• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2011.tde-22102013-164736
Documento
Autor
Nome completo
Juliana Duarte Manhas Ferreira do Vales
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2011
Orientador
Banca examinadora
Cianflone, Ana Raquel Lucato (Presidente)
Casagrande, Lisete Diniz Ribas
Souza, Tatiana Noronha de
Título em português
Práticas avaliativas e autoridade docente no ensino em ciclos com progressão continuada: um estudo em escolas públicas estaduais paulistas
Palavras-chave em português
autoridade docente.
avaliação da aprendizagem
Organização do ensino em ciclos
Resumo em português
A trajetória da educação formalizada em instituições escolares, ao longo da história, passou por diversas transformações e reformas. A partir dos anos 1990, no Estado de São Paulo, tomou-se a iniciativa de empregar nas escolas a organização do ensino em ciclos, ou seja, a mudança dos anos escolares concebidos em séries para ciclos de ensino, juntamente com a progressão continuada dos alunos ao final de cada ciclo. Com a implantação dessa medida, houve uma nova referência para a elaboração das avaliações. Elas passaram a ser realizadas por sistemas padronizados, externos ao ambiente escolar. Nessa medida adotada, as avaliações externas, tendo em vista a exposição dos resultados obtidos pelos alunos transformaram a escola em palco de competitividade, tanto entre professores e alunos, como entre escolas diferentes, numa busca constante de obtenção de notas: uma compreensão precária do fazer pedagógico. A adoção dos ciclos pretendia enfrentar o fracasso escolar observado nas décadas anteriores a sua implementação (devido aos baixos rendimentos escolares dos alunos, ao alto índice de reprovação, à evasão escolar, entre outros fatores), servindo como uma alternativa eficaz para a questão dos processos de ensino aprendizagem nas escolas. No entanto, a forma como foi implantada tal medida, acabou gerando um clima de ansiedade e insegurança em todos os envolvidos no processo educacional em relação ao rumo que a própria aprendizagem deveria tomar. A reprovação assume dentro das instituições escolares um caráter histórico, uma vez que, embasados nessa lógica, muitos professores acreditavam manter sua figura de autoridade perante os alunos. Considerando que a função avaliativa foi compartilhada com os sistemas de avaliação externos, e que esse fato trouxe implicações para a autoridade docente, foi estabelecido que: o objetivo geral desta pesquisa é analisar como são desenvolvidas as práticas avaliativas em sala de aula e suas relações com a autoridade docente em três escolas públicas estaduais do interior paulista. Os objetivos específicos são: descrever e analisar como os professores desempenham suas práticas avaliativas em sala de aula; conhecer e analisar como professores, coordenadores e diretores concebem as funções da avaliação da aprendizagem e como as relacionam com sua autoridade profissional; identificar, descrever e analisar dificuldades no âmbito escolar em relação à avaliação da aprendizagem, assim como as respectivas formas de enfrentamento de tais dificuldades. O fato de o regime de ciclos com progressão continuada ter sido implementado simultaneamente em todo sistema de ensino paulista é um indicador importante de que há similaridades que perpassam toda a rede. Por essa razão, foi utilizado o estudo de casos cruzados. Os procedimentos de coleta de dados foram: observação participante, entrevistas e análise documental. A pesquisa foi realizada em três escolas públicas estaduais paulistas. Os participantes foram professores, coordenadores e diretores. A análise preliminar dos dados, referente às implicações das avaliações externas para o trabalho pedagógico e para a autoridade docente, indica grandes divergências entre as concepções e as experiências do corpo docente das escolas pesquisadas, evidenciando, também, que a compreensão ou a adesão ao discurso acadêmico não está diretamente ligada ao fazer pedagógico no cotidiano escolar.
Título em inglês
Assessment practices and teaching authority in cycles, with continued progression: a study at public schools in São Paulo state
Palavras-chave em inglês
evaluation of learning
Organization of education in cycles
teaching authority.
Resumo em inglês
The history of formalized education in the schools, throughout history, has undergone several transformations and reforms. Since 1990, the State of São Paulo, undertook the initiative in schools to employ the organization of education in cycles, that is, the change of the school year in a series designed for education cycles, along with the continued progression of students at the end of each cycle. The implementation of this process, there was a new reference for the elaboration of the assessments. They began to be performed by standardized systems outside the school environment. At the adopted method, the external evaluations, in order to present the results obtained by the students, transformed the school into a place of competition, both among teachers and students, and among different schools in a constant search for getting grades: a precarious understanding of teaching. The adoption of cycles o teaching intended to tackle school failure observed on prior decades before its implementation (due to low-income school students, the high rate of failure, truancy, among other factors), serving as an effective alternative to the issue of processes teaching and learning in schools. However, the way such method was implemented, it has generated a climate of anxiety and insecurity in all those involved in the educational process according to the direction that learning process itself should take. The failure assumes into educational institutions a historical character, once, based on this idea, many teachers believed maintain their authority representation before the students.Whereas the evaluative function was shared with the external evaluation systems, and the implications that this fact brought to the teaching authority has established that: the general purpose of this research is to analyze how assessment practices are developed into the classroom and their relations with the teaching authority in three public schools in São Paulo.Therefore the specific goals of the present study are: to describe and analyze how teachers perform their assessment practices in the classroom, understand and analyze how teachers, coordinators and directors conceive the evaluation as learning and how they relate it to their professional authority, identify, describe and analyze difficulties in the school in relation to assessment of learning as well as their ways of coping with such difficulties.The fact that the method of continued progression cycles have been implemented throughout the education system in São Paulo is an important indicator that there are similarities which are through the entire network. For this reason, we used the crosscase study.The procedures for data collection were participant observation, interviews and documentary analysis. The survey was conducted in three public schools in São Paulo state. The participants were teachers, coordinators and directors. Preliminary analysis of data regarding the implications of external evaluations to the pedagogical work and the teaching authority, indicates large differences between the conceptions and experiences of the group of teachers from the surveyed schools, also pointing that the understanding or the accession to the academic speech is not directly linked to the teaching in school life.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-02-27
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.