• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2004.tde-14102014-123442
Documento
Autor
Nome completo
Viviane Morbelli Wagana
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2004
Orientador
Banca examinadora
Barbas, Carmen Silvia Valente (Presidente)
Caruso, Pedro
Romaldini, Helio
Título em português
Efeitos da compressão abdominal com faixa nos parâmetros respiratórios em voluntários normais
Palavras-chave em português
Abdome/fisiologia
Bandagens
Resumo em português
Introdução: Durante a inspiração, o diafragma contrai e abaixa o centro frênico aumentando o diâmetro vertical do tórax. Entretanto, o conteúdo abdominal impede a excursão diafragmática. Os músculos abdominais funcionam como uma cinta segurando as vísceras abdominais, ajudando a o diafragma a aumentar a pressão intra-abdominal. Na expiração forçada, os músculos abdominais contraem e comprimem o abdômen elevando o diafragma. Objetivo: Analisar os efeitos da compressão abdominal com faixa, até diminuir de -10% e -15% da circunferência abdominal inicial, avaliando a freqüência respiratória (FR),volume corrente (VC), capacidade vital forçada (CVF), pressão inspiratória máxima (PImax) e pressão expiratória máxima (PEmax) em voluntários normais. Métodos: Foram avaliados 26 voluntários normais, idade média de 24 anos ? 4anos, 14 mulheres e 12 homens, em respiração espontânea foram submetidos à medida da circunferência abdominal. Foram medidos também FR, VC, CVF, Pimax e PEmax. Depois, repetimos as medidas após a compressão abdominal com -10% e -15% da circunferência de base. Depois, retiramos a faixa compressiva e medimos novamente os parâmetros. Resultados: Com compressão de -10%, houve diminuição do VC de 517 mL 456,86 mL (p < 0,005) e Pimax de -111cmH20 para -96 cmH20 (p < 0,005). Após a compressão de -15%, além da diminuição dos parâmetros anteriores, observamos também a diminuição da PEmax de 120 cmH20 para 100 cmH20 (p < 0,005). Após a retirada da faixa, os valores voltaram próximos aos iniciais. Conclusão: A compressão abdominal de -10 e -15% com faixa diminui o VC, PImax e PEmax (a última apenas com -15%) e não afeta a FR e a CVF
Título em inglês
Effects of external abdominal compression in respiratory parameters in healthy volunteers
Palavras-chave em inglês
Abdomen/physiology
Bandages
Resumo em inglês
Background: During the inspiration, the diaphragm contracts and pulls down the central tendon and rises the vertical thoracic diameter. However, the abdominal container resistance forbids the diaphragmatic excursion. The abdominal organs are contained by a strong muscle binder that helps the diaphragm increasing the intra-abdominal pressure, allowing the inferior rib cage to go upward. In deep expiration, strong contractions of abdominal muscles constrict and compress the abdomen, helping to elevate the relaxing diaphragm. Objectives: To analyse the effects of -10% and -15% of the baseline abdominal circumference compression with a band in the respiratory rate (RR), tidal volume (TV), forced vital capacity (FVC) and maximal inspiratory (MIP) and expiratory pressures (MEP) in normal volunteers. Methods: Twenty six normal volunteers, mean age of 24 ? 4 years, 14 female and 12 male, in spontaneous breathing were submitted to abdominal circunference measurement. Thereafter, we obtained their RR, TV, FVC, MIP and MEP. Then, we repeated the measures after compression of abdomen using an external band to achieve - 10% and - 15% of the basal abdominal circumference. Then, we took out the band and measured the respiratory parameters again. Results: With -10% abdominal compression, TV decreased from 517 mL to 456,86 mL (p < 0,005) and MIP decreased from -111 cmH20 to -96 cmH20 (p < 0,005). Then, after -15% abdominal compression, we could observe a decrease in MEP: 120 cmH20 to 100 cmH20 (p < 0,005). After taking out the band, the respiratory parameters returned next to the basal measurements. Conclusion: The abdominal compression of -10% and -15% with an external band decreased TV, MIP and MEP (the last one only with - 15% compression) and didn't affect RR and FVC.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-10-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.