• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2010.tde-04112010-162403
Documento
Autor
Nome completo
Erica Macedo de Paula
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2010
Orientador
Banca examinadora
Lopes, Debora Maria Befi (Presidente)
Limongi, Suelly Cecilia Olivan
Takiuchi, Noemi
Título em português
Habilidades de resolução de conflito de crianças com distúrbio específico de linguagem
Palavras-chave em português
Fonoaudiologia
Interação social
Linguagem Infantil
Transtornos do desenvolvimento da linguagem
Resumo em português
Introdução: Um tipo de interação social, que caracteriza o desenvolvimento cognitivo, é a resolução de conflito. Para resolver conflitos são necessárias habilidades cognitivas e linguísticas. Objetivos: Verificar as habilidades de resolução de conflito (RC) de crianças de sete e oito anos de idade com Distúrbio Específico de Linguagem (DEL) e verificar se há correlação entre o tempo de terapia fonoaudiológica das crianças e o desempenho na tarefa de RC. Métodos: Participaram do estudo 20 crianças com DEL, Grupo Pesquisa (GP), e 40 crianças com Desenvolvimento Normal de Linguagem (DNL), Grupo Controle (GC); com idades entre 7:00 e 8:11 anos. Para avaliar as habilidades de RC foram apresentados oralmente cinco contextos hipotéticos de conflito. As estratégias propostas pelas crianças foram agrupadas em cinco níveis e pontuadas da seguinte forma: nível 0 (soluções que não se enquadram nos demais níveis) - zero ponto; nível 1 (soluções físicas) - um ponto; nível 2 (soluções unilaterais) - dois pontos; nível 3 (soluções cooperativas) - três pontos e nível 4 (soluções mútuas) - quatro pontos. Resultados e Discussão: O nível de significância adotado foi de p=0,05. A MANOVA demonstrou que para a variável pontuação total, há efeito de grupo F(1, 52)=23,918 p<0,001, mas não de idade F(1, 52)=3,875 p=0,054 e de gênero F(1, 52)=1,305 p=0,258. Não foi observada interação entre as variáveis. O teste de Mann-Whitney indicou diferença estatisticamente significante entre os grupos apenas para o nível de desenvolvimento modal (p<0,001*), sendo que o GC tem maior nível de desenvolvimento modal (M=2,30±0,597) que o GP (M=1,45±0,48). De acordo com a Correlação de Pearson não há correlação entre o tempo de terapia e a pontuação total na prova de RC (p= 0,961; r=0,012). O fato de crianças com DEL apresentarem importantes dificuldades com atividades sociais corriqueiras, como a solução de problemas, contribui para a impopularidade de grande parte dessas crianças com os pares da mesma idade. A terapia de linguagem isoladamente não é suficiente para adequar o deficit sociocognitivo observado na população com DEL. Conclusões: (1) Crianças com DEL enfrentam dificuldade para resolver problemas, pois utilizam predominantemente estratégias físicas e unilaterais. (2) Não há correlação entre o tempo de terapia e o desempenho na tarefa de RC
Título em inglês
Conflict resolution skills of children with specific language impairment
Palavras-chave em inglês
Child language
Language developmental disorders
Social interaction
Speech-language pathology
Resumo em inglês
Introduction: One type of social interaction that characterizes childrens cognitive development is the conflict resolution. Conflicts solving requires cognitive and linguistic abilities. Objectives: To investigate the conflict resolution (CR) abilities in seven- and eight-year-old children with Specific Language Impairment (SLI), and to verify whether there is a relationship between the period of speech-language therapy attendance and the performance on the CR task. Methods: Participated in this study, 20 children with SLI, Research Group (RG), and 40 children with Normal Language Development (NLD), Control Group (CG), with ages ranging from 7:00 to 8:11 years. For the assessment of RC abilities, five hypothetical contexts of conflict were orally presented. The strategies used by the children were arranged into five levels and scored as follows: level 0 (solutions that do not match the other levels) score 0; level 1 (physical solutions) score 1; level 2 (unilateral solutions) score 2; level 3 (cooperative solutions) score 3 and level 4 (mutual solutions) score 