• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.59.2016.tde-27112015-113358
Documento
Autor
Nombre completo
Enderlei Dec
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2015
Director
Tribunal
Santos, Isabel Alves dos (Presidente)
Cordeiro, Guaraci Duran
Sofia, Silvia Helena
Título en portugués
As espécies da tribo Euglossini (Hymenoptera: Apidae) em diferentes cotas altimétricas em áreas de Mata Atlântica na região norte de Santa Catarina
Palabras clave en portugués
abelhas das orquídeas
biodiversidade
iscas odoríferas
mentol
sul do Brasil
Resumen en portugués
Reconhecida pela sua megadiversidade, mas também pelo alto nível de desmatamento e perda de espécies que vem ocorrendo nas últimas décadas, a Mata Atlântica é um dos biomas mais ameaçados do planeta, recebendo a denominação de hotspot mundial. As abelhas exercem papel fundamental para a manutenção da vegetação por meio da polinização e o conhecimento sobre a composição do táxon contribui para ações de conservação. Abelhas da tribo Euglossini podem atuar como bioindicadoras da qualidade ambiental e exercem uma estreita relação com determinadas plantas, principalmente da família Orchidaceae, sendo fundamentais para a perpetuação de muitas espécies desta família. A tribo Euglossini apresenta riqueza de espécies nas florestas tropicais decaindo em direção às latitudes altas. Este estudo propôs investigar e reconhecer a fauna de Euglossini presente na região norte do estado de Santa Catarina, no sul do Brasil, a partir de coletas mensais em seis localidades, distribuídas ao longo de um gradiente altitudinal entre o nível do mar e 800 metros, nos municípios de Joinville e São Francisco do Sul. Duas localidades são constituídas por morros remanescentes de Mata Atlântica, inseridos na malha urbana de Joinville, com extensões de aproximadamente 390 e 525 hectares. As demais localidades compõem áreas contínuas de floresta na costa litorânea e Serra do Mar. Em cada local houve um dia de coleta por mês nos períodos de setembro/2013 até abril/2014 e de setembro/2014 até abril/2015. As iscas odoríferas disponibilizadas foram: benzoato de benzila, cineol, eugenol e vanilina. Nos últimos seis meses do estudo foi testada uma nova fragrância à base de menta: o mentol. O estudo registrou 794 machos de Euglossini dos gêneros Eufriesea, Euglossa e Eulaema, distribuídos em dez espécies válidas e uma potencialmente nova. As localidades com maiores riquezas foram os remanescentes no Morro do Finder e Morro do Boa Vista, e as maiores diversidades ocorreram na Vila da Glória e Mutucas. As espécies Eufriesea violacea Blanchard 1840, Euglossa annectans Dressler 1982 e Eulaema nigrita Lepeletier, 1841 foram registradas nas seis localidades estudadas. Ef. violacea, Eg. annectans Eg. stellfeldi representaram 91,56% da comunidade amostrada, sendo 66,87% somente da primeira espécie. O cineol atraiu 299 abelhas, o eugenol 190 e vanilina 165, mas em relação à riqueza, os mais atrativos foram o benzoato de benzila, cineol e vanilina, com seis espécies cada. O mentol mostrou eficácia, atraindo 75 abelhas de quatro espécies. A distribuição das abelhas em relação a variação altitudinal demonstrou que as maiores riqueza e abundância ocorreram entre o nível do mar e 200 metros de altitude com diminuição do número de indivíduos e espécies acima desta cota. Interações entre as abelhas e oito espécies de orquídeas foram registradas a partir de polinários aderidos às abelhas. Apesar da ocupação humana no entorno dos fragmentos da área urbana, os Morros do Finder e do Boa Vista apresentaram bom estado de conservação para a comunidade de Euglossini. Novos esforços e utilização de outras metodologias podem enriquecer os dados obtidos contribuindo para uma melhor caracterização ambiental da região. A partir dos dados existentes na literatura sobre a tribo Euglossini em Santa Catarina, nota-se uma riqueza significativa nos municípios de Joinville e São Francisco do Sul.
Título en inglés
The species of tribe Euglossini (Hymenoptera: Apidae) at different altitudes in areas of Atlantic Forest in northern Santa Catarina
Palabras clave en inglés
biodiversity
menthol
orchid bees
scent baits
southern Brazil
Resumen en inglés
Recognized for its megadiversity, but also the high level of deforestation and species loss that has occurred in recent decades, the Atlantic Forest is one of the most threatened biomes on the planet, getting the global name hotspot. Bees play a crucial role in the maintenance of vegetation through pollination and knowledge about the taxon composition contributes to conservation actions. The tribe Euglossini can act as bioindicators of environmental quality and exert a close relationship with certain plants, particularly the orchid family, being fundamental to the perpetuation of many species of this family. The tribe Euglossini has a species richness in tropical forests which decreases in the higher latitudes. This study aimed to investigate and identify the Euglossini fauna present in the northern state of Santa Catarina, in southern Brazil, from monthly collections in six locations distributed along an altitudinal gradient between sea level and 800 meters, in the cities of Joinville and São Francisco do Sul. Two locations are composed of remnants of Atlantic Forest hills, situated in the urban area of Joinville, with extensions of approximately 390 and 525 hectares. Other locations comprise continuous areas of forest on the coastline and Serra do Mar. At each site there was one collection day per month in the period from September / 2013 to April / 2014 and September / 2014 to April / 2015. The available scent baits were: benzyl benzoate, cineol, eugenol and vanillin. In the last six months of the study a new mint-based fragrance was tested : menthol. The study recorded 794 Euglossini males of the genera Eufriesea, Euglossa and Eulaema, distributed in ten valid species and one potentially new species. The localities with the greatest richness were in Morro do Finder and Morro do Boa Vista, and the largest diversity occurred in the Vila da Glória and Mutucas. The species Eufriesea violacea Blanchard 1840, Euglossa annectans Dressler 1982 e Eulaema nigrita Lepeletier, 1841 were recorded in the six studied locations. Ef. violacea, Eg. annectans and Eg. stellfeldi represented 91.56% of the sampled community, with the first species making up 66.87% of that figure. The cineole attracted 299 bees, eugenol 190 and vanillin 165, but in relation to richness, the most attractive were the benzyl benzoate, cineole and vanillin, with six species each. The menthol was effective, attracting 75 bees from four species. The distribution of bees in relation to altitudinal variation showed that the greatest richness and abundance occured between sea level and an altitude of 200 metres, with a decrease in the number of individuals and species above this altimetry quota. Interactions between bees and eight species of orchids were recorded from pollinaria adhered to the bees. Despite the surrounding human occupation of urban fragments, Morros Finder and Boa Vista showed good conditions for the community of Euglossini. New efforts and using other methodologies can enrich the data, contributing to a better environmental characterization of the area. From the literature data on the tribe Euglossini in Santa Catarina, there is a significant richness in the cities of Joinville and São Francisco do Sul.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
mestrado.pdf (4.65 Mbytes)
Fecha de Publicación
2016-02-16
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.