• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2017.tde-27042016-155408
Documento
Autor
Nome completo
Sara Silva de Oliveira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2015
Orientador
Banca examinadora
Nelson Filho, Paulo (Presidente)
Kuchler, Erika Calvano
Sousa, Yara Teresinha Corrêa Silva
Título em português
Associação entre fatores sociodemográficos e saúde bucal em crianças e adolescentes de 3 a 15 anos
Palavras-chave em português
Cárie
IMC
Indicadores
Resumo em português
O objetivo deste estudo foi avaliar a prevalência de cárie dentária e sua associação com índice de massa corpórea (IMC), bem como seus fatores de risco demográficos (sexo e idade), socioeconômicos, familiares (escolaridade dos pais, número de filhos) e comportamentais (dieta e práticas de higiene bucal) de crianças e adolescentes. Duzentos e trinta e sete crianças e adolescentes foram inseridos neste estudo. Após a autorização de participação, aplicou-se um questionário, realizou-se exame clínico intrabucal das crianças e a coleta dos dados antropométricos. Os parâmetros analisados neste estudo foram peso, altura, IMC-para-idade e número de dentes cariados, extraídos e obturados para posterior cálculo do ceo-d ou CPO-D para dentes decíduos e permanentes, respectivamente. Teste do Qui-quadrado e o teste T foram usados para analisar a associação entre as variáveis (idade, etnia, gênero, hábitos de higiene bucal e alimentar) e alterações do IMC. A média e desvio padrão do índice ceo-d nos grupos de baixo peso, peso normal, grupos de sobrepeso e obesidade, foram de 9.5 (± 0.70), 5.06 (± 4.54), 7.66 (± 4.41), e 6 (± 5.19), respectivamente (p>0,05). A porcentagem de indivíduos que estavam com a dentição hígida foi de 13,5%. Houve uma associação entre prevalência de cárie e etnia (p<0,05), indivíduos de cor branca e parda apresentaram maiores índices de cárie do que os indivíduos pretos. Características sociodemográficas como escolaridade materna e paterna não influenciaram na experiência de cárie das crianças e adolescentes (p>0,05). Em relação aos hábitos alimentares na primeira infância, o tempo de aleitamento materno não influenciou na experiência de cárie (p>0,05), por outro lado, o açúcar acrescido na mamadeira esteve associado à doença cáries (p<0,05). A escovação diária realizada somente pela criança, sem supervisão dos pais ou responsáveis, foi significativamente associada com a cárie. Não houve associação entre cárie dentária e IMC.
Título em inglês
Socio-demographic factors and association between oral health in children and teenagers 3-15 years
Palavras-chave em inglês
BMI
Caries
Indicators
Resumo em inglês
The aim of this study was to evaluate the prevalence of dental caries and its association with body mass index (BMI), as well as their demographic risk factors (gender and age), socioeconomic, family (parents' education, number of children) and behavioral (diet and oral hygiene practices) of children and adolescents. Two hundred and thirty-seven children and adolescents 3-15 years treated were entered into this study at the Ribeirão Preto Dental School - USP. After the authorization of participation, we applied a questionnaire and an intraoral clinical examination of children was held and the collection of anthropometric data. The parameters analyzed in this study were weight, height, BMI-for-age and number of decayed teeth extracted and sealed for subsequent calculation of the dmft and DMFT for deciduous and permanent teeth, respectively. It was used the Chi-square test and T test to analyze the association between variables (age, ethnicity, gender, oral hygiene and dietary habits) and changes in BMI. The mean and standard deviation of the DMFT in groups of underweight, normal weight, overweight and obese groups were 9.5 (± 0.70), 5:06 (± 4:54), 7.66 (± 4:41), and six (± 5.19), respectively (p> 0.05). The percentage of subjects who were healthy female with the teeth was 13.5%. There was an association between caries prevalence and ethnicity (p <0.05), white and brown colored individuals had higher caries rates than black individuals. Sociodemographic characteristics such as maternal and paternal schooling did not influence the caries experience of children and adolescents (p> 0.05). With regard to eating habits in early childhood, the duration of breastfeeding did not affect the caries experience (p> 0.05), on the other hand, sugar plus the bottle was associated with caries disease (p <0.05). Daily brushing performed only by the child without supervision of parents or guardians, was significantly associated with caries. There was no association between dental caries and BMI.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-08-11
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.