• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.58.2014.tde-11062014-161219
Documento
Autor
Nombre completo
Cristine D'Almeida Borges
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2014
Director
Tribunal
Taba Junior, Mario (Presidente)
Marcaccini, Andréa Márcia
Messora, Flavia Aparecida Chaves Furlaneto
Título en portugués
Identificação de sítios periodontais em progressão e marcadores moleculares da atividade da doença
Palabras clave en portugués
biomarcadores
doença periodontal
perda de inserção
Resumen en portugués
A periodontite é uma doença infecciosa caracterizada pela inflamação dos tecidos de suporte dos dentes, perda de inserção e perda óssea. O diagnóstico convencional da periodontite é realizado por meio da avaliação dos parâmetros clínicos e radiográficos. Entretanto, novas modalidades diagnósticas para identificação do início e progressão da periodontite estão sendo estudadas, o que possibilitaria o diagnóstico precoce da progressão da doença, assim como avaliação da resposta ao tratamento periodontal. Este estudo se propôs a monitorar a atividade da doença periodontal e descrever as características clínicas e moleculares de sítios periodontais ativos em progressão em pacientes com periodontite crônica, a partir da avaliação da expressão gênica de sítios periodontais e da avaliação de proteínas inflamatórias salivares e do fluido gengival crevicular, antes e após a terapia periodontal básica. Foram selecionados 27 indivíduos e classificados em dois grupos: grupo Controle (n=9) - pacientes saudáveis; grupo DP (n=18) - pacientes com periodontite crônica. O exame clínico foi realizado por um único examinador experiente em três tempos: (i) quinze dias antes da terapia periodontal, (ii) no dia da terapia periodontal e (iii) 60 dias após a terapia periodontal. A coleta de fluido gengival foi realizada no baseline, 15 e 60 dias após a terapia; a coleta de saliva foi realizada no baseline e 60 dias após a terapia e a coleta de tecido gengival apenas no baseline. Para a coleta de fluido gengival e tecido gengival, os sítios foram classificados em: sítios com inflamação (PS ≥ 5 mm e presença de sangramento à sondagem nos dois exames clínicos iniciais); sítios sem inflamação (PS ≤ 3 mm e ausência de sangramento à sondagem nos dois exames clínicos iniciais); e sítios controle (PS ≤ 3 mm e ausência de sangramento à sondagem). Os sítios com e sem inflamação pertenciam ao mesmo paciente do grupo DP. A análise de expressão gênica de VEGF, MMP-8, IL-10, RANK-L, OPG e TGF-β1 foi realizada através da Reação em Cadeia da Polimerase em Tempo Real (RT-PCR). As análises de marcadores na saliva e fluido gengival foram realizadas pelo imunoensaio Multiplex Cytokine Profiling, exceto para MMP-8 que foi feito através do método ELISA. Os sítios com inflamação apresentaram maior expressão de RANK-L, OPG, IL-10 e TGF-β1 (p < 0,05) e maior quantidade (pg) de VEGF (p=0,009) e IL-10 (p < 0,05) no fluido gengival. Os pacientes do grupo DP apresentaram maior quantidade (pg) de RANK-L (p=0,03) e OPG (p=0,0002) na saliva, antes da terapia. A atividade da doença em sítios periodontais a após terapia básica é um evento de baixa ocorrência, mas apenas uma pequena fração dos sítios permaneceu com perda de inserção progressiva. Os biomarcadores utilizados neste estudo podem ser úteis para detectar inflamação, mas não para identificar sítios ativos em progressão.
Título en inglés
Identification of progressive periodontal sites and molecular markers of disease activity
Palabras clave en inglés
attachment loss
biomarkers
periodontal
Resumen en inglés
Periodontal disease is a chronic microbial infection characterized by inflammation of supportive tissues and alveolar bone loss. Because of the increasing prevalence of the disease, diagnostic modalities for the early identification of periodontitis initiation and progression are being studied. Cytokines associated to host defense has been identified in saliva, gingival crevicular fluids and gingival tissues of periodontal patients. In this study, we aimed to monitor periodontal disease activity and investigate clinical and molecular features of active sites through saliva, gingival crevicular fluid and gingival tissue samples. Fifty-seven subjects were enrolled for this study, 18 with chronic periodontitis (PD group) and 9 subjects that were periodontal and systemically healthy (control group). The patients underwent clinical examination and collection of saliva before and two months after the non-surgical periodontal therapy; collection of gingival crevicular fluid at baseline, 15 days and 2 months after therapy; and collection of gingival tissue samples at baseline. For collection of gingival crevicular fluid and gingival tissue samples, sites were classified as: inflamed (probing depth ≥ 5 mm and bleeding on probe); non-inflamed (probing depth ≤ 3 mm without bleeding on probe); and control sites (probing depth ≤ 3 mm without bleeding on probe from control group). Inflamed and non-inflamed sites belongs to the same patient PD group. Samples of whole saliva were collected for assessment of the levels of MMP-8, VEGF, IL-10, RANKL, OPG and TGF-β1 using the multiplex cytokine profiling assay. Samples of gingival crevicular fluid were collected for assessment of the levels of MMP-8, VEGF and IL-10 using the multiplex cytokine profiling assay, except for MMP-8 (ELISA assay). Inflamed and non-inflamed lesion in each patient underwent biopsy for the Real Time PCR gene expression analysis for MMP-8, VEGF, IL-10, RANKL, OPG and TGF-β1. At baseline, higher expression of mRNA for RANK-L, OPG, IL-10 e TGF-β1 were found in inflamed sites (p < 0.05) and higher total amount of IL-10 (0,29 pg/sample) compared to non-inflamed (0,21 pg/sample) and control sites (0.21 pg/sample) (p < 0.05). 15 days after therapy, total amount of VEGF were higher in inflamed sites (11.43 pg/sample), compared to non-inflamed sites (7.38 pg/sample) (p=0.009). PD group showed higher total amount (pg) of RANKL (p=0.03) and OPG (p=0.0002) after periodontal therapy. Thus, we concluded that disease activity seems to be an event of relative low probability of occurrence, however, a small percentage of sites keeps showing progressive attachment loss even after basic periodontal therapy. The specific biomarkers used in this study may be helpful to detect inflammation but not to discriminate progressive active sites.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2014-10-06
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.