• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Mémoire de Maîtrise
DOI
10.11606/D.59.2013.tde-26112013-091429
Document
Auteur
Nom complet
Thais Silva Cintra
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
Ribeirão Preto, 2013
Directeur
Jury
Lorenzi, Carla Guanaes (Président)
Brigagão, Jacqueline Isaac Machado
Souza, Laura Vilela e
Titre en portugais
Sentidos construídos com profissionais de saúde da família sobre trabalho em equipe
Mots-clés en portugais
Construcionismo social.
Equipe interdisciplinar em saúde
Saúde da família
Resumé en portugais
Nas últimas décadas, críticas ao modelo de saúde hegemônico marcado pela lógica biomédica emergiram, impulsionando transformações na compreensão de saúde e em suas práticas. No Brasil, a Saúde da Família se destaca como estratégia para reorganização do modelo assistencial na Atenção Básica, buscando a implementação de práticas baseadas numa visão ampliada de saúde, sustentadas numa compreensão biopsicossocial do processo saúde-doença. Nessa nova proposta de atuação em saúde, o trabalho em equipe interdisciplinar se destaca, como meio de promover um atendimento mais integral à comunidade. A presente pesquisa tem como objetivo compreender os sentidos construídos por profissionais de saúde da família acerca do trabalho em equipe, a partir de reflexões sobre o seu próprio processo de trabalho. A pesquisa foi realizada a partir da análise de um banco de dados, que foi constituído através da gravação em áudio e transcrição integral de quinze encontros de grupo de discussão com profissionais de três Unidades de Saúde da Família de uma cidade do interior de São Paulo. A análise desse material foi realizada com base em procedimentos qualitativos de análise temática, com base nas contribuições do movimento construcionista social em Psicologia. Essa análise privilegiou a compreensão do processo conversacional entre os participantes da pesquisa, por meio de uma análise temático sequencial, focalizando tanto os sentidos produzidos (conteúdo), como o próprio processo de construção dos mesmos nas interações grupais. Através dessa análise, descrevemos três modos particulares de organização do trabalho em equipe, sendo estes nomeados por meio de três metáforas distintas. Na equipe A, a metáfora: A equipe como construção conjunta, sinaliza o envolvimento conjunto dos profissionais para o desenvolvimento das atividades na unidade, sendo que para estes favorecem a criação de espaços de diálogo para pensarem sua prática. Na equipe B, a metáfora: A equipe como uma família, significa que a relação de afeto existente entre os profissionais de saúde é capaz de solucionar qualquer tipo de problema ou conflito relacionado ao trabalho, como também favorecer a realização das atividades propostas. Na equipe C, a metáfora: A equipe como um time de futebol, representa a idealização e busca dos profissionais para que a atuação da equipe aconteça da mesma forma que a de um time de futebol, sendo destacada a importância da solidariedade e da confiança para que o trabalho ocorra de forma eficiente. Esta equipe valoriza a conversa sobre as dificuldades e conflitos para pensar uma prática mais integrada. Assim, compreendemos que as metáforas produzidas representam o modo como cada equipe realiza seu trabalho em equipe na saúde da família. Estas metáforas sustentam diferentes práticas no cotidiano, que ora aproximam, ora distanciam as equipes de um trabalho que valoriza os processos de diálogo como modo de resolver conflitos e promover maior participação social. Dessa forma, esta pesquisa possibilitou pensar como a equipe de saúde se articula diante dos desafios e dificuldades no contexto da ESF. (CAPES)
Titre en anglais
Senses built with family health professionals about teamwork.
Mots-clés en anglais
Family health
Interdisciplinary health team
Social constructionism.
Resumé en anglais
In recent decades, criticism of hegemonic health model marked by biomedical logic emerged, propelling transformations in the understanding of health and in its practices. In Brazil, the Family Health stands out as a strategy for reorganizing the aid model in the Basic Care, seeking for the implementation of practices based on an expanded vision of health, sustained by a biopsychosocial understanding of the health-disease process. This new proposal for activities in health, with an interdisciplinary team work, stands out as a means of promoting a more integrated community care. The present research aims to understand the meanings constructed by family health professionals about teamwork, from reflections on its own worker process. The survey was conducted from the analysis of a database, which was set up through audio recordings and full transcriptions of fifteen encounters of discussion group with professionals from three Family Health Care Centers of an inner city of São Paulo. The analysis of this material was based on qualitative thematic analysis procedures, on the basis of the contributions of the social constructionist movement in Psychology. This analysis focused on the comprehension of the conversational process among the participants of the survey, through a sequential thematic analysis, focusing on both the senses produced (content), and its construction process in group interactions. Through this analysis, we describe three particular modes of organization of teamwork, being appointed through three different metaphors. On team A, the metaphor: "the team as a joint construction", signals the involvement of professionals for the development of the activities in the care center, providing the creation of spaces for dialogue to think about their practice. On team B, the metaphor: "the team as a family," means that the relationship of affection that exists between health professionals is able to solve any kind of problem or work-related conflict, and also to promote the implementation of the proposed activities. In the team C, the metaphor: "the team like a football team", represents the creation and search of professionals so that the performance of the team happens the same way as a football team, highlighting the importance of solidarity and confidence so that the work occurs efficiently. This team empowers the dialogue about the difficulties and conflicts to think about a more integrated practice. Thus, we understand that these metaphors produced represent how each team realizes its teamwork on family health. These metaphors sustain different practices in daily life that, sometimes approximate, sometimes keep teams away from a work that values the dialogue processes as a way to resolve conflicts and promote greater social participation. Thus, this research made it possible to think how the health team articulates in order to face the challenges and difficulties in the context of the ESF (CAPES).
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
DISSERTACAO.pdf (2.12 Mbytes)
Date de Publication
2014-02-05
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
Centro de Informática de São Carlos
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2020. Tous droits réservés.