• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Marcela Lopes Linhares
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2018
Orientador
Banca examinadora
Segato, Raquel Assed Bezerra (Presidente)
Maia Filho, Etevaldo Matos
Nelson Filho, Paulo
Tanomaru Filho, Mario
Título em português
Avaliação da mineralização apical em dentes de cães com rizogênese incompleta e lesão periapical submetidos à irrigação dos canais radiculares por pressão apical negativa
Palavras-chave em português
EndoVac®
Imunohistoquímica
Lesão periapical
Rizogênese incompleta
Resumo em português
O objetivo desse estudo in vivo foi avaliar a intensidade de expressão de moléculas indicadoras da diferenciação celular com fenótipo mineralizador em dentes de cães com rizogênese incompleta e lesão periapical induzida experimentalmente submetidos à irrigação dos canais radiculares por pressão apical negativa (EndoVac®) e à irrigação por pressão apical positiva (irrigação convencional). Foram utilizados 30 dentes (60 raízes), divididos em 3 grupos: Grupo EndoVac® Irrigação com pressão apical negativa (n=20), Grupo Convencional Irrigação com pressão apical positiva (n=20); e Grupo Controle com Lesão Periapical (n=20). Após indução de lesões periapicais, os canais radiculares dos grupos Endovac e Convencional foram instrumentados com limas manuais, empregando o sistema de irrigação correspondente. Decorridos 90 dias, os animais foram eutanasiados e os espécimes submetidos ao processamento histotécnico. Cortes representativos de cada grupo foram corados com hematoxilina e eosina (HE), para descrição histopatológica das regiões apical e periapical. Os cortes foram submetidos à para marcação de osteopontina (OPN), fosfatase alcalina (ALP) e fator de transcrição RUNX2 nas regiões apical e periapical das raízes. Para avaliação da intensidade da expressão desses marcadores foi realizada uma análise semi-quantitativa por meio de um sistema de escores. Os dados foram analisados estatisticamente pelo teste não-paramétrico de Kruskal-Wallis e pós-teste de Dunn e o nível de significância adotado foi de 5%. Com relação à descrição histopatológica, achados distintos foram observados em cada grupo. Resumidamente, o grupo Endovac demonstrou um tecido conjuntivo bem organizado, invaginando-se para o interior do canal radicular, e exibiu um processo de reparo mais avançado, com relação aos demais grupos. A avaliação das imunomarcações para RUNX2 revelou que no grupo Endovac® houve marcação significantemente mais intensa (p=0,03), em comparação ao grupo controle. Com relação à expressão de OPN, não foi possível encontrar diferença estatisticamente significante entre os grupos (p=0,15). Após análise das imunomarcações para ALP, observou-se diferença estatisticamente significante entre os grupos (p=0,0021), sendo que o grupo Endovac® apresentou marcação significantemente mais intensa com relação ao grupo controle. Os resultados do presente estudo in vivo permitiram concluir que a irrigação por pressão apical negativa (EndoVac®) apresentou potencial mineralizador, indicando ser o melhor sistema de irrigação para dentes com ápice incompleto e lesão periapical
Título em inglês
Evaluation of the mineralization in immature teeth with apical periodontitis subjected to negative apical pressure irrigation of root canals
Palavras-chave em inglês
Apical periodontitis
EndoVac®
Immature teeth
Immunohistochemistry
Resumo em inglês
The objective of this in vivo study was to evaluate the expression intensity of molecules indicating cell differentiation with mineralizing phenotype in immature dogs teeth with experimentally induced apical periodontitis subjected to irrigation of root canals using negative apical pressure (EndoVac®) and positive apical pressure (conventional irrigation). Thirty teeth (60 roots) were divided into 3 groups: EndoVac® Group - negative apical pressure irrigation (n=20), Conventional Group - positive apical pressure irrigation (n=20); and Control Group with apical periodontitis (n=20). After induction of periapical lesions, the root canals of the EndoVac ® and Conventional groups were instrumented with hand files, using the corresponding irrigation system. After 90 days, the animals were euthanized and the specimens were submitted to histotechnical processing. Representative sections of each group were stained with hematoxylin and eosin (HE) for histopathological description of the apical and periapical regions. The sections were submitted to osteopontin (OPN), alkaline phosphatase (ALP) and RUNX2 transcription factor Immunostaining in the apical and periapical regions of the roots. A semi-quantitative analysis was performed to evaluate the expression intensity of these markers, using a score system. Data were statistically analyzed by the Kruskal-Wallis non-parametric test and Dunn post-test, and the significance level was set at 5%. Regarding the histopathological description, different findings were observed in each group. Briefly, the EndoVac® group demonstrated a well-organized connective tissue, invaginating into the root canal, and exhibited a more advanced repair process in relation to the other groups. RUNX2 immunostaining revealed that in the EndoVac® group there was a significantly stronger (p=0.03) immunostaining in comparison to the control group. Regarding the OPN expression, it was not possible to find a statistically significant difference between the groups (p=0.15). After analyzing ALP immunostaining, a statistically significant difference was observed between the groups (p=0.0021), and the EndoVac® group showed a markedly stronger mark immunostaining than the control group. The results of the present in vivo study allowed concluding that negative apical pressure irrigation (EndoVac®) presented mineralizing potential, indicating that it is the best irrigation system for teeth with an open apex and apical periodontitis
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2019-08-01
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.