• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.5.2016.tde-17102016-152835
Document
Auteur
Nom complet
Thaís Tavares Terranova
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2016
Directeur
Jury
Battistella, Linamara Rizzo (Président)
Cecatto, Rebeca Boltes
Lopez, Veronica Andrea Gonzalez
Titre en portugais
Avaliação da função de membros superiores: desafios na reabilitação física de pacientes pós-AVC
Mots-clés en portugais
Acidente vascular cerebral
Avaliação da deficiência
Avaliação de resultados (cuidados em saúde)
Escalas
Extremidade superior
Reabilitação
Reprodutibilidade dos resultados
Resumé en portugais
INTRODUÇÃO: O acidente vascular cerebral (AVC) ocupa as primeiras posições entre as principais causas de incapacidade no mundo, sendo que 45% dos sobreviventes permanecem com perda persistente da função motora de membro superior. Diversos estudos relacionados à reabilitação de pacientes pós-AVC têm como objetivo avaliar intervenções para melhora da função motora de membros superiores. Assim, é fundamental que os resultados sejam avaliados de maneira confiável a fim de se garantir dados objetivos que facilitem a comparação entre as diferentes intervenções. No presente trabalho, discutimos as dificuldades inerentes ao contexto de seleção e administração de diferentes instrumentos de avaliação, e sugerimos uma nova metodologia com o objetivo de oferecer maior confiabilidade e sensibilidade ao processo de avaliação da funcionalidade de membros superiores em pacientes pós-AVC. MÉTODOS: Dividimos o conteúdo deste trabalho em duas etapas: I) revisão da bibliografia, na qual foram identificados diferentes instrumentos de avaliação funcional e discutidas suas propriedades psicométricas; II) análise estatística exploratória para detectar possível relação de dependência entre as variáveis obtidas pelo instrumento Wolf Motor Function Test (WMFT) e as variáveis obtidas pelo dispositivo robótico para membro superior coletadas em uma amostra de 41 pacientes em programa de reabilitação. RESULTADOS: Selecionamos 62 publicações que avaliaram as propriedades psicométricas dos instrumentos de avaliação da função de membros superiores pós-AVC. Pela análise dos artigos, identificamos 22 instrumentos e classificamos pelos níveis de funções e estruturas do corpo, e atividade de acordo com a Classificação Internacional da Funcionalidade (CIF). Comparamos os parâmetros das propriedades psicométricas dos 22 instrumentos e selecionamos o WMFT como um instrumento de referência, factível e bem conceituado, para testar a relação de dependência com as variáveis do dispositivo robótico. A partir da análise estatística exploratória, verificamos relação de dependência entre três das variáveis robóticas e a pontuação do WMFT tempo, demonstrada pela significância no teste LIS (p < 0.05), porém a correlação não foi demonstrada pela representação gráfica. CONCLUSÕES: Embora o WMFT seja bem avaliado quanto às propriedades psicométricas, ele apresenta aspectos negativos que impactam na qualidade dos dados coletados, como, por exemplo, subjetividade durante a observação, tempo de aplicação, treinamento dos avaliadores, além de não fornecer informações sobre a coordenação. Por outro lado, dispositivos robóticos produzem variáveis cinéticas e cinemáticas, as quais fornecem variáveis contínuas, objetivas e precisas sobre diferentes aspectos da função de membros superiores como velocidade, coordenação e força. Portanto, tais equipamentos são alternativas eficazes com relação à aplicação de instrumentos de avaliação do desempenho atual como o WMFT. Futuramente, sugerimos estudos que incluam uma amostra mais robusta e diversificada quanto ao grau de incapacidade, para que análise possa ser ampliada para uma modelagem estatística das variáveis
Titre en anglais
Upper limb functional outcomes: challenges in stroke patients rehabilitation
Mots-clés en anglais
Disability evaluation
Outcome assessment (health care)
Rehabilitation
Reproducibility of results
Scales
Stroke
Upper end
Resumé en anglais
INTRODUCTION: Stroke occupies the first position among the leading causes of disability worldwide, with 45% of survivors remain with persistent loss of motor function of the upper limb. Several studies related to stroke rehabilitation evaluates interventions to improve motor function of upper limbs. Thus, it is fundamental that results are evaluated reliably in order to ensure objective data to facilitate comparison between different interventions. In this paper, we discuss the difficulties inherent in the context of selection and management of different evaluation tools and suggest a new methodology in order to provide greater reliability and sensitivity in the evaluation process of the functionality of the upper limbs in poststroke patients. METHODS: We divided the contents of this work in two steps: I) review of the literature in which identified different functional assessment tools and discussed its psychometric properties; II) exploratory statistical analysis to detect possible relationship of dependency between variables obtained by the instrument Wolf Motor Function Test (WMFT) and the variables obtained by the robotic device for upper limb collected in a sample of 41 patients in rehabilitation program. RESULTS: We selected 62 publications evaluating the psychometric properties of upper limb assessment tools. For the analysis of the articles, we identified 22 instruments and classified by levels of functions and structures of the body and activity according to the International Classification of Functioning (ICF). We compared the parameters of the psychometric properties of the 22 instruments and selected the WMFT as a reference tool, feasible and well-regarded, to test the dependency relationship with the variables of the robotic device. From the exploratory statistical analysis verified dependence between three of the robotic variables and the score WMFT time, demonstrated the significance in test LIS (p < 0.05), but the correlation was not shown by the graphical representation. CONCLUSIONS: Although WMFT has excellent psychometric properties, it has negative aspects that impact in quality of data collected, for example, subjectivity during observation, application time, training of evaluators, besides it does not provide information on the coordination. On the other hand, robotic devices produce kinetic and kinematic variables which provide continuous, accurate and objective variables on different aspects of the upper limb function such as speed, coordination and strength. Therefore, such devices are effective alternatives regarding to assessment tools of current performance as WMFT. In the future, we suggest studies that include a more robust and diverse sample with respect to the degree of disability, so that analysis can be extended to a statistical modeling of the variables
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2016-10-17
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.