• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2010.tde-06042010-151115
Documento
Autor
Nome completo
Vinicius de Lima Vazquez
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2009
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, André Lopes (Presidente)
Chammas, Roger
Fregnani, José Humberto Tavares Guerreiro
Longatto Filho, Adhemar
Scapulatempo Neto, Cristovam
Título em português
Fatores prognósticos em portadores de carcinoma epidermóide cutâneo de tronco e extremidades localmente avançado
Palavras-chave em português
Carcinoma de células escamosas
Imunoistoquímica
Marcadores genéticos
Metástase linfática
Prognóstico
Resumo em português
O carcinoma epidermóide cutâneo de tronco e extremidades (CECTE) é doença localizada e tratável na maioria dos casos, com alta prevalência tanto em nosso meio como mundialmente. Apesar disto, pode cursar com progressão local, metastatização regional e distante, com morbidade e mortalidade. Fatores prognósticos relacionados a doença localmente avançada são pouco conhecidos e pesquisados. Este estudo objetiva conhecer a expressão de marcadores moleculares da família HER (EGFR, HER-2, HER-3, HER-4), E-caderina e podoplanina além de fatores clínicos, anatomopatológicos e dos próprios marcadores moleculares relacionados a metástases linfonodais e prognóstico em portadores de CECTE localmente avançado. A análise realizada foi retrospectiva com 63 pacientes de duas instituições Hospital de Câncer de Barretos e Amaral Carvalho de Jaú, portadores de CECTE localmente avançado (T3 e T4), através de pesquisa em prontuário dos pacientes, revisão dos blocos de parafina e lâminas para análise de dados anatomopatológicos e confecção de Tissue Micro Array para análise por técnica de imunohistoquímica da expressão dos marcadores da família HER, E-caderina e podoplanina nos tumores primários e nas metástases linfonodais quando presentes. Como resultados, tivemos no tumor primário EGFR com expressão aumentada (positiva) em 25,5% dos casos, HER-2 negativa em todos, HER-3 positiva em 87,3% e HER-4 em 47,3%, E-caderina positiva na membrana em 47,3% e citoplasma em 29,1%, podoplanina positiva em 29,1%. Nas metástases linfonodais EGFR teve expressão positiva em 40,0%, HER-2 negativa em todos, HER-3 positiva em 84%, HER-4 positiva em 44,0%, E-caderina positiva na xvii membrana em 28,0% e 3,6% no citoplasma, e a podoplanina em 40,0%. O infiltrado linfocitário intratumoral foi o único fator associado a presença de metástases linfonodais (53,3% contra 16,4%; p=0,046). Pacientes com tumores T3 tiveram maior taxa de sobrevida específica por câncer em cinco anos que os T4 (62,5% contra 26,8%; p=0,012) e pacientes sem metástases linfonodais tiveram maior taxa de sobrevida que pacientes com metástases durante o seguimento e metástases à apresentação (79,4% contra 39,6% contra 20,6%; p=0,021). Pacientes com tumores indiferenciados tiveram menor taxa de sobrevida (23,8% contra 82,2%; p=0,010), assim como aqueles portadores de tumores com expressão aumentada de podoplanina (23,5% contra 71,9%; p=0,018). A diferença de sobrevida dos fatores acima relacionados manteve-se na análise multivariada. Nas metástases linfonodais a maior expressão de HER-4 foi relacionada a menor taxa de sobrevida (37,5% contra 53,3%; p=0,038). Como conclusão determinou-se a expressão dos marcadores da família HER, E-caderina e podoplanina no CECTE localmente avançado; O infiltrado linfocitário intratumoral foi associado ao surgimento de metástases linfonodais; portadores de tumores T3, baixo grau histológico, N0 e podoplanina negativos tiveram maiores taxas de sobrevida. Os pacientes com metástases linfonodais HER-4 positivas apresentaram menor taxa de sobrevida.
Título em inglês
Prognostic factors in patients with locally advanced cutaneous squamous cell carcinoma of trunk and extremities
Palavras-chave em inglês
Genetic markers
Lymphatic metastasism Immunohistochemistry
Prognosis
Squamous cell
Resumo em inglês
Cutaneous squamous cell carcinoma of trunk and extremities is a local and easily treatable disease in most of cases, with high prevalence in our community and worldwide. Despite of this, it can present local progression, regional (lymph node) and distant metastasis with morbidity and mortality. Prognostic factors related to locally advanced disease are not well established being reported in few studies. The aim of this study is to determine the expression of molecular markers as HER family (EGFR, HER- 2,HER-3, HER-4), E-cadherin, podoplanin, and clinical and histopathological factors related to lymph node metastasis and prognosis in patients with locally advanced cutaneous squamous cell carcinoma of trunk and extremities (CSCCTE). There were 63 patients studied from two institutions: Hospital Amaral Carvalho de Jaú and Hospital de Câncer de Barretos with locally advanced CSCCTE (T3 and T4), retrospectively analyzed through review of medical records and tumor paraffin blocks and slides, and construction of a Tissue Micro Array for immunohistochemical analysis of molecular markers expression in the primary tumors and lymph node metastasis. The results showed in the primary tumor, EGFR positive (hyperexpression) in 25,5%, HER-2 negative in all, HER-3 positive in 87,3% and HER-4 in 47,3%. E-cadherin was positive in the membrane in 47,3% and in the cytoplasm in 29,1% and podoplanin was positive in 29,1%. Lymph node metastasis expression: EGFR was positive in 40,0%, HER-2 negative in all, HER-3 positive in 84%, HER-4 positive in 44,0%. E-cadherin was positive in the membrane in 28,0% and 3,6% in the cytoplasm. Podoplanin was positive in 40,0%. Intratumoral lymphocytic infiltrate was the only factor related to lymph node metastasis (53,3% contra 16,4%; p=0,046). Patients xix with T3 tumors presented higher cancer specific 5-years survival rate than T4 ones (62,5% contra 26,8%; p=0,012) and patients without lymph node metastasis presented higher cancer survival rate than those presenting initially and during follow-up (79,4% contra 39,6% contra 20,6%; p=0,021). Patients with undifferentiated tumors presented lower survival rate (23,8 % contra 82,2%; p=0,010), as well as patients with podoplanin hyperexpression (23,5% contra 71,9%; p=0,018). All these differences in survival rates were sustained in multivariate analysis. Considering patients with lymph node metastasis, those with HER-4 hyperexpression presented lower survival rate (37,5% contra 53,3%; p=0,038). In conclusion, the expression of HER family, E-cadherin and podoplanin were determinate in this specific patient setting; Intratumoral lymphocytic infiltrate was the only factor related to lymph node metastasis; Patients with T3 tumors, low histological grade, N0 and negative primary tumor expression of podoplanin presented higher survival rates. Metastatic patients to the lymph nodes with metastasis positivity to HER-4 presented lower survival rate.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2010-04-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.