• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.5.2010.tde-07052010-170926
Document
Auteur
Nom complet
Ana Maria de Mendonça Coelho
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2010
Directeur
Jury
Jukemura, José (Président)
Campos, Tercio de
Machado, Marcel Cerqueira Cesar
Soriano, Francisco Garcia
Torrez, Franz Robert Apodaca
Titre en portugais
Mecanismos de ação da solução salina hipertônica na pancreatite aguda experimental
Mots-clés en portugais
Citocinas
Inflamação
Pancreatite
SIRS
Solução salina hipertônica
Resumé en portugais
INTRODUÇÃO: A pancreatite aguda (PA) grave é um processo inflamatório do pâncreas caracterizado por alterações hemodinâmicas e resposta inflamatória sistêmica com altos níveis de mortalidade. A ativação inapropriada intrapancreática das enzimas pancreáticas desempenha papel importante no desencadeamento dos mecanismos inflamatórios responsáveis pelas manifestações locais e sistêmicas da doença. Em trabalho anterior observamos redução significativa da mortalidade após administração de solução salina hipertônica em ratos, através de redução das alterações hemodinâmicas e da resposta inflamatória sistêmica, mas os efeitos da solução salina hipertônica na ativação das enzimas pancreáticas e na própria lesão pancreática não foram estudados. O objetivo deste estudo foi avaliar se o mecanismo de ação da solução salina hipertônica, reduzindo a gravidade da pancreatite aguda em ratos, ocorre devido à redução da intensidade da lesão pancreática e/ou à redução da resposta inflamatória sistêmica e seus efeitos. MÉTODOS: Foi utilizado um modelo experimental de pancreatite aguda grave através da injeção intraductal de taurocolato de sódio a 2,5%. Cento e quarenta e dois ratos Wistar machos foram divididos em quatro grupos: Controle (animais que não foram submetidos à indução da PA), Grupo ST (animais que não receberam tratamento após a indução da PA), Grupo SSF (animais que receberam 34ml/Kg de solução salina fisiológica de NaCl 0,9% por via endovenosa, 1 hora após a indução da PA) e grupo SSH (animais que receberam 4ml/Kg de solução salina hipertônica de NaCl 7,5% por via endovenosa, 1 hora após a indução da PA). Após 2, 12 e 24 horas da indução da PA os animais foram sacrificados e os materiais foram coletados para análise. Foram efetuadas a quantificação do volume de líquido ascítico e as determinações no líquido ascítico e no soro dos peptídeos liberados na ativação do tripsinogênio (TAP) e da atividade da amilase. No tecido pancreático foram realizadas as análises da peroxidação lipídica (MDA), da atividade da mieloperoxidase (MPO) e a análise histológica. Os níveis de citocinas (TNF-, IL-6 e IL-10) foram analisados no líquido ascítico, soro e tecido pancreático. RESULTADOS: Os níveis de TAP e amilase no líquido ascítico e soro, de MDA e MPO no tecido pancreático e a análise histológica mostraram resultados iguais nos três grupos de animais que foram submetidos a PA (ST, SSF e SSH). Observamos redução do volume de líquido ascítico e dos níveis de TNF- , IL-6 e IL-10 no líquido ascítico, soro e tecido pancreático nos animais nos quais foi administrada solução salina hipertônica (grupo SSH) quando comparados com os animais tratados com solução salina fisiológica (grupo SSF) e os animais sem tratamento (grupo ST) (p<0,05). CONCLUSÕES: A administração de solução salina hipertônica (NaCl 7,5%) na pancreatite aguda experimental foi capaz de reduzir a resposta inflamatória local e sistêmica, sem modificar contudo a intensidade das lesões pancreáticas.
Titre en anglais
Mechanisms of action of hypertonic saline solution in experimental acute pancreatitis
Mots-clés en anglais
Cytokines
Inflammation
Pancreatitis
Saline solution hypertonic
SIRS
Resumé en anglais
INTRODUCTION: Severe acute pancreatitis (AP) is characterized by hemodynamic alterations and systemic inflammatory response leading to a high mortality rate. In AP the inappropriate activation of pancreatic enzymes plays an important role in pancreas autodigestion and in the inflammatory mechanisms responsible for the systemic response of the disease. In a previous study, we have demonstrated that hypertonic saline solution infusion significantly reduced mortality in experimental AP through an improvement in the hemodynamic conditions and by an antiinflammatory response, but its effects on the pancreatic lesions were not evaluated. The aim of the present study was to evaluate if the hypertonic saline solution reduces mortality in AP through a local effect attenuating the pancreatic lesion and/or by reducing the systemic inflammatory response syndrome (SIRS). METHODS: An experimental model of severe AP by injection of 0.5ml of 2.5% sodium taurocholate into the pancreatic duct was utilized. A hundred and forty two male Wistar rats were divided into 4 groups: C (control, without AP), ST (no treated AP), SSF (animals received 34ml/kg of normal saline solution of NaCl 0.9% IV, 1 hour after AP), and SSH (animals received 4ml/Kg of hypertonic saline solution of NaCl 7.5% IV, 1 hour after AP). After 2, 12 and 24 hours of induction of AP volume of ascitic fluid, trypsinogen activation peptides (TAP) levels and amylase activity in ascitic fluid and serum were determined. Pancreatic lipid peroxidation (MDA), myeloperoxidase (MPO) activity, and pancreatic histology were analysed 2 and 24 hours after AP. TNF-, IL-6, and IL-10 levels in ascitic fluid, serum, and pancreatic tissue were also analyzed. RESULTS: There were no significant differences in TAP levels and amylase activity in the ascitic fluid and serum in animals of groups ST, SSF and SSH. No differences in pancreatic MPO, MDA and histological score were observed among these three groups with AP. In the SSH group it was observed a significant decrease in volume of ascitic fluid and inflammatory cytokines levels (TNF-, IL-6, and IL-10) in ascitic fluid, serum, and pancreatic tissue when compared to ST and SSF groups (p<0.05). CONCLUSIONS: These findings suggest that hypertonic saline solution decreases local and systemic inflammatory response in acute pancreatitis without changing the intensity of the pancreatic lesions.
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2010-05-10
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.