• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2016.tde-04112016-150909
Documento
Autor
Nome completo
Patrícia Harry Lavoura
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2016
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Celso Ricardo Fernandes de (Presidente)
Lichtenstein, Arnaldo
Lombardi Junior, Imperio
Pompeu, José Eduardo
Título em português
Impacto da hospitalização no equilíbrio postural e na qualidade de vida de pacientes adultos e idosos num hospital público de nível terciário
Palavras-chave em português
Equilíbrio postural
Hospitalização
Idoso
Qualidade de vida e acidentes por quedas
Resumo em português
Introdução: A imobilização prolongada no leito, como ocorre durante a hospitalização, pode desencadear alterações em diferentes sistemas do corpo e na capacidade funcional. Estas alterações podem levar a mudanças no equilíbrio postural e na qualidade de vida, porém estes efeitos são pouco compreendidos. Objetivos: Quantificar as mudanças no equilíbrio postural e na qualidade de vida relacionada à saúde de pacientes após um período de hospitalização e verificar a ocorrência de quedas e seus preditores e re-internações após a alta. Método: Trata-se de um estudo transversal observacional que incluiu 250 pacientes internados em enfermarias de um hospital público terciário. Foram incluídos pacientes de ambos os sexos, com idade >= 50 anos e foram excluídos pacientes com déficits cognitivos, com delirium e aqueles que não foram capazes de realizar os testes propostos. Dados clínicos e sociodemográficos foram obtidos do prontuário médico. Os pacientes foram avaliados até, no máximo, 48 horas da admissão hospitalar e reavaliados no dia da alta. O Mini-BESTest foi utilizado para avaliar o equilíbrio postural e o Short Form 12 para qualidade de vida relacionada à saúde. Para verificar a ocorrência de quedas e re-internações, foi realizado um acompanhamento por telefone de 1, 3 e 6 meses pós-alta. Análise estatística: Foi realizada uma análise descritiva e comparação entre as pontuações da admissão e alta hospitalar dos instrumentos Mini-BESTest e SF-12 através do teste T pareado e/ou Wilcoxon Signed Rank Test. Foram realizados os testes T de student e/ou Mann-Whitney Rank Sum Test para comparar as pontuações do Mini-BESTest entre os grupos que apresentaram e não apresentaram quedas e re-internações. Foi utilizado o teste Qui-quadrado para avaliar a proporção entre eventos de queda e internação pré-hospitalização. Os eventos queda e re-internação pós-alta estão apresentados em valores absolutos e percentual (%), e para análise de preditores de quedas foram utilizados correlação de Pearson, regressão stepwise backward e regressão logística múltipla. Foi adotado p <= 0,05. Resultados: Não foi observado um impacto negativo da hospitalização na população total do estudo, contudo os pacientes que perderam equilíbrio apresentaram um tempo maior de hospitalização. Quanto à qualidade de vida relacionada à saúde os pacientes apresentaram melhora avaliada pelo SF-12. Observou-se uma elevada incidência de quedas e re-internação pós-alta hospitalar, e foram preditores destas quedas: histórico de queda prévia à hospitalização, pontuação do Mini-BESTest na alta, número total de comorbidades e idade. Conclusão: A hospitalização não foi capaz de gerar modificações negativas na qualidade de vida relacionada à saúde ou no equilíbrio postural dos pacientes. Foi verificada uma elevada ocorrência de quedas e seus preditores
Título em inglês
Hospitalization impact on postural balance and health related quality of life of adults and elderly inpatients in a tertiary level public hospital
Palavras-chave em inglês
Aged
Hospitalization
Postural balance
Quality of life and accidental falls
Resumo em inglês
Background: Prolonged bed rest during hospitalization can trigger changes in different body systems and functional capacity. These changes can lead to impairment in postural balance and quality of life, but these effects are poorly understood. Objectives: To quantify possible changes in postural balance and health related quality of life of patients after a period of hospitalization and check the occurrence of falls and their predictors and hospital readmissions. Method: This was an observational cross-sectional study that included 250 patients admitted to wards of a tertiary public hospital. Were included patients of both genders aged >= 50 years and were excluded patients with cognitive deficits, delirium and those who were not able to perform the tests proposed. Clinical and sociodemographic data were obtained from medical records. Patients were evaluated by a maximum of 48 hours of hospital admission and reassessed at discharge. The Mini-BESTest was used to assess postural balance and the Short Form 12 for health related quality of life. To check the occurrence of falls and readmissions a telephone follow-up of 1, 3 and 6 months after discharge was conducted. Statistical analysis: A descriptive analysis was performed and comparison between the scores of hospital admission and discharge of Mini-BESTest and SF-12 through the paired t test and/or Wilcoxon Signed Rank Test. The Student's t-test and/or Mann-Whitney rank sum test were performed to compare the scores of Mini-BESTest between the groups with and without falls and readmissions. The Chi-square test was used to evaluate the ratio between falls and pre-hospital admission. Fall events and hospital re-admission are presented in absolute and percentage values (%) and Pearson correlation, stepwise regression and backward multiple logistic regression were used for analysis of falls predictors. P <= 0.05 was adopted. Results: There was no negative impact of hospitalization in the total study population however patients who lost balance presented a longer hospitalization. The health related quality of life showed an improvement assessed by the SF -12. There was a high incidence of falls and post-discharge rehospitalization and were predictors of these falls: previous fall, Mini-BESTest score at discharge, total number of comorbidities and age. Conclusion: Hospitalization was not able to generate negative changes in health related quality of life or in the postural balance of the patients and a high incidence of falls and their predictors was verified
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-11-07
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.