• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Marcela Rosolen Stefanini Placa
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2019
Orientador
Banca examinadora
Carvalho, Ana Claudia Martinho de (Presidente)
Gomez, Maria Valeria Schmidt Goffi
Mendes, Beatriz de Castro Andrade
Samelli, Alessandra Giannella
Título em português
Reconhecimento auditivo da fala em adultos usuários de implante coclear: correlações com qualidade sonora e qualidade de vida
Palavras-chave em português
Adulto
Audição
Implante coclear
Perda auditiva
Qualidade de vida
Qualidade sonora
Surdez
Resumo em português
INTRODUÇÃO: Com o avanço tecnológico dos implantes cocleares (IC), grande parte das pesquisas na área vem explorando os resultados desse dispositivo por meio de mensurações objetivas, como testes de reconhecimento da fala e de habilidades auditivas. Porém, isoladas, essas informações podem não refletir detalhadamente as diversas situações auditivas vivenciadas diariamente. Nesse sentido, a avaliação dos resultados funcionais do IC, considerando outros aspectos além daqueles relacionados à audição e linguagem, como a qualidade de vida e a qualidade sonora, merece destaque no cenário clínico atual. OBJETIVO: Avaliar a relação existente entre limiares auditivos, reconhecimento da fala, qualidade sonora e qualidade de vida em adultos usuários de implante coclear. METODOLOGIA: Estudo observacional e transversal de avaliação dos limiares auditivos, reconhecimento da fala, qualidade de vida e qualidade sonora em um grupo de 38 adultos usuários de Implante Coclear, de ambos os sexos, com idades variando entre 20 e 76 anos. A pesquisa foi desenvolvida na FMUSP em parceria com o Grupo de Implante Coclear do HCFMUSP. A avaliação do reconhecimento auditivo da fala foi realizada por meio dos testes de sentenças no silêncio e no ruído e de palavras monossílabas, apresentadas em cabina acústica, na intensidade fixa de 65 dB NA. Para a situação de ruído, foi utilizada uma relação sinal/ruído de 0 dB. As avaliações de qualidade sonora e de qualidade de vida foram obtidas, respectivamente, a partir dos questionários Hearing Implant Sound quality Index (HISQUI) e Nijmegen Cochlear Implantation Questionnaire (NCIQ-P). RESULTADOS: Melhores resultados de reconhecimento auditivo de sentenças no silêncio foram observados em sujeitos com maior acesso aos sons da fala, com diferença estatisticamente significante. A qualidade sonora foi classificada como "moderada" em 42% dos sujeitos. Em relação à qualidade de vida, o domínio mais bem pontuado foi o físico, seguido pelo domínio psicológico e social. Uma correlação estatisticamente significante foi encontrada entre a avaliação da qualidade sonora e da qualidade de vida. O reconhecimento auditivo de sentenças no silêncio esteve correlacionado com a qualidade sonora e não influenciou os resultados de qualidade de vida. As variáveis tempo de privação sensorial, tempo de uso do IC e idade não influenciaram o reconhecimento auditivo da fala e a avaliação da qualidade sonora. O tempo de uso do IC esteve estatisticamente relacionado aos resultados de qualidade de vida para domínio físico, bem como o tempo de privação sensorial correlacionou-se com os domínios social e psicológico. O uso do telefone apresentou uma relação estatisticamente significante com a avaliação da qualidade sonora. CONCLUSÕES: A qualidade de vida e a qualidade sonora destacaram-se como importantes medidas a serem utilizadas na avaliação dos resultados do IC no que se refere ao impacto funcional e aos benefícios dessa tecnologia para além do ambiente clínico
Título em inglês
Auditory speech recognition in adults using cochlear implants: correlations with sound quality and quality of life
Palavras-chave em inglês
Adult
Cochlear implant
Deafness
Hearing
Hearing Loss
Quality of life
Sound quality
Resumo em inglês
INTRODUCTION: With the technological advancement of cochlear implants (CI), the majority of the researches in this area has explored the results of this device involving objective measurements of the benefit, through speech recognition tests and auditory abilities. This isolated information, may not reflect in detail, all the auditory situations experienced in the routine of daily life. In this sense, the evaluation of the functional results of the CI, considering other aspects than those related to hearing and language, such as quality of life and sound quality deserve to be highlighted in the current clinical scenario. METHODS: Observational and transversal study of auditory thresholds, speech recognition, quality of life and sound quality in a group of 38 adult Cochlear Implant users of both sexes, ranging in age from 20 to 76 years. The research was developed at FMUSP in partnership with the Cochlear Implant Group from HCFMUSP. The evaluation of auditory speech recognition was performed by sentence tests in silence and noise and monosyllable words presented in an acoustic booth at the fixed intensity of 65 dB HL. For the noise situation, a signal-to-noise ratio of 0 dB was used. The sound quality and quality of life evaluations were obtained from the Hearing Implant Sound Quality Index (HISQUI) and Nijmegen Cochlear Implantation Questionnaire (NCIQ-P), respectively. RESULTS: Auditory recognition results of sentences were better in silence were observed in subjects with better access to speech sounds, with a statistically significant difference. The results of sound quality showed that 42% of the subjects classified the sound quality provided by the CI as "moderate". Regarding the quality of life, the best scored domain was the physical domain, followed by the psychological and social domain. A statistically significant correlation was found between the evaluation of sound quality and quality of life. Auditory recognition of sentences in silence was correlated with sound quality and did not influence quality of life outcomes. The variables time of sensorial deprivation, time of use of CI and age did not influence the auditory recognition of the speech and the evaluation of the sound quality. The time of use of the CI was statistically related to the results of quality of life for physical domain, as well as the time of sensorial deprivation correlated with the social and psychological domains. The use of the telephone presented a statistically significant relation with the evaluation of sound quality. CONCLUSIONS: The assessment of sound quality and quality of life were highlighted as important measures to be used in the evaluation of CI results, in order to measure the functional impact and benefits of this technology that surpass the clinic
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-11-18
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.