• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.58.2011.tde-15082011-163901
Documento
Autor
Nome completo
Pâmela Carbone Mello
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2011
Orientador
Banca examinadora
Ribeiro, Ricardo Faria (Presidente)
Antunes, Rossana Pereira de Almeida
Assunção, Wirley Gonçalves
Queiroz, Adriana Cláudia Lapria Faria
Rocha, Sicknan Soares da
Título em português
Análise fotoelástica das tensões desenvolvidas nas diferentes estruturas de suporte e protéticas em próteses parciais removíveis de extremidades livres com encaixes
Palavras-chave em português
Encaixes Extracoronários
Fotoelasticidade
Próteses Parciais Removíveis
Tensão
Resumo em português
Uma prótese dental quando planejada, tem como objetivo manter o equilíbrio entre saúde e função do sistema estomatognático, preservar suas estruturas, proporcionar estética e conforto ao paciente durante o uso. Portanto, sabendo-se da repercussão que pode causar nos dentes suporte, o planejamento deve ser correto, evitando o estabelecimento de uma patologia mais severa no sistema suporte. O uso de encaixes em PPRs de extremidades livres se justifica pela melhora da estética e satisfação do paciente. A análise fotoelástica é uma técnica experimental para análise de tensões capaz de produzir resultados bastante confiáveis e fiéis aos parâmetros clínicos. Assim o presente estudo teve como objetivo avaliar a força de retenção simulando cinco anos de uso de três diferentes tipos de encaixes extracoronários: ASC 52: resiliente, movimento vertical/rotacional e retenção friccional ajustável; SR 3: semi-rígido, movimento rotacional e retenção friccional/mecânica, Swiss-Ex: rígido, retenção friccional/mecânica e as tensões desenvolvidas nas estruturas de suporte destas próteses. Para avaliar a retenção foi utilizada matriz metálica em Co-Cr, representando um hemi-arco inferior parcialmente desdentado com os dentes remanescentes 43/44 preparados para coroas totais e ausência dos dentes 45/46/47. Foram fundidas coroas totais em Ni-Cr com machos dos encaixes na distal do dente 44. Estruturas de PPR foram fundidas e as fêmeas dos encaixes capturadas. O total de corpos-de-prova foi 18 (6 por tipo de encaixe). Foram realizados 7205 ciclos de inserção/remoção a 20 ciclos/min, com o conjunto imerso em água deionizada (±37º C). Foram observados os valores de força (N) para t=0, ½, 1, 2, 3, 4 e 5 anos. Para análise estatística foi utilizado o modelo linear de efeitos mistos (efeitos aleatórios e fixos) que é utilizado na análise de dados onde as respostas de um mesmo corpo-de-prova estão agrupadas e a suposição de independência entre as observações num mesmo grupo não é adequada. O ajuste do modelo foi feito através do procedimento PROC MIXED do software SAS® 9.1. Houve diferença estatística significante (p=0,000) entre os grupos: ASC52(8,15±1,12N); SR 3(3,84±1,80N); Swiss-Ex(2,05±0,83N). Avaliando os tempos não houve diferença significante entre os encaixes ASC 52 e Swiss-Ex. Para o SR 3 a força diminuiu ao longo dos tempos. O ASC 52 proporcionou maior estabilidade na prótese e manteve a capacidade retentiva durante os 5 anos simulados. Para análise fotoelástica foi confeccionado um modelo mestre em plexiglass representando um hemi-arco inferior de extremidade livre com os dentes 43 e 44 preparados para coroa total e ausência do 45, 46 e 47. Foram fundidas coroas totais em Ni-Cr com machos dos encaixes na distal do dente 44. Estruturas de PPR foram fundidas e as fêmeas dos encaixes capturadas. Sobre a sela foram montados os dentes artificiais 45 e 46. Posicionou-se os dentes 43 e 44 preparados e com as raízes simulando o ligamento periodontal no molde do modelo mestre e verteu-se resina fotoelástica. As análises foram realizadas em 3 diferentes aplicações de força (15N) nas distais: pontual no dente 45 e 46 e simultânea nos dentes 44 e 46. Os encaixes semi-rígido e resiliente ciclados geraram mais tensão nos pontos mais distais localizados no rebordo e a aplicação de carga pontual na distal do dente 46 foi a que gerou menos tensão nos dentes pilares para todos os encaixes novos e ciclados. Projeto FAPESP 05/58363-5
Título em inglês
Photoelastic analysis of stresses developed in different support and prosthetic structures of distal-extension removable partial dentures with attachments
Palavras-chave em inglês
Extracoronal Attachments
Photoelasticity
Removable Partial Dentures
Stress
Resumo em inglês
A planned dental prosthesis aims to maintain the balance between health and function of the stomatognathic system, preserving its structures, providing aesthetics and patient comfort during use. Therefore, knowing the repercussions that may result on the support teeth, it must be correctly planned to avoid the establishment of a more severe pathology in the support system. The use of distal-extension removable partial dentures with attachments is justified by the improved aesthetics and patient satisfaction. The photoelastic analysis is an experimental technique for analysis of stresses capable of producing reliable and faithful results to clinical parameters. Thus, this study aimed to evaluate the retention force of three different extracoronal attachments simulating five years of use: ASC 52: resilient, vertical/rotational movement and adjustable fictional retention; SR 3: semi-rigid, rotational movement and frictional/mechanical retention; Swiss-Ex: rigid, frictional/mechanical retention and the stresses developed in the support structures of these prostheses. To assess the retention a partially edentulous metallic matrix Co-Cr representing a lower hemi-ach was used with teeth 43/44 remaining prepared for crowns and lacking teeth 45/46/47. Crowns were cast in Ni-Cr, with male attachments on the distal of tooth 44. PPR structures were merged and the female attachments captured. The total sample was 18 (6 for each type). A total of 7205 cycles of insertion/removal were performed at 20 cycles/min with the set submerged in deionized water (±37°). Force values (N) for t = 0, ½, 1, 2, 3, 4, and 5 years were observed. The linear mixed effects model (random and fixed effects) that is used in data analysis where the responses of the same sample are grouped and the assumption of independence of observations within the same group is not appropriate was used for statistical analysis. The model adjustment was done using the PROC MIXED procedure of the SAS® 9.1 software. There was a significant difference (p =0,000) between groups: ASC 52 (8,15 ± 1,12N); SR 3 (3,84 ± 1,80N); Swiss-Ex (2,05 ± 0,83N). There was no significant difference in the time evaluation between the attachments ASC 52 and Swiss-Ex. The SR 3 force decreased over time. The ASC 52 provided greater stability and maintained the retentive capacity over the 5 year simulation. A Plexiglas master model representing a distal extension hemi-arch inferior with teeth 43 and 44 prepared for crowns and absence of teeth 45, 46 and 47 was made for photoelastic analysis. Crowns were cast in Ni-Cr, with male attachments on the distal of tooth 44. PPR structures were merged and the female attachments captured. Artificial teeth 45 and 46 were mounted on the saddle. Prepared teeth 43 and 44 with roots simulating the periodontal ligament were positioned in the master model and the photoelastic resin was poured. Analyses were performed in three different applications of force (15N) in the distal: specific on teeth 45 and 46 and simultaneously on teeth 44 and 46. Cycled semirigid and resilient attachments generated more tension on the most distal points located at the edge and load application on the distal of tooth 46 was the one that generated the least stress on the abutment teeth for all attachments, new and cycled.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Do_Pamela_Mello.pdf (15.24 Mbytes)
Data de Publicação
2012-04-10
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.