• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2013.tde-24072013-104950
Documento
Autor
Nome completo
Milena Callegari Cosentino
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2013
Orientador
Banca examinadora
Massimi, Marina (Presidente)
Lorenzi, Carla Guanaes
Rabinovich, Elaine Pedreira
Título em português
A memória coletiva e a construção da identidade em famílias da Sociedade Israelita de Ribeirão Preto
Palavras-chave em português
Construção da Identidade
Descendentes de Imigrantes Judeus
História Oral
Memória Coletiva
Resumo em português
As mutações da sociedade atual e a aceleração do tempo histórico levam a um impulso de coesão com e no passado, de arraigo às origens, buscando pistas de identidade contidas nesse passado coletivo. Os fenômenos da globalização parecem conduzir a uma necessidade de enraizamento e de continuidade; necessidades preenchidas pela memória. Esta, na perspectiva de Maurice Halbwachs, possui ao mesmo tempo um caráter individual e um coletivo, sendo, em parte, modelada pela família e pelos grupos sociais. Revela tanto aspectos da identidade pessoal como social e aponta qual lugar os indivíduos e os grupos ocupam na sociedade. A tradição judaica é a tradição da memória por excelência e a história do povo judeu ilustra os mecanismos da memória e da lembrança. Nesta tradição os rituais e os relatos são canais que transmitem a memória através dos tempos. O objetivo desta pesquisa foi estudar como membros e familiares de uma comunidade judaica vivem a memória coletiva e o que isso significa em suas vidas cotidianas, visando apreender o processo de construção da identidade individual. Entrevistamos 13 pessoas, de cinco famílias diferentes, descendentes de judeus que imigraram para o Brasil. O contato foi proporcionado pela Sociedade Israelita de Ribeirão Preto. Para entrevistar, utilizamos o método da história oral, uma narrativa linear e individual do que os participantes consideram significativo. Neste método, a memória é uma forma de evidência histórica e deve ser analisada como tal. Considerando que na memória as pessoas constroem um sentido do passado, a reflexão ocupa um lugar fundamental para a ressignificação deste passado recordado. As entrevistas, gravadas e transcritas, são apresentadas na íntegra. Os participantes são categorizados em grupos, por família e grau de parentesco. Família 1: Maria (filha), Fernando (neto) e Calebe (neto); Família 2: Patrícia (filha) e Iracy (neta); Família 3 : Antônio (filho), Josy (neta) e Alex (neto); Família 4: Vânia (filha) e Talita (neta); Família 5: Zélia (filha), Daniel (neto) e Raquel (neta). Os nomes são fictícios visando preservar sua identidade. Nas entrevistas notamos uma riqueza pela diversidade e semelhança: são pessoas da mesma família ou de famílias diferentes, que percebem e elaboram a experiência de suas famílias de modos distintos, particulares, complementares e às vezes parecidos, que enriquece a análise e favorece a reflexão, servindo de modelo para alguns aspectos da vida. Também percebemos um processo de construção da identidade: necessidade de contar ou silenciar; como enfrentam eventos traumáticos; como preservam ou não a religião e as tradições; as mudanças ao longo das gerações; a relação com o trabalho e o meio em que vivem; os valores herdados e transmitidos para as próximas gerações, entre outros aspectos que surgiram nas narrativas. O conceito de memória coletiva iluminou a maneira de olharmos para os participantes e seus relatos. Possibilitou que notássemos o que ficou do passado no grupo estudado e o que o grupo fez com o passado. Mais do que conclusões ou pressupostos, alertamos que as entrevistas possuem infindáveis conteúdos para serem explorados e apenas alguns destes aspectos foram abordados neste estudo.
Título em inglês
The collective memory and identity construction in families from Israeli Society of Ribeirão Preto.
Palavras-chave em inglês
Collective Memory
Descendants of Jewish Immigrants
Identity construction
Oral History
Resumo em inglês
Changes in society and the current acceleration of historical time lead to a impulse and cohesion with the past, to root of the origins, seeking identity clues contained in this collective past. The phenomena of globalization seem to lead to a need for rootedness and continuity; these needs are filled by the memory. From the perspective of Maurice Halbwachs memory has both an individual and a collective character, being partly shaped by family and social groups. It reveals both aspects of personal and social identity and points which place individuals and groups occupied in society. The Jewish tradition is the tradition of memory by excellence and the Jewish people´s history illustrates the mechanisms of memory and remembrance. In this tradition rituals and accounts are channels that transmit memory through the ages. The aim of this research was to study how members and relatives from Jewish community live the collective memory and what it means in their everyday lives, in order to apprehend the process of individual identity construction. We interviewed 13 people from five different families, descendants of Jews who immigrated to Brazil. The contact was provided by the Israeli Society of Ribeirão Preto. To interview, we used the oral history method, a linear and individual narrative of what the participants considered significant. In this method, the memory is a way of historical evidence and should be considered as such. Considering that in memory people build a sense of the past, reflection occupies a key place to resignification this past remembered. The interviews were taped and transcribed, are presented in full. Participants are categorized in groups by family and parentage. Family 1: Maria (daughter), Fernando (grandson) and Calebe (grandson); Family 2: Patricia (daughter) and Iracy (granddaughter); Family 3: Antônio (son), Josy (granddaughter) and Alex (grandson); Family 4: Vânia (daughter) and Talita (granddaughter); Family 5: Zélia (daughter), Daniel (grandson) and Raquel (granddaughter). The names are fictitious to preserve their identity. In the interviews we noticed a wealth of diversity and similarity: they are people from the same family or different families, who realize and elaborate their families experience in different, particular, complementary and sometimes similar ways, which enriches the analysis and encourages reflection, serving as a model for some aspects of life. Also realize a process of identity construction: need for tell or silence; how they face traumatic events; how preserve or not religion and traditions; changes over the generations; the relationship with the work and the medium in which they live; values inherited and transmitted to the next generations, among other aspects that emerged in the narratives. The concept of collective memory illuminated the way we look into the participants and their accounts. Enabled us to observe what became from the past in the group studied and what the group made with the past. More than conclusions or assumptions, we caution that the interviews have countless content to be explored, and only some of these aspects were approached in this study.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2013-09-12
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.