• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2011.tde-31102011-092004
Documento
Autor
Nome completo
Cristiane da Silva Nunes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Matas, Carla Gentile (Presidente)
Gil, Daniela
Samelli, Alessandra Giannella
Título em português
Eletrofisiologia da audição em indivíduos com vestibulopatias periféricas pré e pós reabilitação vestibular
Palavras-chave em português
Eletrofisiologia
Nistagmo fisiológico
Potenciais evocados auditivos
Tontura
Vertigem
Zumbido
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Os Potenciais Evocados Auditivos avaliam a atividade neuroelétrica da via auditiva desde o nervo auditivo até o córtex cerebral. A vectoeletronistagmografia permite analisar os canais semicirculares e/ou nervo vestibular inferior, verificando se existe comprometimento vestibular periférico ou central. A reabilitação vestibular é composta de exercícios físicos ativos e repetitivos de olhos, cabeça e corpo e/ou manobras específicas que visam diminuir a tontura e a instabilidade corporal, aumentar a estabilização no olhar, o controle postural e melhorar o bem-estar na realização das atividades do diaa- dia. Levando-se em conta a escassez de trabalhos na literatura que investiguem a via auditiva central em indivíduos com síndrome vestibular periférica e que sejam submetidos à reabilitação vestibular, torna-se importante conhecer o funcionamento do sistema auditivo central, desde o tronco encefálico até o córtex auditivo, em indivíduos com vestibulopatias periféricas. OBJETIVOS: caracterizar os potenciais evocados auditivos de curta, média e longa latências em indivíduos com vestibulopatias periféricas, bem como verificar a evolução destes potenciais e dos resultados obtidos no Dizziness Handicap Inventory (DHI) frente à reabilitação vestibular. MÉTODOS: Foram submetidos à avaliação eletrofisiológica da audição por meio dos potenciais evocados auditivos de tronco encefálico (PEATE), potencial evocado auditivo de média latência (PEAML) e potencial cognitivo (P300), bem como à aplicação do questionário DHI, antes e após reabilitação vestibular, 20 indivíduos com diagnóstico de Síndrome Vestibular Periférica Irritativa (SVPI) e 17 indivíduos com diagnóstico de Síndrome Vestibular Periférica Deficitária (SVPD), com idades entre 20 e 70 anos. RESULTADOS: Os resultados demonstraram que o grupo com SVPD apresentou maior porcentagem de resultados alterados no PEATE e PEAML. No que diz respeito aos tipos de alterações, pode-se observar no grupo com SVPD, alteração em tronco encefálico baixo no PEATE pré e pós RV; aumento das latências das ondas Na e Pa no PEAML pós RV, aumento da latência da onda Pa pré RV e efeito eletrodo para a amplitude Na- Pa pós RV. No grupo com SVPI, foi observada alteração do tipo outros no PEATE pré RV; aumento da latência da onda Pa no PEAML pré e pós RV e ambas as alterações para a amplitude Na-Pa pós RV. No estudo da evolução dos resultados pré e pós RV, pode-se observar maior porcentagem de resultados semelhantes para os três potenciais, em ambos os grupos avaliados. Na comparação do DHI pré e pós RV, ocorreram melhores resultados para os aspectos físico, emocional e funcional no grupo com SVPI e para os aspectos físico e emocional no grupo com SVPD. Tornam-se necessários mais estudos que avaliem a via auditiva central destes indivíduos para uma melhor caracterização dos achados eletrofisiológicos
Título em inglês
Electrophysiological evaluation of hearing in individuals with peripheral vestibular disorders before and after vestibular rehabilitation therapy
Palavras-chave em inglês
Auditory evoked potential
Dizziness
Electrophysiology
Physiologic nystagmus
Tinnitus
Vertigo
Resumo em inglês
INTRODUCTION: The auditory evoked potentials assess the neuroelectrical activity of the auditory pathway from the auditory nerve to the cerebral cortex. The vectoelectronystagmography analyzes the semicircular canals and/or inferior vestibular nerve, checking peripheral or central vestibular involvement. The vestibular rehabilitation therapy consists in active exercises and repetitive eyes exercises, head and body and/or specific maneuvers to reduce the dizziness and body instability, increase gaze stability and postural control and also improve well-being in daily activities. Taking into account the scarcity of studies in the literature that investigate the central auditory pathways in subjects who underwent vestibular rehabilitation therapy, it becames important to know the central auditory system from the brainstem to the auditory cortex, in subjects with peripheral vestibular disorders. OBJECTIVE: To characterize the auditory evoked potentials of short, middle and long latencies in subjects with peripheral vestibular disorders, as well as to evaluate the development of these potentials and the results obtained in the Dizziness Handicap Inventory (DHI) after vestibular rehabilitation therapy (VRT). METHODS: brainstem auditory evoked potential (BAEP), Auditory Middle- Latency Response (AMLR), cognitive potential (P300) and DHI were carried out in 20 subjects with Peripheral Vestibular Hyperfunction Syndrome and 17 subjects with Peripheral Vestibular Hypofunction Syndrome, aged between 20 and 70, before and after vestibular rehabilitation therapy. RESULTS: The results showed that the Peripheral Vestibular Hypofunction Syndrome group, presented higher percentage of altered results on BAEP and AMLR. Comparing the normal and altered results (qualitative analysis) between the groups in the BAEP, lower brainstem was predominantly observed in the Peripheral Vestibular Hypofunction Syndrome group before and after VRT; increased latencies of Na and Pa waves in AMLR after VRT, incresead latency of Pa wave in AMLR before VRT and electrode effect to the Na-Pa amplitude after VRT. The alteration predominantly observed in the Peripheral Vestibular Hyperfunction Syndrome group, was the other type one before VRT; increased latency of Pa wave in AMLR before and after VRT and both changes to the Na-Pa amplitude after VRT. In the study of the evolution before and after VRT, it was observed a higher percentage of similar results for the three potentials in both groups. Comparing results before and after VRT, the DHI greatest improvement occurred for the physical, emotional and functional aspects in the Peripheral Vestibular Hyperfunction Syndrome group and for the physical and emotional aspects in the Peripheral Vestibular Hypofunction Syndrome group. Further studies that evaluate the central auditory pathway of individuals with peripheral vestibular syndrome are needed to better characterize the electrophysiological findings
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-10-31
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • Matas, Carla Gentile, et al. Potenciais evocados auditivos em indivíduos com síndrome vestibular periférica [doi:10.1590/S1809-48722011000300007]. @rquivos internacionais de otorrinolaringologia [online], 2011, vol. 15, p. 308-313.
  • MATAS, C. G., e NUNES, C. S. Eletrofisiologia da audição em indivíduos com vestibulopatias periféricas pré e pós reabilitação vestibular. In EIA 27o. Encontro Internacional de Audiologia, Bauru, 2012. Anais do EIA 27o. Encontro Internacional de Audiologia.São Paulo : Academia Brasileira de Audiologia, 2012. Resumo.
  • NUNES, C. S., et al. Avaliação eletrofisiológica em indivíduos com síndrome vestibular periférica. In EIA - 21º. Encontro Internacional de Audiologia, Bauru, 2006. EIA - 21º. Encontro Internacional de Audiologia.São Paulo : Academia Brasileira de Audiologia, 2006. Resumo.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.