• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.5.2011.tde-17062011-161707
Documento
Autor
Nome completo
Manoel Tavares Neves Júnior
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2011
Orientador
Banca examinadora
Bonfa, Eloisa Silva Dutra de Oliveira (Presidente)
Borba Neto, Eduardo Ferreira
Heymann, Roberto Ezequiel
Toledo, Julio Orlando Tirapegui
Torigoe, Dawton Yukito
Título em português
Suplementação de creatina associada ao treinamento fisíco em mulheres com osteoartrite de joelho: estudo clínico aleatorizado, duplo-cego, controlado por placebo
Palavras-chave em português
Creatina
Ensaio clínico controlado aleatório
Mulheres
Osteoartrite do joelho
Pós-menopausa
Terapia por exercício
Resumo em português
INTRODUÇÃO: O fortalecimento do quadríceps em pacientes com osteoartrite (OA) de joelho está associado à redução da dor, independência para caminhar e melhora funcional, salientando o papel dos exercícios físicos no tratamento dessa doença. Portanto, procedimentos capazes de aumentar os efeitos do exercício sobre força e função muscular podem ser potencialmente terapêuticos nesses pacientes. OBJETIVOS: Demonstrar a eficácia da suplementação de creatina associada ao treinamento de força (TF) no tratamento da OA de joelho. MÉTODOS: Mulheres entre 50 e 65 anos de idade com OA de joelho foram suplementadas com CR (20 g/d por 7 dias e depois 5 g/d até o fim do estudo) ou placebo (PL) e submetidas a um programa de TF por 12 semanas. Antes e após esse período, foram realizadas avaliações de capacidade física funcional (desfecho primário), dor, qualidade de vida, força muscular, composição corporal e função renal. RESULTADOS: Houve significante melhora da capacidade física funcional aferida pelo teste de levantar e sentar em 30 segundos (desfecho primário) apenas no grupo CR (P = 0,006). Além disso, foi observado efeito de interação entre grupos (CR PRÉ: 15,7 ± 1,4, CR PÓS: 18,1 ± 1,8; PL PRÉ: 15,0 ± 1,8, PL PÓS: 15,2 ± 1,2; P = 0,004). O grupo CR também apresentou melhora nos domínios de capacidade física funcional (P = 0,005) e de rigidez (P = 0,024) do Western Ontario and McMaster Universities Osteoarthritis Index (WOMAC), no índice algofuncional de Lequesne (P = 0,01) e na massa magra de membros inferiores mensurada pela densitometria de dupla emissão com fonte de raios X (P = 0,04). Em ambos os grupos houve redução da dor, tanto pela escala visual numérica quanto pelo domínio de dor do WOMAC (P < 0,05). De forma similar, houve aumento da força muscular pelo teste de 1 repetição máxima (P = 0,005), sem diferença entre grupos (P = 0,81). Não houve alteração na depuração de 51Cr-EDTA (CR PRÉ: 86,16 ± 14,36, PÓS: 87,25 ± 17,60 mL/min/1,73 m2; PL PRÉ: 85,15 ± 8,54, PÓS: 87,18 ± 9.64 mL/min/1,73 m2; P = 0,81), bem como em qualquer outro parâmetro de função renal avaliado (dosagem sérica de creatinina e ureia, depuração estimada de creatinina, dosagem de creatinina, ureia, albumina e proteína na urina de 24 horas e cálculo da razão albumina/creatinina na urina de 24 horas). CONCLUSÃO: A suplementação de CR melhora capacidade física funcional, qualidade de vida e massa magra de membros inferiores em mulheres com OA de joelho submetidas ao treinamento de força sem afetar a função renal
Título em inglês
Creatine supplementation associated with resistance training in women with knee osteoarthritis: randomized, double-blind, placebo-controlled clinical trial
Palavras-chave em inglês
Creatine
Exercise therapy
Knee osteoarthritis
Postmenopause
Randomized controlled trial
Women
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Strengthening of the quadriceps muscle in patients with knee osteoarthritis (OA) is related to walking self-efficacy, reduced pain, and improved function, stressing the role of strengthening exercises in the treatment of this disease. Therefore, procedures capable of enhancing the exercise effects on muscle strength and function may be potentially therapeutic for knee OA patients. OBJECTIVES: To demonstrate the efficacy of creatine (CR) supplementation associated with strengthening exercises in knee OA. METHODS: Women aged 50 to 65 years with knee OA were allocated to receive either CR (20 g/d for one week and 5 g/d thereafter) or placebo (PL) and were enrolled in a lower limb resistance training program. They were assessed at baseline (PRE) and after 12 weeks (POST). The primary outcome was the physical function as measured by the timed-stands test. Secondary outcomes included pain, quality of life, muscle strength, body composition and renal function. RESULTS: Physical function was significantly improved only in the CR group (P = 0.006). Additionally, a significant betweengroup difference was observed (CR PRE: 15.7 ± 1.4, POST: 18.1 ± 1.8; PL PRE: 15.0 ± 1.8, POST: 15.2 ± 1.2; P = 0.004). The CR group also presented improvements in the subscales of physical function (P = 0.005) and stiffness (P = 0.024) of the Western Ontario and McMaster Universities Osteoarthritis Index (WOMAC). Additionally, only the CR group presented a significant improvement in quality of life assessed by the Lequesne Index (P = 0.01) and in lower limb lean mass measured by dual X-ray absorptiometry (P = 0.04). Both CR and PL groups demonstrated significant reductions in pain assessed by the visual numeric scale and by the WOMAC subscale of pain (P < 0.05). Similarly, a main effect for time revealed an increase in muscle strength by the leg press 1 repetition maximum (P = 0.005) with no significant differences between groups (P = 0.81). Renal function measured by 51Cr-EDTA clearance was not different between groups (CR PRE: 86.16 ± 14.36, POST: 87.25 ± 17.60 mL/min/1.73 m2; PL PRE: 85.15 ± 8.54, POST: 87.18 ± 9.64 mL/min/1.73 m2; P = 0.81). Other kidney function parameters (serum creatinine and urea, estimated creatinine clearance and 24h-urinary creatinine, urea, albumine, protein and albumin:creatinine ratio) were also unchanged. CONCLUSION: CR supplementation improves physical function, quality of life, and lower limb lean mass in postmenopausal women with knee OA undergoing strengthening exercises and this supplementation does not affect renal function
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2011-06-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.