• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2012.tde-11102013-150442
Documento
Autor
Nome completo
Carolina de Resende Damas Cardoso
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2012
Orientador
Banca examinadora
Massimi, Marina (Presidente)
Peres, Sávio Passafaro
Furlan, Reinaldo
Título em português
Contribuições de Edith Stein para a epistemologia das ciências e para a psicologia científica
Palavras-chave em português
Edith Stein
Fenomenologia
História da Psicologia Científica
Subjetividade.
Resumo em português
Edith Stein (1891-1942) foi uma proeminente discípula de Edmund Husserl (1859-1938), fundador da corrente teórico-metodológica da Fenomenologia. Seguindo de maneira fiel ao mestre, contudo fornecendo contribuições autênticas à escola fenomenológica, Stein ocupouse principalmente da temática da estrutura da pessoa humana e da fundamentação daquelas ciências que possuem o homem como objeto de estudo. Dentre estas ciências, destaca-se a Psicologia Científica. Nesse sentido, o objetivo desta pesquisa foi realizar uma análise acerca da fundamentação filosófica e antropológica que a fenomenologia de Edith Stein pode apresentar para a Psicologia Científica, no que tange à problemática da definição do objeto e método desta ciência. Dentro da perspectiva da Historiografia da Psicologia Científica, utilizamos como fonte primária a obra Introdução à Filosofia de Stein. Nesta obra, uma das principais questões colocadas pela autora é compreender o que é a natureza e a subjetividade e como é possível conhecê-las. Ao discuti-la, Stein propõe uma nova concepção de subjetividade, ancorado no conceito de pessoa humana, que contempla a própria corporeidade e a constituição tripartida, porém essencialmente unitária, da pessoa. A alma constitui o princípio vital, sinal de uma interioridade formada pela estrutura psíquica que, por sua vez, possui qualidades sensíveis e espirituais. É possível apreender e conhecer a vida anímica de uma pessoa por meio da expressividade de seu corpo, através das vivências intencionais da percepção externa, percepção interna e empatia que devem, portanto, ser consideradas na metodologia das ciências que pretendem o conhecimento de pessoas humanas. Pudemos concluir que a obra analisada pode ser inserida no núcleo das discussões ainda presentes na Psicologia, podendo lançar luzes, em questões referentes à origem do conhecimento; à natureza da pessoa, suas semelhanças e diferenças em relação aos outros animais; a evidenciação da estrutura espiritual humana, contemplando a questão da liberdade e da volição, assim como sua relação com os aspectos psíquicos (cognitivos e afetivos) e sensíveis; a unidade essencial psicofísica e espiritual da pessoa; a constituição da personalidade; o conhecimento de outras pessoas e de si mesmo; e a ação do homem no mundo. Além disso, as análises de Stein presentes nesta obra nos fornecem esclarecimentos epistemológicos referentes às ciências da subjetividade, as possibilidades de interdisciplinaridade e a observação à autonomia de cada área.
Título em inglês
Edith Stein's contributions to the epistemology of sciences and to Scientific Psychology
Palavras-chave em inglês
Edith Stein
History of Psychology
Phenomenology
Subjectivity
Resumo em inglês
Edith Stein (1891-1942) was a prominent disciple of Edmund Husserl (1859-1938), founder of the theoretical-methodological proposal of Phenomenology. Following faithfully to the master, yet providing authentic contributions to phenomenological school, Stein mainly dealt with the issue of the structure of the human person and the foundation of those sciences who hold the man as the object of study. Among these sciences, we can lay emphasis on Scientific Psychology. Thereby, the objective of this research was to conduct an analysis about the philosophical and anthropological foundation that Edith Stein's phenomenology may offer to Scientific Psychology, regarding the problem of defining the object and method of this science. From the perspective of Historiography of Scientific Psychology, we used as primary source Stein's work Introduction to Philosophy. In this work, one of the main issues raised by the author is to understand what nature and subjectivity are and how we can get to the knowledge of them. Discussing it, Stein proposes a new conception of subjectivity, anchored in the concept of the human person, which includes our own corporeality and the essential tripartite yet united constitution of the human being. The soul is the vital principle; indication of an interiority formed by a psychic structure that, in turn, has sensible and spiritual qualities. It is possible to learn about a person's soul's life through the expressiveness of her body, through intentional acts of external perception, inner perception and empathy that should therefore be considered in the methodology of the sciences who claim the knowledge of human being. We concluded that Stein's work can be inserted into the core of the discussions still present in Psychology and may shed light on questions concerning the origin of knowledge; the nature of the person; their similarities and differences from other animals; the disclosure of the human spiritual structure, contemplating the subject of freedom and volition, as well as its relationship with the psychic (cognitive and affective) and sensitive aspects; the essential unity of psychophysical and spiritual structure; the constitution of personality; the knowledge of others and of oneself; and the action of man in the world. Furthermore, Stein's analyzes provide epistemological clarification regarding the sciences of subjectivity, as well as the possibilities of interdisciplinarity and the autonomy of each observation area.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-02-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.