• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.5.2016.tde-24022016-141522
Documento
Autor
Nome completo
Amanda Pagliotto da Silva
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2015
Orientador
Banca examinadora
Sassi, Fernanda Chiarion (Presidente)
Andrade, Claudia Regina Furquim de
Moraes, Danielle Pedroni
Título em português
Caracterização miofuncional clínica e eletromiográfica de pacientes adultos com trauma de face
Palavras-chave em português
Côndilo mandibular
Eletromiografia
Fonoaudiologia
Fraturas ósseas
Sistema estomatognático
Resumo em português
Objetivo: realizar a caracterização do sistema miofuncional orofacial de indivíduos adultos com fraturas de face, que foram submetidos à procedimentos cirúrgicos distintos para a correção das fraturas (redução aberta e fechada). Métodos: 57 participantes divididos em três grupos: G1- composto por 19 indivíduos submetidos a redução aberta de pelo menos uma das fraturas faciais; G2- composto por 19 indivíduos submetidos a redução fechada da fratura; GC - 19 indivíduos voluntários saudáveis, sem alterações no sistema miofuncional orofacial. Todos os participantes foram submetidos à avaliação que consistiu na aplicação de um protocolo clínico para a avaliação da motricidade orofacial, a amplitude dos movimentos mandibulares e a avaliação da musculatura mastigatória por meio da eletromiografia de superfície (EMGs). Resultados: os resultados indicaram que para avaliação clínica da motricidade orofacial, ambos os grupos com fratura de face se diferenciaram do grupo controle, apresentando prejuízo na mobilidade dos órgãos fonoarticulatórios e nas funções de mastigação e deglutição. Os grupos com fratura de face não se diferenciaram neste item da avaliação. Quanto às medidas de amplitude mandibular, os grupos com fratura de face também se diferenciaram do grupo controle, apresentando maior restrição da mobilidade mandibular. Nesta etapa da avaliação, o grupo submetido à redução fechada da fratura apresentou maior amplitude de movimentos, se comparado ao grupo submetido à redução aberta da mesma, principalmente para a medida de abertura oral máxima. Na avaliação eletromiográfica dos músculos mastigatórios, o grupo submetido à redução aberta da fratura apresentou menor ativação muscular se comparado aos demais grupos. Ambos os grupos com fraturas de face se diferenciaram significantemente do grupo controle quando considerado o índice de assimetria do músculo masseter, apresentando funcionamento muscular mais assimétrico na tarefa de máxima intercuspidação dentária. Conclusão: Os pacientes com trauma de face apresentam alterações significativas em postura, mobilidade, funções orofaciais, amplitude mandibular e na atividade eletromiográfica. O tipo de tratamento médico não influenciou os resultados da funcionalidade muscular no período de até seis meses após a correção da fratura
Título em inglês
Oral-motor and electromyographic caracterization of patients submitted to open and closed reductions for facial fractures
Palavras-chave em inglês
Bone fractures.
Electromyography, Stomatognathic system
Mandibular condyle
Speech-Language and Hearing Science
Resumo em inglês
Purpose: to characterize the oral-motor sytem of adults with facial factures, comparing the performance of individuals submitted to open and closed surgical treatment. Methods: 57 adults divided into three groups: G1 - 19 individuals submitted to open surgery for the correction of at least one of the facial fractures; G2 - 19 individuals submitted to closed surgery for the correction of facial fractures; GC - 19 voluntary healthy individuals, with no alterations of the orofacial myofunctional system. All participants underwent the same assessment: clinical assessment of the orofacial myofunctional system; evaluation of the mandibular range of movements; and surface electromyography (sEMG) of the masticatory muscles. Results: the results indicated that both groups with facial fractures presented significant differences when compared to the control group, in terms of the mobility of the oral-motor organs, mastication and swallowing. However, the groups with facial fractures did not differ in performance. Regarding the measurements obtained for the mandibular movements, both groups with facial fractures presented significant differences when compared to the control group, indicating greater restrictions in mandibular movements. The group submitted to closed surgery presented better range of movements when compared to the group submitted to open surgery, especially when considering the measurement of maximal mandibular opening. When analyzing the results of the sEMG, the group submitted to open surgery presented lower muscle activation when compared to the other two groups. Both groups with facial fractures differed significantly from the control group when considering the index of asymmetry for the masseter muscle, presenting a more asymmetrical muscle function during the task of maximum voluntary teeth clenching. Conclusion: Patients with facial trauma present significant deficits in posture, mobility and function of the oral motor system. The type of medical treatment did not have an influence on the results of muscle function during the first six months after fracture reduction
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-02-25
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2021. Todos os direitos reservados.