• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2013.tde-02082013-141922
Documento
Autor
Nome completo
Patrícia Cavalari Nardi
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Neufeld, Carmem Beatriz (Presidente)
Lopes, Renata Ferrarez Fernandes
Marturano, Edna Maria
Título em português
Variáveis psicológicas em um programa de promoção de saúde mental na infância
Palavras-chave em português
Habilidades sociais
Programa de promoção
Variáveis psicológicas
Resumo em português
A terceira infância tem como sua principal característica o período escolar e uma fase de grande desenvolvimento cognitivo, físico e psicossocial nas crianças. Para lidar com estes desafios, é necessário que, cada vez mais as crianças possuam um repertório de habilidades sociais, habilidades de identificação e manejo de emoções de forma mais assertiva. Até a década de 80 acreditava-se que os medos e preocupações da infância eram transitórios e faziam parte do curso natural do desenvolvimento. Com o avanço dos estudos em psicopatologia tem-se conhecido cada vez mais sobre o adoecimento psicológico infantil e colaborado para o conhecimento da sintomatologia e de tratamentos eficazes para os transtornos. Uma alternativa para melhorar a saúde emocional das crianças são as intervenções destinadas à promover a saúde mental. O presente estudo tem como objetivo verificar os resultados imediatos obtidos a partir de um programa de promoção de saúde mental em grupos embasado em Terapia Cognitivo-Comportamental para crianças. Participaram do estudo 22 crianças com idades entre 8 e 10 anos de idade que cursavam o 3º ano do Ensino Fundamental de uma escola pública de Ribeirão Preto SP. Os instrumentos utilizados foram: Escala Multidimensional de Ansiedade para Crianças MASC; Escala de Stress Infantil; Childrens Depression Inventory; Sistema Multimídia de Habilidades Sociais em Crianças. O presente estudo envolve um delineamento quase-experimental com aplicação dos instrumentos de avaliação antes e depois da intervenção. Os participantes foram submetidos a 12 sessões do programa de promoção de saúde mental em crianças do Laboratório de Pesquisa e Intervenção Cognitivo-Comportamental (LaPICC-USP). Para verificar os resultados imediatos do programa foram realizadas análises quantitativa dos dados a partir de estatística não-paramétrica. As análises dos resultados compreenderam a comparação do pré e pós-teste dos grupos e a gravidade dos sintomas encontrados. O nível de significância adotado para este estudo é de = 0,05 com intervalo de confiança de 95%. Com relação aos grupos, os resultados sugerem que ambos obtiveram uma melhora nos sintomas depressivos. O grupo I1 houve melhora nos fatores de reações físicas e psicológicas ao estresse e nos fatores de frequências não-habilidosas ativas e passivas. Já para o grupo I2, os resultados apontam para uma piora no escore total para a variável estresse e para o item reação psicológica ao estresse e uma melhora no fator de adequação não-habilidosa passiva. Quanto a gravidade do sintoma, tem que: 7 crianças permaneceram na mesma gravidade, 6 crianças diminuíram de gravidade e 8 crianças aumentaram de gravidade após o programa. Apesar dos diferentes resultados, o estudo levanta hipóteses sobre os resultados encontrados no programa utilizado, e auxilia seu refinamento enquanto promotor de saúde mental infantil.
Título em inglês
Psychological variables in a program of mental health promotion in childhood
Palavras-chave em inglês
Promotion programs
Psychological variables
Social skills
Resumo em inglês
The third child has as its main feature the school period and a phase of great cognitive, physical and psychosocial in children. To deal with these challenges, it is necessary that more children have a repertoire of social skills, skills for identifying and managing emotions more assertive. Until the 80's it was believed that the fears and concerns of childhood were transient and were part of the natural course of development. With the advancement of studies in psychopathology has increasingly known about child psychological illness and contributed to the knowledge of the symptoms and effective treatments for the disorders. An alternative to improve the emotional health of children are interventions to promote mental health. This study aims to determine the immediate results obtained from a program to promote mental health in groups grounded in Cognitive-Behavioral Therapy for children. The study included 22 children aged between 8 and 10 years old who attended the 3rd grade of elementary school to a public school in Ribeirão Preto - SP. The instruments used were: Multidimensional Anxiety Scale for Children - MASC; Child Stress Scale, Children's Depression Inventory; Multimedia System Social Skills in Children. This study involves a quasi-experimental design with application of assessment instruments before and after the intervention. Participants underwent 12 sessions of the program to promote mental health in children Research Laboratory and Cognitive-Behavioral Intervention (LaPICC-USP). To check the immediate results of the program were conducted quantitative analyzes of data from non-parametric statistics. The analyzes of the results comprised the pre and post-test groups and severity of symptoms found. The level of significance for this study is = 0.05 with a confidence interval of 95%. With regard to the groups, the results suggest that both had an improvement in depressive symptoms. The group I1 was no improvement in the factors of physical and psychological reactions to stress factors and frequency non-skilled active and passive. For the group I2, the results point to a worsening in the total score for the variable stress and psychological reaction to the item to stress and an improvement in fitness factor non-skilled passive. As the severity of the symptom, which is: 7 children remained in the same gravity, gravity decreased in 6 children and 8 children increased severity after the program. Despite different results, the study raises hypotheses about the results used in the program, and assists its refinement as a promoter of children's mental health.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Patricia_Nardi.pdf (431.76 Kbytes)
Data de Publicação
2014-02-19
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.