• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2011.tde-11052011-080701
Documento
Autor
Nome completo
Fabiana Faria Rezende
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2011
Orientador
Banca examinadora
Almeida, Sebastião de Sousa (Presidente)
Lopes, Renata Ferrarez Fernandes
Neufeld, Carmem Beatriz
Título em português
Percepção da imagem corporal, resiliência e estratégias de coping em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica
Palavras-chave em português
Cirurgia Bariátrica
Coping
Imagem Corporal
Psicologia da Saúde
Resiliência
Resumo em português
O procedimento cirúrgico para obesidade mórbida, denominado cirurgia bariátrica, consiste no tratamento mais eficaz e duradouro para esta condição clínica. A cirurgia promove redução drástica do peso e diminuição das comorbidades, porém, o impacto que essas mudanças bruscas de peso causam na saúde psicológica do indivíduo deve ser considerado. Este trabalho objetivou realizar uma análise descritiva dos aspectos relacionados à imagem corporal, processo de resiliência e coping em pacientes submetidos à cirurgia bariátrica. Foram participantes estudo 100 pacientes adultos, sendo 85% do sexo feminino, com idade entre 22 e 65 anos (M=40,58 ± 10,3). Os instrumentos para coleta de dados consistiram em: questionário de dados sociodemográficos e de condições clínicas; Critério de Classificação Econômica Brasil; Self Repporting Questionnaire (SQR-20); Escala de Figuras de Silhuetas para adultos (EFS); Escala de Resiliência (ER); questionário complementar sobre resiliência; Inventário de Estratégias de Coping de Lazarus e Folkman (IECLF). Verificou-se que os dados antropométricos indicaram uma redução de peso estatisticamente significante (p<0,001); os índices médios de distorção e insatisfação com a imagem corporal foram -0,8 ± 6,48 Kg/m2 e - 7,54 ± 6,95 Kg/m2, respectivamente; o escore médio obtido na ER foi de 139,22 pontos (± 14,7); os domínios do IECLF utilizados em maior freqüência foram resolução de problemas, reavaliação positiva e suporte social, enquanto que as estratégias menos utilizadas estiveram nos domínios correspondentes ao afastamento e confronto. As orientações listadas como importantes pela amostra foram além das informações direcionadas às restrições alimentares impostas pela cirurgia, posto que, os indivíduos pesquisados também evocaram a necessidade de orientações psicológicas para melhor adaptação ao procedimento cirúrgico. Conclui-se que a amostra estudada apresentou insatisfação com a imagem corporal com o desejo de diminuir a silhueta; houve presença de distorção com tendência à subestimação da imagem corporal; a amostra apresentou adaptação psicossocial positiva frente aos eventos importantes da vida e foram utilizadas em maior quantidade estratégias adequadas para a resolução de problemas relacionados ao pós-operatório de cirurgia bariátrica. A combinação de instrumentos quantitativos e qualitativos desse estudo possibilitou uma visão ampla sobre os dados objetivos e subjetivos trazidos pelos participantes. Considera-se que a identificação de alterações referentes à imagem corporal, processo de resiliência e estratégias de coping pode contribuir com as intervenções dos profissionais da saúde, à medida que possibilita o rastreamento de comportamentos de risco e facilita a criação de ações preventivas às complicações de ordem psicossocial que podem comprometer de forma negativa o sucesso terapêutico esperado pela cirurgia bariátrica.
Título em inglês
Perception of corporeal image, resilience and coping strategies in patients who underwent bariatric surgery.
Palavras-chave em inglês
Bariatric Surgery
Coping
Corporeal Image
Health Psychology
Resilience
Resumo em inglês
Bariatric Surgery is the most efficient and long-lasting treatment for morbid obesity. The procedure promotes drastic weight loss and reduction of comorbidities. Nevertheless, the impact of such sudden changes on the individuals psychological health must be considered. This work is a descriptive analysis of the aspects related to corporeal image, resilience and coping in patients who underwent Bariatric Surgery. A number of 100 adult patients took part in this study. 85% were females between 22 and 65 years old (M=40,58 ± 10,3). Instruments to collect data consisted of a questionnaire of clinical conditions and socio-demographic data; the Brazilian Criterion for Economic Classification; Self Repporting Questionnaire (SQR-20); Figure Rating Scales (FRS) for adults; The Resilience Scale (RS); a further questionnaire about resilience and the Folkman and Lazarus Coping Strategies Inventory (CSI). It was verified that the anthropometric data indicated statistically significant weight loss (p<0,001); the average rates of distortion and dissatisfaction with corporeal image were -0,8 ± 6,48 Kg/m2 and -7,54 ± 6,95 Kg/m2, respectively; the average score obtained in the RS was 139,22 points (± 14,7); domains of coping used more often were resolution of problems, positive reevaluation and social support, whereas the least used strategies were in the domains of withdrawal and confrontation. The guidelines listed as important by the sample were directed to information beyond the restrictions imposed by surgery, since the individuals surveyed also mentioned the need for psychological orientations to better fit the surgical procedure. It was concluded that the volunteers showed dissatisfaction with their corporeal image, wishing to reduce their silhouettes; there was some distortion with a tendency to underestimate corporeal image; volunteers showed positive psychosocial adaptation before lifes important events and more often used proper strategies to cope with post-op problems. The combination of quantitative and qualitative tools in this study provided a broad view of the objective and subjective data brought by participants. The combination of quantitative and qualitative tools in this study provided a broad view of the objective and subjective data brought by participants. It is considered that the identification of alterations related to corporeal image, the resilience process and coping strategies can contribute with health-care professionals as they permit the detection of risky behaviors and facilitate preventive actions against psychosocial complications that could affect negatively the therapeutic success expected in Bariatric Surgery.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
dissertacao.pdf (721.43 Kbytes)
Data de Publicação
2011-08-24
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.