• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.58.2010.tde-04022011-154946
Documento
Autor
Nome completo
Yamba Carla Lara Pereira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Iyomasa, Mamie Mizusaki (Presidente)
Ervolino, Edilson
Issa, João Paulo Mardegan
Título em português
Avaliação in vivo e in vitro do efeito do extrato de própolis em osso alveolar, com e sem contaminação de lipopolissacarídeo bacteriano
Palavras-chave em português
Endotoxina
exodontia
Lipopolissacarídeo (LPS)
Própolis
ratos
reparo ósseo
Resumo em português
A própolis é uma substância resinosa, cujas atividades antibacteriana, antiinflamatória, antiviral, fungicida, imuno estimulante, cicatrizante e de anestésico local tem sido valorizadas no uso clínico. O lipopolissacarídeo (LPS) é reconhecidamente uma endotoxina e pode induzir processos inflamatórios. Os objetivos deste trabalho foram: a) analisar in vitro as seguintes propriedades do extrato de própolis verde: 1) perfil físico químico 2) Concentração Inibitória Mínima (CIM) frente à endotoxina da bactéria gram negativa Escherichia coli; e 3) sua atividade imunorregulatória sobre leucócitos de baço de ratos; b) analisar ″in vivo″ a ação do Extrato Etanólico de Própolis (EEP) 10% e 90% e do Extrato de Própolis Puro (EPP), em alvéolos dentais contaminados ou não com lipopolissacarídeo (LPS) bacteriano. Para o estudo in vivo 35 ratos foram submetidos às exodontias dos primeiros molares superiores direito e esquerdo, os quais, imediatamente tiveram o alvéolo dental direito contaminado com 0,1µL de lipopolissacarídeo (LPS) (100µg/kg) e o esquerdo sem tal contaminação. Os grupos com (n=7) para cada tratamento, após 2 semanas: GI- Controle Negativo (CN) - sem tratamento; GII- Tratados com Extrato de Própolis puro (EPP) GIII- Tratados com pasta de própolis a 90% (P90); GIV- Tratados com pasta de própolis a 10% (P10); e, GV- Tratado com veículo das pastas (SB) foram analisados. Os alvéolos foram removidos, desmineralizados, processados pela técnica histológica de rotina, submetidos a secções sistematizadas a 6 µm de espessura e corados em H.E. O volume de osso formado, foi avaliado por contagem de pontos, usando um Sistema Teste sobreposto as imagens capturadas com auxílio de uma câmera acoplada a um microscópio. Observada a normalidade dos dados, procedeu-se o teste ANOVA fatorial e Tukey-Kramer test (p<0,05). In vitro determinou-se a propriedade da própolis, sua CIM e atividade imunorregulatória. In vivo os alvéolos dentais contaminados com lipopolissacarídeo bacteriano e tratados com a própolis verde apresentou maior área de osso neoformado, quando comparado aos demais grupos experimentais. O alvéolo não contaminado e tratado com própolis pura mostrou maior área de fibras colágenas.
Título em inglês
In vivo and in vitro effects of propolis extract on alveolar bone, with and without bacterial lipopolysaccharide contamination
Palavras-chave em inglês
bone repair
Endotoxin
extraction
Lipopolysaccharide (LPS)
Propolis
rats
Resumo em inglês
Propolis is a resinous substance, whose antibacterial, antiinflammatory, antiviral, antifungal, immune stimulant, and local anesthetic wound healing properties has been considered for clinical practice. The lipopolysaccharide (LPS) is recognized as an endotoxin and can induce inflammatory processes. Our objectives were: a) to analyze in vitro the following properties of green propolis extract: 1) physicochemical profile of green propolis sample, 2) Minimum Inhibitory Concentration (MIC) against endotoxin from gram negative Escherichia coli and 3) its immunoregulatory activity using leukocytes from the spleen of mice,. b) analyze in vivo, the action of propolis ethanol extract (EEP) 10% and 90% and Pure Propolis Extract (EPP) in dental alveoli or not contaminated with lipopolysaccharide (LPS) bacterial. For in vivo study, 35 rats were subjected to extractions of maxillary first molars, right and left, which immediately had the right dental socket contaminated with 0.1 µL of lipopolysaccharide (LPS) (100µg/kg) and left without such contamination. They were divided into groups (n = 7) for each sample after 2 weeks, according to the treatment in the right and left alveoli: GI-Negative Control (NC) - no treatment, GII-Treated Pure Propolis Extract (EPP) GIII-Treated folder with propolis 90% (P90), GIV-Treated folder with propolis 10% (P10) and GV-Treated folder with vehicle (SB). The alveoli were removed, demineralized, processed by routine histologic technique, submitted to systematic sections (6 microns) of thick and stained with HE for histological analysis to assess the new bone tissue volume by point counting method, using a Test system on images captured with the aid of a digital camera attached to a microscope. Observed data normality, we proceeded to ANOVA and Tukey-Kramer tests (p <0.05). In vitro, it was determined the propolis properties, CIM and immunoregulatory activity. In vivo, the alveoli contamined with bacterian lipopolysaccharide and treated with green propolis induced higher bone formation when compared to other groups. The non contamined alveoli and treated with pure propolis showed more quantity of collagen fibers.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
ME_yamba_carla.pdf (7.39 Mbytes)
Data de Publicação
2012-03-28
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.