• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2010.tde-20092011-135047
Documento
Autor
Nome completo
Lidia Rochedo Ferraz
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Andrade, Antonio dos Santos (Presidente)
Carraro, Patrícia Rossi
Cianflone, Ana Raquel Lucato
Costa, Claudia Regina Brandão Sampaio Fernandes da
Furlan, Reinaldo
Título em português
O cotidiano de uma escola rural ribeirinha na Amazônia: práticas e saberes na relação escola-comunidade
Palavras-chave em português
análise institucional
cotidiano escolar
escola rural ribeirinha
esquizoanálize
produção de subjetividades
Resumo em português
Essa pesquisa teve como alvo a dinâmica cotidiana da vida escolar em uma comunidade rural ribeirinha, localizada no entorno de uma cidade amazônica. Com o acelerado crescimento demográfico das metrópoles e sua intensa e desordenada expansão, comunidades ribeirinhas vem sendo incorporadas ao espaço urbano, com significativas alterações em seu modo de vida e formas de enfrentamento das questões ambientais, econômicas e sociais, que até recentemente não se configuravam no cotidiano destas localidades. O estudo buscou investigar os agenciamentos operados na escola na produção de modos de subjetivação, no contexto destas transformações. Para tal, procurou-se caracterizar a comunidade e o estabelecimento educacional em seus aspectos históricos, políticos e sociais; procurou-se descrever cenas do cotidiano escolar, investigando práticas, e trazendo as avaliações e expectativas sobre a escola e a relação escola-comunidade. A pesquisa, de cunho qualitativo, foi desenvolvida através do estudo de caso etnográfico, adotando como procedimento de investigação a observação participante, a análise documental e a realização de entrevistas. Buscou-se ainda aliar alguns pressupostos que norteiam a pesquisa cartográfica com o campo de estudos com o cotidiano. A leitura dos dados foi feita com base no aporte teórico fornecido principalmente pela análise institucional e esquizoanálise. Para análise do material discursivo utilizou-se o método de análise de conteúdo. O estudo apontou a importância que os moradores atribuem à escola, sendo percebida como componente que favorece a melhoria das condições de vida. Estas concepções são partilhadas com os agentes institucionais, que afirmam a importância da escola enquanto responsável pela socialização e transmissão de conhecimentos acumulados pela humanidade. A escola apresenta-se distante da realidade local, desqualifica o saber tradicional, impondo concepções mercantilizadas e a transmissão de um saber hegemônico, reforçador de uma estrutura de desigualdades. As dificuldades escolares são identificadas como consequência das dificuldades do aluno, de sua família e do ambiente rural. Cabe à escola empreender práticas necessárias à socialização dos alunos e à transmissão de conteúdos e valores necessários à inserção no mercado de trabalho e ao modo de vida citadino. A escola engendra práticas coercitivas, que instituem a diferença como algo qualitativamente inferior, vivenciada como negação. Entretanto, se por um lado é valorizada por representar a possibilidade de ascensão social, por outro, questiona-se a possibilidade de a escola concretizar sonhos e esperanças. Mas algo escapa aos processos de modelização de subjetividades. Há táticas usadas no enfrentamento das estratégias propostas pelo sistema de ensino, que em certos momentos se desprendem da trama dominante e podem movimentar a criação de outros sentidos. A pesquisa intenta contribuir para a compreensão dos atravessamentos presentes nas ações pedagógicas que constituem o cotidiano escolar, potencializando a desnaturalização de práticas instituídas e a produção de novos processos de subjetivação que agenciem o enfrentamento ao projeto histórico de escolarização estabelecido para a educação rural.
Título em inglês
The daily life of a rural riverside school in Amazonian: practices and knowledges in school-community relation
Palavras-chave em inglês
institutional analysis
production of subjectivities
riverside rural school
schizoanalysis
scholar daily
Resumo em inglês
This research has targeted the daily dynamics of school life in a rural riverside community located in the vicinity of an Amazonian city. With the fast increasing population growth of cities and their intense and disorderly expansion, riverside communities have been incorporated into the urban space, with significant changes in their lifestyle and ways of dealing with environmental, economic and social subjects, which until recently was not incorporated in the everyday of these communities. The study sought to investigate the agencies operated in the school production of subjectivity modes in these transformations context. To achieve this, we sought to characterize the community and the educational establishment in their historical, political and social aspects, sought to describe scenes of everyday school life, investigating practices, and providing assessments and expectations on the school and school-community partnership. The survey, of qualitative nature, was developed through an ethnographic case study, adopting as research procedure the participant observation, document analysis and interviewing of the subjects. We tried to combine some further assumptions that guide the cartographic research with the field studies with the everyday. The reading of data was based on the theoretical support provided mainly by institutional analysis and schizoanalysis. For analysis of the discursive material it was used the method of content analysis. The study pointed out the importance that residents give to school, being perceived as a component which promotes the improvement of conditions in which they live. These conceptions are shared with institutional agents, whom affirm the importance of school as responsible for socialization and transmission of knowledge accumulated by mankind. The school presents itself away from the local reality, discredits the traditional and popular knowledge, imposing concepts and commoditized transmission of hegemonic knowledge, reinforcing a structure of inequalities. The learning difficulties and disorders are identified as a result of the students problems, his familys and the rural environments. It is for the school to undertake the necessary practical socialization of students and the transmission of content and values necessary for integration into the labor market and the way of city life. The school engenders coercive practices, establishing the difference as something qualitatively inferior, experienced as negation. However, if one part is valued because it represents the possibility of social ascent, on the other hand, the possibility of the school to realize hopes and dreams is questioned. But something escapes the modeling processes of subjectivity. There are tactics used in coping with the strategies proposed by the education system, which at times come off the plot dominant and can move the creation of other senses. The research intends to contribute to the understanding of these crossings in the pedagogical actions that constitute the school daily, increasing to unnatural practices and introduced new production processes of subjectivity that agencies confronting the historical project of education provided to rural education.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
LidiaFerraz.pdf (1.55 Mbytes)
Data de Publicação
2011-09-23
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.