• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2005.tde-13102014-101941
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Jannuzzi Cunha
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2005
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Arthur Guerra de (Presidente)
Busatto Filho, Geraldo
D'Elia, Gilberto
Leite, Marcos da Costa
Zilberman, Monica Levit
Título em português
Alterações neuropsicológicas em dependentes de cocaína
Palavras-chave em português
Cocaína
Cognição/efeitos de drogas
Testes neuropsicológicos
Transtornos relacionados ao uso de cocaína
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Embora o uso de cocaína seja um problema significativo de saúde pública, há uma relativa escassez de dados científicos sobre as conseqüências neurocognitivas decorrentes da exposição à substância. OBJETIVO: Este estudo avaliou a associação entre dependência de cocaína e desempenho cognitivo. MÉTODOS: Uma ampla bateria de testes neuropsicológicos, incluindo o Trail Making Test (TMT), Stroop Color Word Test (SCWT), Dígitos Diretos e Inversos (WMS-R), Memória Lógica I e II (WMS-R), Reprodução Visual I e II (WMS-R), Teste da Figura Complexa de Rey-Osterrieth (TFCRO), Buschke Selective Reminding Test (BSRT), Wisconsin Card Sorting Test (WCST), Desenhos Alternados (Luria), Códigos (WAIS-R), Cubos (WAIS-R), Vocabulário (WAIS-R), Controlled Word Association Test (COWAT), Boston Naming Test (BNT), Bateria de Avaliação Frontal (BAF) e o Iowa Gambling Task (IGT), foi aplicada a 30 dependentes de cocaína, em abstinência por duas semanas, em tratamento, e em 32 sujeitos controles, não usuários de drogas, pareados por idade, sexo, escolaridade, nível sócio-econômico, lateralidade e QI. RESULTADOS: Os resultados mostraram significação estatística (p<0,05) em testes de atenção, fluência verbal, memória visual, memória verbal, capacidade de aprendizagem, funções executivas, memória operacional, funções viso-motoras e na tomada de decisões. CONCLUSÕES: Esses dados mostram evidências de que o abuso de cocaína está associado a déficits cognitivos, semelhantes aos que ocorrem em transtornos cognitivos, possivelmente relacionados a problemas em regiões cerebrais pré-frontais e temporais. O conhecimento dos danos neuropsicológicos específicos pode ser útil no planejamento de programas de prevenção e tratamento mais efetivo para abuso de cocaína
Título em inglês
Neuropsychological impairments in cocaine-dependent patients
Palavras-chave em inglês
Cocaine
Cocaine related disorders
Cognition/drug effects
Neuropsychological tests
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Although cocaine use is a significant public health problem, there is relative paucity of scientific data on long-term neurocognitive consequences of the exposure to the substance. OBJECTIVE: This study examined the association between cocaine dependence and neuropsychological performance. METHODS: An extended battery of neuropsychological tests, including Trail Making Test (TMT), Stroop Color Word Test (SCWT), Forward and Backward Digits (WMS-R), Logical Memory I and II (WMS-R), Visual Reproduction I and II (WMS-R), Rey-Osterrieth Complex Figure Test (ROCFT), Buschke Selective Reminding Test (BSRT), Wisconsin Card Sorting Test (WCST), Alternate Designs (Luria), Symbol-Digit (WAIS-R), Block Design (WAIS-R), Vocabulary (WAIS-R), Controlled Word Association Test (COWAT), Boston Naming Test (BNT), Frontal Assessment Battery (FAB) and Iowa Gambling Task (IGT), was administered to 30 abstinent cocaine abusers, inpatients in abstinence for two weeks, and 32 non-drug-using control subjects matched for age, gender, education, socio-economic status, handedness and IQ. RESULTS: The findings showed statistical significance (p<0,05) on differences of performance in attention, verbal fluency, verbal memory, visual memory, learning ability, executive functions, working memory, visuomotor functioning and decision-making. CONCLUSIONS: These results represent evidences that cocaine abuse is associated with decrements in cognitive functioning, similar to cognitive disorders associated to prefrontal and temporal brain impairments. Knowledge of specific cognitive deficits in cocaine abusers may be useful for designing more effective substance abuse prevention and treatment programs
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.