• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2014.tde-03042014-174324
Documento
Autor
Nome completo
Laura Andrea Leon Anhuaman
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Fernandez, Jesus Landeira (Presidente)
Brandao, Marcus Lira
Cruz, Antonio Pedro de Mello
Joca, Sâmia Regiane Lourenço
Santos, Wagner Ferreira dos
Título em português
Fatores comportamentais, hormonais e neuroanatômicos associados à vulnerabilidade ao estresse em ratos Carioca High Conditioned-Freezing (CHF) e Carioca Low Conditioned-Freezing (CLF)
Palavras-chave em português
CHF
CLFansiedade
medidas fisiologicas
vulnerabilidade ao estresse
Resumo em português
A ansiedade e a depressão são as condições psicopatológicas mais comuns na atualidade. As pesquisas científicas em neurociência, psicologia, psiquiatria e medicina geral procuram encontrar diferentes formas para o tratamento e prevenção. No entanto, a maioria das pesquisas não leva em conta as diferenças individuais ou história do individuo. Quase toda a investigação farmacológica é feita em populações heterogêneas de animais, conduzindo assim à "média" dos dados. Recentemente, no Laboratório de Neurociência Comportamental na Pontifícia Universidade Católica do Rio de Janeiro (PUC-RJ), duas novas linhagens de ratos Wistar foram selecionadas fenotipicamente da resposta emocional de congelamento em um teste de medo condicionado . Uma das linhagens, denominada Carioca High ConditionedFreezing (CHF), apresenta uma resposta significativamente aumentada de congelamento no teste, enquanto que a outra (Carioca Low Conditioned-Freezing, CLF) mostra uma resposta de congelamento baixa. Em todos os experimentos utilizamos a linhagem controle (Random, RND) Wistar resultado de cruzamento aleatório entre ratos Wistar. Aqui apresentamos dados de diversos experimentos que avaliaram as diferenças em condições basais e vulnerabilidade ao estresse entre as duas linhagens e a linhagem RND. A concentração plasmática de corticosterona dos ratos foi comparada entre as duas linhagens e o grupo RND, primeiramente no nível basal e posteriormente após a exposição ao mesmo teste, onde foram expostos ao medo condicionado, como estímulo aversivo. Também foi avaliada a proliferação celular e sobrevivência. A imuno-histoquímica para c-fos foi conduzida com o objetivo de se determinar as diferenças de atividade neural entre as duas linhagens e o grupo RND. Um teste farmacológico com ketanserina, antagonista 5-HT2A, foi realizado e os animais foram avaliados quanto à ansiedade e locomoção, no labirinto em cruz elevado. Todos os nossos resultados mostraram diferenças estatisticamente significativas entre as linhagens selecionadas. Estes resultados sugerem que as diferentes condições basais podem ter impacto sobre a reação de comportamento exibido por cada animal. Assim, o uso de grupos selecionados é melhor para se modelar transtornos de ansiedade e procurar quais são caraterísticas que protegem aos animais que não apresentam os sintomas modelados. A partir dos nossos resultados foi evidente que os perfis comportamentais e neuroquímicos dos três grupos CHF, CLF e RND foram qualitativamente e quantitativamente diferentes. Na linha de base após ser fenotipados foi observado que existem diferenças na proliferação celular. Após a reexposição ao contexto observaram-se diferenças na concentração de corticosterona e na ativação neuronal. O estresse crônico levou a respostas diferenciais no número de neurônios imaturos, e o teste farmacológico levou a respostas diferencias tanto a nível local como sistêmico. Os dados obtidos podem ajudar a um melhor entendimento às bases neurobiológicas de aspectos associados às psicopatologias como ansiedade e depressão que estão relacionadas com a vulnerabilidade ao estresse.
Título em inglês
Behavioral, hormonal and neuroanatomical factors associated with stress vulnerability in Carioca High Conditioned-Freezing (CHF) and Carioca Low Conditioned-Freezing (CLF) rats.
Palavras-chave em inglês
anxiety
CHF
CLF
physiological measures
vulnerability to stress
Resumo em inglês
Anxiety and depression are the most common psychopathological conditions today. Scientific research in neuroscience, psychology, psychiatry and general medicine seeks to find different ways for treatment and prevention. However, most research does not take into account individual differences and history. Almost all pharmacological research is done in heterogeneous populations of animals, thereby leading to the "average" data. Recently, in the Laboratory of Behavioral Neuroscience at the Pontifical Catholic University of Rio de Janeiro (PUC - RJ), two new strains of rats were selected phenotypically by their emotional response (freezing) in a test of cond itioned fear. One of the lines, so called "Carioca High Conditioned - Freezing" (CHF) has an increased freezing in the test , whereas the other ("Carioca Low -Conditioned Freezing " CLF) shows low freezing response . In all experiments we used the Wistar control strain (RND) derived from random bred between Wistar rats. Here we present data from several experiments evaluating the differences in basal conditions and vulnerability to stress between the two strains and RND strain. The plasma corticosterone of rats was compared between the two lines and the RND group, first at baseline and then after exposure to the same test where the y were exposed to conditioned fear as aversive stimulus. We also analyzed the cell proliferation and survival in the hippocampus after chronic stress. Immunohistochemistry for c -fos was conducted in order to determine the differences in neural activity between the two strains and the RND group. A pharmacological test with ketanserin, 5 -HT2A antagonist, was performed and the animals were assessed for anxiety and locomotion in the elevated plus maze. All our results showed statistically significant differences between the selected strains. These results suggest that different baseline conditions may have an impact on the behavior exhibited by each animal. Thus the use of selected groups is better approach in order to model anxiety disorders and to determine which features prevent animal from presenting symptoms. It is evident that the neurochemical and behavioral profiles of the three groups CHF, CLF and RND were different qualitatively and quantitatively. At baseline after been phenotyped it has been observed that there are differences in cell proliferation and corticosterone concentration. After re-exposure to the context differences were observed in the concentration of corticosterone and neuronal activation. Chronic stress has led to differential responses in the number of immature neurons. And the pharmacological test led to differential responses at both local and systemic. The data obtained are useful for a better understanding of the neurobiological aspects associated with psychopathologies such as anxiety and depression that are associated with vulnerability to stress.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
tesecorrigida.pdf (5.31 Mbytes)
Data de Publicação
2014-05-15
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.