• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.5.2009.tde-09122009-164331
Documento
Autor
Nombre completo
Patricia Angelica de Oliveira Pezzan
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
São Paulo, 2009
Director
Tribunal
João, Silvia Maria Amado (Presidente)
Casarotto, Raquel Aparecida
Manfio, Eliane Fatima
Título en portugués
Avaliação postural da coluna lombar, dos membros inferiores, e análise da força reação do solo em adolescentes usuárias de calçados de salto alto
Palabras clave en portugués
Adolescente
Biomecânica
Fotogrametria
Marcha
Postura
Resumen en portugués
Durante a infância e a adolescência, ocorrem várias mudanças posturais, em função dos ajustes necessários para a estruturação e definição da postura. A postura sofre mudanças por causa da influência hormonal que ocorre com o início da puberdade e com o crescimento musculoesquelético. Sendo assim, as fases pré puberal e puberal, são cruciais para o desenvolvimento de uma boa postura. Além disso, alterações de sobrecarga durante esta fase, podem interferi no desempenho do aparelho locomotor. Dentre os fatores, que influenciam essas variáveis, está o uso dos calçados de salto alto que vêm se tornando cada vez mais precoce e freqüente nesta população. O objetivo, deste estudo foi avaliar a influência dos calçados de salto alto na postura e na marcha de adolescentes ente 13 a 20 de idade. Foi realizado com adolescentes do sexo feminino, para o estudo postural e impressão plantar avaliadamos 50 adolescentes do grupo não usuárias (GNU) de calçados de salto alto e 50 do grupo usuárias (GU). O estudo postural foi feito por fotografias nas condições descalça e com salto anabella e analisadas pelo software SAPO. Os ângulos medidos foram: lordose lombar, alinhamento horizontal da pelve, ângulo do joelho, ângulo tíbio társico, ângulo frontal do membro inferior direito (D) e esquerdo (E), ângulo Q (D) e (E) e ângulo do retropé (D) e (E). Através da impressão plantar analisamos o Índice de Chippaux-Smirak. O estudo da marcha foi realizado com 11 adolescentes no GNU e 9 do GU. Através da plataforma de força analisamos a força reação do solo nas condições descalça e com o salto. Os dados foram submetidos a análises descritivas. Foi adotado um nível de significância de 5%. Na comparação entre as condições, encontramos com o uso do salto no GNU: retificação lombar, retroversão pélvica, aumento do ângulo tíbio-társico, aumento do valgo de joelhos e patelar e varo de retropé. Já para GU, encontramos as mesmas modificações que no GNU, porém com variações diferentes e com exceção apenas para o ângulo lombar que apresentou hiperlordose e ângulo pélvico com anterversão. Na comparação entre os grupos, observamos na condição descalça que o GU apresentou menor ângulo da lordose lombar, maior anteversão, menor ângulo tíbio társico, maior valgismo de joelho e patela. Já na condição com o salto o GU apresentou o ângulo de lordose lombar menor, ângulo pélvico com postura inversa ao do GNU, acentuação do valgismo patelar que manteve os grupos diferentes e embora ambos tenham apresentado varo de retropé, o GU mostrou um valor maior. O arco longitudinal se mostrou diferente com valores menores para o GU e classificadas com pés normais enquanto que o GNU foi classificado com pés intermediários. Na marcha, o tempo de apoio total e menor força vertical na comparação entre os dois grupos se apresentaram menor para GU nas duas condições. A taxa de crescimento do segundo pico foi maior na condição descalça para GU e a taxa de crescimento do pico passivo foi maior na condição descalça em ambos os grupos. A variável pico passivo apresentou-se em ambos os grupos nas duas condições. Concluímos que o calçado de salto rígido influenciou de forma significante os ângulos posturais, tanto na observação aguda no GNU, como na observação de uso crônico como no GU, assim como, observado no arco plantar e em algumas variáveis da força reação do solo vertical.
Título en inglés
Posture assessment of the lumbar spine, lower limbs, and analysis of ground reaction force in adolescent users of high-heeled shoe
Palabras clave en inglés
Adolescent
Biomechanics
Pace
photogrammetry
Posture
Resumen en inglés
During childhood and adolescence, there are several posture changes depending on the settings necessary for the structuring and definition of posture. The posture change because of the hormonal influence that occurs with the onset of puberty and the musculoskeletal growth. Thus, the pre pubertal and pubertal stages are crucial for the development of good posture. Moreover, changes of overload during this phase, may interfere with the performance of the locomotor system. Among the factors that influence these variables, is the use of high-heeled shoes that are becoming increasingly early and frequent in this population. The objective of this study was to evaluate the influence of high-heeled shoes in posture and pace of adolescents between 13 to 20 of age. Was conducted with female adolescents in the study posture and printing plant of the group evaluated 50 adolescents not using (GNU) of high-heeled shoes and 50 of the group users (GU). The study was done by photos at the postural conditions barefoot and Anabella heeland analyzed by software SAPO. The angles were measured: lumbar lordosis, horizontal alignment of the pelvis, knee angle, tepid-tarsus angle, frontal angle of the right lower limb (D) and left (E), angle Q (D) and (E) and angle of the hindfoot ( D) and (E). By printing plant we analyzed the index of Chippaux-Smirak. The study of the march was conducted with 11 adolescents in the GNU and 9 of GU. Through the platform of force to analyze the ground reaction force in accordance with the barefoot and with the heel. The data were submitted to descriptive analysis. Was adopted a significance level of 5%. In the comparison between conditions, we find with the heel using in the GNU: lumbar adjustment, pelvic retroversion, increase of the tepid-tarsus angle, increase in the valgus knees and patellar varus and hindfoot of. For GU, we find the same changes as in GNU, but with different variations and except only for the lumbar angle that showed hyperlordosis and pelvic angle with anterversion. In the comparison between groups, we observed in the barefoot condition that the GU had smaller angle of lumbar lordosis, increased anteversion, lower tepid-tarsus angle, more the knee and patella valgus. Already provided with the heel, GU had a lower lumbar lordosis angle, pelvic angle with the inverse posture of the GNU, stress of the patellar valgus that kept the difference between the groups and although both have made the hindfoot varus, the GU has a higher value. The longitudinal arch was different with lower values for the GU and classified with normal feet while GNU was classified with intermediaries feet. In pace, the time of support and lower total vertical force in the comparison between the two groups presented lower for GU in the two conditions. The growth rate of the second peak was higher in the barefoot condition for GU and the growth rate peak was higher in the passive condition barefoot in both groups. The variable peak liabilities is presented in both groups in both conditions. We conclude that the footwear heel hard to significantly influence the postural angles, both in acute observation in GNU, and the observation of chronic use as in GU, as well as observed in the plantar arch and some variables of the vertical ground reaction force.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2010-06-10
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.