• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2017.tde-17032015-113145
Documento
Autor
Nome completo
Renata Costa de Morais
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Souza, Fernanda de Carvalho Panzeri Pires de (Presidente)
Loguercio, Alessandro Dourado
Vaz, Luís Geraldo
Título em português
Estudo in vitro do uso de vitrocerâmica bioativa em dentina afetada por cárie natural ou artificial: análise da resistência de união de compósitos
Palavras-chave em português
Adesivos dentinários
Biomateriais
Cárie dentária
Resinas compostas
Resistência à tração
Resumo em português
O objetivo deste estudo in vitro foi avaliar a influência da aplicação de vitrocerâmica bioativa na resistência de união de sistemas adesivos em dentina afetada por cárie, natural ou artificial, comparativamente à dentina hígida. Cento e vinte molares humanos, 80 hígidos e 40 cariados, foram selecionados, sendo que 40 dentes hígidos foram submetidos à formação de cárie artificial por ciclagem de pH. Após a planificação das superfícies oclusais, os dentes foram separados em quatro grupos (n=10), segundo o tipo de sistema adesivo (convencional Adper Single Bond ou autocondicionante AdheSE) e tratamento do substrato: Grupo 1 - condicionamento ácido, lavagem e secagem + Biosilicato + sistema adesivo; Grupo 2 - idem ao Grupo 1, sem Biosilicato; Grupo 3 - sistema adesivo autocondicionante + Biosilicato; Grupo 4 - idem ao Grupo 3, sem Biosilicato. Após os tratamentos, os dentes foram restaurados com compósito (Opallis - FGM). Os dentes foram armazenados em água, a 37ºC, por seis meses e, em seguida, seccionados, perpendicularmente à interface adesiva, produzindo palitos de 0,9 mm2 de espessura. As amostras foram fixadas à Máquina de Ensaios Mecânicos (EMIC DL 2000 - 0,5 mm/min) e submetidas ao ensaio de microtração até a fratura. Após os ensaios, as fraturas foram observadas em microscópio digital (Keyence) e o modo de fratura da interface adesiva foi avaliado em microscopia eletrônica de varredura (JSM 5410, Sony). Os valores de Resistência de União (RU) foram submetidos à análise estatística (2-way ANOVA, Bonferroni, p<0,05) e verificou-se que, para os dentes hígidos, G1 apresentou os melhores valores de RU, com diferença estatística (p<0,05) em relação aos demais grupos, seguido de G3 e G2, que não apresentaram diferença (p>0,05) entre si. Os menores valores de RU para esse substrato ocorreram para G4, diferente (p<0,05) em relação aos demais grupos. Depois do substrato hígido, os melhores resultados de RU ocorreram para dentes cariados artificialmente, em níveis semelhantes (p>0,05) entre todos os grupos, com exceção para G2. Para o substrato cariado, não houve diferença significante (p>0,05) entre os grupos estudados. Em comparação aos demais substratos, grupos em que houve aplicação de Biosilicato apresentaram maior RU (p<0,05) quando comparados aos grupos não tratados. Nos grupos em que não houve aplicação de Biosilicato, a RU foi maior (p<0,05) para dentes hígidos que utilizaram sistema adesivo convencional. Para os demais substratos, não houve diferença significante (p>0,05). Não houve diferença significante (p>0,05) na RU em G4, independente do substrato utilizado. A análise do padrão de fratura mostrou predomínio de fraturas adesivas em todos os substratos e seus respectivos grupos. Conclui-se que a associação do sistema adesivo convencional e Biosilicato proporcionou os maiores valores de RU dente/adesivo.
Título em inglês
In vitro study of the use of bioactive glass ceramic in affected dentin by natural and artificial caries: analysis of composites's bond strength
Palavras-chave em inglês
Biocompatible materials
Composite resins
Dental caries
Dentin-bonding agents
Tensile strength
Resumo em inglês
The aim of this in vitro study was to evaluate, by means of microtensile test, the influence of bioactive glass ceramics application in the bond strength of adhesive systems with prior acid etching and natural or artificial caries-affected dentin compared to sound dentin. One hundred and twenty extracted human molars, 80 sound and 40 decayed, were selected, and 40 sound teeth were subjected to artificial caries formation by pH cycling. After occlusal surfacess regularization, teeth were divided into four groups (n = 10): Group 1 - etching, rinsing and drying + Biosilicate + adhesive system; Group 2 - same procedure as Group 1, without Biosilicate; Group 3 - self-etching adhesive system + Biosilicate; Group 4 - same procedure as Group 3, without Biosilicate. After all treatments, teeth were restored with composite (Opallis - FGM). Then, teeth were stored in water at 37°C for six months and sectioned perpendicular to the bonding interface, producing sticks 0.9mm2 thickness. All samples were fixed into a testing machine (EMIC DL 2000 to 0.5 mm/min) and submitted to microtensile bond strength test. The fractures were observed in digital microscope (Keyence) and the fracture pattern was analyzed by scanning electron microscopy (JSM 5410, Sony). The tensile bond strength values (TBS) (2-way ANOVA, Bonferroni, p<.05) were: for sound teeth, G1 showed the best TBS values with statistical difference (p<.05) compared to the other groups, followed by G2 and G3, which showed no significant difference (p>.05) among themselves. The smaller TBS occurred for G4, with significant difference (p<.05) compared to the other groups. Following sound substrate, the second best TBS results occurred for teeth with artificial caries-dentin, at similar levels (p>.05) between all groups, except for G2. For the decayed teeth, there was no significant difference (p>.05) between groups. Groups in which Biosilicate was applied had a higher TBS (p <.05) when compared to untreated groups, which TBS was higher (p <.05) for the sound teeth group on which conventional adhesive system was used. There was no significant difference for the other substrates (p>.05). Regardless the substrate used, there were no significant differences (p>.05) in G4. The fracture pattern analysis showed predominance of adhesive fractures in all groups. It was concluded that the combination of conventional adhesive system and Biosilicate provided the greatest TBS between tooth and adhesive.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-14
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.