aplicativo foi construído usando o sistema IONIC Framework e aplicado aos pacientes através de um estudo prospectivo randomizado. Foram incluídos 100 pacientes divididos em dois grupos 1. Pacientes que usaram o aplicativo (n = 50) 2. Pacientes que responderam através de questionários impressos validados (grupo controle) (n = 50). Todos os pacientes receberam aconselhamento de alta para responder aos questionários 1, 3, 6 e 12 meses após o procedimento. O grupo de aplicativos após orientações verbais sobre como o monitoramento ocorreria recebeu um SMS com um nome de usuário e senha permitindo o acesso ao sistema e enviou alertas aos usuários para responder aos questionários. Resultados: O aplicativo desenvolvido é chamado UroHealth e está disponível para download na loja da Apple ou no site www.urohealth.com.br. A média de idade dos pacientes foi de 64,45 anos (± 8,33). Idade, PSA, volume da próstata, grau ISUP e estadiamento patológico foram semelhantes entre os grupos. Quando avaliamos as taxas de resposta, encontramos que 43,8% dos pacientes responderam ao questionário pré-operatório no grupo app, enquanto 16,3% responderam no grupo controle (p = 0,003). O acompanhamento em um, três, seis e 12 meses manteve taxas de resposta mais altas no grupo app, mas não houve significância estatística para nenhum deles (p > 0,05). Conclusão: O desenvolvimento de aplicativos, como o UroHealth, pode ser de grande valor no acompanhamento de pacientes após procedimentos cirúrgicos, permitindo informações de boa qualidade quanto à recuperação e morbidade relacionada ao tratamento. Nossos resultados iniciais indicam que pode se tornar uma ferramenta útil na obtenção de respostas mais frequentes e realistas, auxiliando na melhora das técnicas cirúrgica
Título em inglês
Digital application developed for evaluation of functional results following assisted robotic radical prostatectomy
Palavras-chave em inglês
Erectile dysfunction
Medical informatics
Mobile applications
Prostatectomy
Prostatic neoplasms
Urinary incontinence
Resumo em inglês
Introduction: The 21st century brought new paradigms in information technology, with repercussions in the most diverse aspects of daily life. Mobile applications, websites, softwares developed for smartphones and tablets are increasingly used in healthcare, allowing remote patient support or self-promotion of health care. The prostate cancer (PC) screening allowed PC diagnosis in early stages resulting in more curative procedures as radical prostatectomy. Among the main complications following surgery are urinary incontinence and erectile dysfunction. However, the exact numbers related to these morbidities are often missing due to the brief interview during consultation in the medical office. Therefore, the objective of the study was to build an app to collect data of patients regarding recovery after treatment in an informal and more comfortable environment. Methods:The app was built using the IONIC Framework system and applied to patients through a prospective randomized study. We included 100 patients divided into two groups 1. Patients who used the app (n = 50) 2. Patients who responded via validated printed questionnaires (control group) (n = 50). All patients received discharge counseling to respond to questionnaires 1, 3, 6 and 12 months after the procedure. The app group after verbal guidance on how the monitoring would occur received an SMS with a user name and password allowing access to the system and sent alerts to users to respond the questionnaires. Results: The app developed is called UroHealth and is available for download in the Apple store or at www.urohealth.com.br. The mean age of patients was 64.45 years-old (± 8.33). Age, PSA, prostate volume, ISUP grade and pathological staging were similar between groups. When we evaluated response rates, we found that 43.8% of the patients answered the preoperative questionnaire in the app group while 16.3% responded in the control group (p = 0.003). The follow up in one, three, six and 12 months maintained higher response rates in the app group, but there was no statistical significance for any of them (p > 0.05). Conclusion: The app development, such as UroHealth may be of great value in monitoring patients after surgical procedures, allowing information of good quality regarding recovery and morbidity related to treatment. Our initial results indicate that it may become a useful tool in obtaining more frequent and realistic answers, helping the improvement of surgical techniques
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-22
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.