• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2013.tde-09082013-120311
Documento
Autor
Nome completo
Daiana Amarante
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2013
Orientador
Banca examinadora
Damião, Aderson Omar Mourão Cintra (Presidente)
Garcia, Maria Lucia Bueno
Catapani, Wilson Roberto
Título em português
Aspectos nutricionais na população de pacientes com síndrome do intestino irritável atendidos no Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo
Palavras-chave em português
Aparelho digestivo
Estado nutricional
Hipersensibilidade alimentar
Síndrome do intestino irritável
Resumo em português
INTRODUÇÃO: A síndrome do intestino irritável (SII) é uma doença funcional do trato gastrintestinal que afeta até 20% da população adulta. Os principais sintomas envolvem o mau funcionamento do intestino, associados com dores abdominais, manifestação de diarreia ou constipação, sem alterações estruturais e bioquímicas do intestino. A maneira mais adequada de tratar o paciente é por meio de uma abordagem ampla e integral, porém individualizada, com identificação dos fatores desencadeantes e/ou agravantes da sintomatologia, inerentes a cada paciente. Em todos os níveis de atendimento, deve-se orientar o paciente com relação à dieta. OBJETIVO: o principal objetivo do estudo foi avaliar os alimentos desencadeadores de sintomas nos pacientes com diagnóstico de SII atendidos no ambulatório especializado do Serviço de Gatroenterologia Clínica do Hospital das Clínicas da Faculdade de Medicina da Universidade de São Paulo (HCFMUSP). Além disso, foram avaliados dados clínicos, estado nutricional, ingestão alimentar e hábito intestinal desta população. METODOLOGIA: foram avaliados 140 pacientes que preencherem o critério de Roma III. As informações foram obtidas por meio de inquérito clínico e dietético aplicado pela nutricionista no momento da consulta e pela revisão do prontuário. Os dados coletados foram: idade, sexo, grau de escolaridade, peso, altura, hábito intestinal, sintomas, aspecto das fezes, alimentos menos toleráveis e consumo alimentar. RESULTADOS: Dos pacientes avaliados, 63% estavam eutróficos. Dor abdominal, flatulência/distensão, sensação de evacuação incompleta e sensação de estufamento abdominal foram mencionadas por mais de 60% dos pacientes. Houve associação significativa entre aspecto das fezes e habito intestinal. Intolerância alimentar foi mencionada por 82,8% dos pacientes. Os alimentos citados pelos pacientes como exacerbadores dos sintomas foram frituras em geral, leite, massas com molhos, feijão, chocolate, café, pizza, repolho, tortas e doces. Constataram-se correlações estatisticamente significativas entre consumo de frituras e flatulência, chocolate e pizza com sensação de estufamento abdominal, margarina com constipação, leite com presença de muco nas fezes, pão branco com pirose retroesternal, massas com molho com dor abdominal e feijão com sensação de estufamento abdominal. CONCLUSÕES: o presente estudo revelou alta prevalência de intolerância alimentar na população ambulatorial de pacientes com SII atendida no HCFMUSP. Os principais alimentos desencadeadores e exacerbadores de sintomas/sinais foram identificados, devidamente listados e servirão para nortear a abordagem dietética nesses pacientes em futuros estudos
Título em inglês
Nutritional concerns in the population of patients with irritable bowel syndrome treated at the Hospital of the School of Medicine, University of São Paulo (HCFMUSP)
Palavras-chave em inglês
Digestive
Food hypersensitivity
Irritable bowel syndrome
Nutritional status
Resumo em inglês
INTRODUCTION: Irritable Bowel Syndrome (IBS) is a functional disorder of the GI tract that affects about 20% of the adult population. The main symptoms involve the malfunction of the bowel, associated with abdominal pain, diarrhea or constipation manifestation, without providing structural and biochemical alterations of the intestine. The most appropriate way to treat the patient is through a broad and comprehensive approach, but individualized, trying to identify the factors triggering or aggravating symptoms, inherent to each patient. At all levels of care, the patient should be guided regarding diet. OBJECTIVE: The primary objective of the study was to evaluate the group of foods that exacerbate or trigger symptoms/signs in IBS patients treated in the outpatient clinic of our hospital. Additionaly, we evaluated clinical characteristics and nutritional features such as nutritional status, food intake and bowel habits. METHODOLOGY: 140 patients who met were studied in the present work. Information was obtained through clinical and dietary surveys at the appointment by a nutritionist and by chart review. Data collected included age, sex, educational level, height, weight, bowel habits, symptoms, appearance of feces (Bristol Scale), food intake and food intolerance (aliments that exacerbate or trigger symptoms/signs). RESULTS: Among the patients, 63% were eutrophic. Abdominal pain, flatulence / bloating, sensation of incomplete evacuation and abdominal bloating was mentioned by over 60% of patients. There was a significant association between the appearance of the feces and bowel habits. Food intolerance was mentioned by 82.8% of patients. Foods most cited by patients as exacerbating or triggering IBS symptoms were fried foods in general, milk, beans, chocolate, coffee, cabage and pastries (i.e pasta, pizza). Statistically significant correlations were detected between consumption of fried foods and flatulence; chocolate and pizza and bloating; margarine and constipation; milk and mucus in feces; white bread and heartburn; pasta with sauce and beans and abdominal pain and bloating. CONCLUSIONS: This study revealed a high prevalence of food intolerance in our outpatient population of IBS patients. The main food triggers of IBS symptoms/signs were identified, duly listed and will certainly guide the dietary approach in IBS patients in future studies
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DaianaAmarante.pdf (1.45 Mbytes)
Data de Publicação
2013-08-09
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.