• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2003.tde-05092014-121029
Documento
Autor
Nome completo
Berivaldo Dias Ferreira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2003
Orientador
Banca examinadora
Santo, Marco Aurelio (Presidente)
Rocha, Julio Rafael Mariano da
Triviño, Tarcisio
Título em português
Avaliação do tratamento da coledocolitíase residual
Palavras-chave em português
Estudos retrospectivos
Icterícia/etiologia
Ultrassonografia
Resumo em português
A coledocolitíase residual representa grande desafio na avaliação diagnóstica e proposta terapêutica. Neste contexto, realizamos estudo retrospectivo com o objetivo de avaliar critérios clínicos, laboratoriais e métodos de imagem para o seu diagnóstico; avaliar o resultado do tratamento através de procedimentos endoscópicos e cirúrgicos, bem como a ocorrência de complicações e sua repercussão no período de internação. Foram estudados 32 (trinta e dois) pacientes portadores de coledocolitíase residual internados na Clínica Cirúrgica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade Federal de Goiás, no período de janeiro de 1995 a julho de 2001. Foram incluídos pacientes submetidos previamente a colecistectomia, nos quais o diagnóstico de coledocolitíase foi feito posteriormente (pela não realização de colangiografia trans-operatória) ou no próprio curso da colecistectomia, porém postergando-se o tratamento. Pudemos concluir: a maioria dos pacientes portadores de coledocolitíase residual tem como sintoma principal a icterícia; a ultra-sonografia não é um método diagnóstico eficaz, uma vez que demonstrou alteração de via biliar em cerca de 50% dos pacientes; tanto o procedimento endoscópico como o cirúrgico mostraram alto índice de clareamento da via biliar (acima de 90%), sendo a morbidade baixa e mortalidade nula em ambos os procedimentos; o período de internação foi menor quando o procedimento endoscópico foi realizado
Título em inglês
Treatment evaluation of residual choledocholithiasis
Palavras-chave em inglês
Jaundice/etiology
Retrospective studies
Ultrasonography
Resumo em inglês
Choledocholithiasis represents a great challenge in diagnostic evaluation and therapeutics. Because of it we've proposed a retrospective study to analise the clinical and laboratorial criteria and image studies to the diagnosis of such condition. It was possible to evaluate the treatment (endoscopic or surgical) and complications with these information. Thus, with this aim, 32 (thirty-two) patients were evaluated. They were suffering from residual choledocholithiasis and were admitted on the Surgical Unit of the General Hospital of the Medical School of University of Goiás, from january 1995 to july 2001. It was included patients that were performed on a previous cholecistectomy. The diagnose of choledocholithiasis was get either during the surgery, although the definitive treatment had been postponed, or on the follow-up. We concluded that most part of the patients with residual choledocholithiasis were icteric and that the ultrasound study is not an effective method to detect residual choledocholithiasis (positive around 50%). Besides, both therapeutic procedures (endoscopic and surgical) were successful in the cleaning of biliary ducts (above 90%), had low morbidity and no mortality. The discharge of the patient was faster in case of endoscopic procedure
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-09-08
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.