4. Results and Discussion: The significance level adopted was p = 0.05. The MANOVA statistical test showed significant effect of group for the variable total score F(1, 52)=23.918 p<0.001, whereas the effects of age F(1, 52)=3.875 p=0.054, and gender F(1, 52)=1.305 p=0.258 were not significant. No interaction among the variables was observed. The Mann-Whitney statistical test revealed significant differences between groups only for the modal development level (p<0.001*), with higher level of modal development for the CG (CG: M=2.30±0.597; RG: M=1.45±0.48). The Pearsons Correlation indicated that there is no significant correlation between the period of speech-language therapy attendance and the total score on the CR task (p= 0.961; r=0.012). Due to the fact that children with SLI present important difficulties in conventional social activities, such as problem solving, most of them are unpopular with their age-peers. Isolatedly, speech-language therapy is not enough to ameliorate the socio-cognitive deficits presented by the population with SLI. Conclusions: (1) Children with SLI present difficulties in solving problems, in view of the fact that they mainly presented physical and unilateral strategies. (2) No correlation was found between the period of speech-language therapy attendance and the performance on the CR task
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
EricaMacedoPaula.pdf (4.28 Mbytes)
Data de Publicação
2010-11-08
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • Befi-Lopes, Debora Maria, and PAULA, Erica Macêdo de. Habilidades de resolução de conflito e ocorrência de disfluências comuns em crianças em desenvolvimento normal de linguagem [doi:10.1590/S1516-80342008000300012]. Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia [online], 2008, vol. 13, p. 272-278.
  • PAULA, Erica Macêdo de, and Befi-Lopes, Debora Maria. Estratégias de resolução de conflito em crianças em desenvolvimento normal de linguagem: cooperação ou individualismo? [doi:10.1590/S1516-80342011000200014]. Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia [online], 2011, vol. 16, p. 198-203.
  • PAULA, Erica Macêdo de, e BEFI-LOPES, Debora Maria. Habilidades de resolução de conflito em crianças com Distúrbio Específico de Linguagem [doi:10.1590/S2317-17822013000200003]. CoDAS [online], 2013, vol. 25, p. 102-109.
  • BEFI-LOPES, Debora Maria, e PAULA, Erica Macêdo de. Habilidades de resolução de conflito de crianças em desenvolvimento normal de linguagem. In 17o Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia e 1o Congresso Ibero-Americano de Fonoaudiologia, 2009. Suplemento especial da Revista Brasileira de Fonoaudiologia., 2009. Resumo.
  • BEFI-LOPES, Debora Maria, e PAULA, Erica Macêdo de. Resolução de problemas e fluência - aspectos do desenvolvimento normal de linguagem. In XV Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia e VII Congresso Internacional de Fonoaudiologia, Gramado, 2007. Suplemento Especial da Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia., 2007. Resumo.
  • Befi-Lopes, Debora Maria, PAULA, Erica Macêdo de, e TOBA, Joyce Raquel. Habilidades de resolução de conflito e compreensão de discurso em crianças com Distúrbio Específico de Linguagem. In 18º Congresso Brasileiro de Fonoaudiologia, Curitiba, 2010. Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia - Suplemento., 2010. Resumo.
  • PAULA, Erica Macêdo de, e BEFI-LOPES, Debora Maria. Habilidades de Resolução de Conflito de Crianças com Distúrbio Específico de Linguagem. In 19º Congresso Internacional e 8º Nacional de Fonoaudiologia, São Paulo, 2011. Revista da Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia - Suplemento., 2011. Resumo.
  • BEFI-LOPES, Debora Maria, e PAULA, Erica Macêdo de. Plano Terapêutico Fonoaudiológico para atraso de linguagem. In Pró-Fono. Planos Terapêuticos Fonoaudiológicos. Organizador. Barueri : Pró-Fono, 2012{Volume}, p. 61-66.http://www.teses.usp.br/teses/disponiveis/5/5162/tde-04112010-162403/
  • Menção Honrosa: Habilidades de Resolução de Conflito de Crianças com Distúrbio Específico de Linguagem - Sociedade Brasileira de Fonoaudiologia
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.