• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.59.2014.tde-28102014-093710
Documento
Autor
Nome completo
Gabriel Vieira Cândido
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2014
Orientador
Banca examinadora
Massimi, Marina (Presidente)
Antunes, Mitsuko Aparecida Makino
Cirino, Sérgio Dias
Fonseca, Sergio Cesar da
Martins, Lilian Al-chueyr Pereira
Título em português
O desenvolvimento de uma cultura científica no Brasil: contribuições de Carolina Martuscelli Bori
Palavras-chave em português
Ciência no Brasil
Cultura Científica
Psicologia no Brasil
Resumo em português
Uma biografia científica é geralmente escrita com o objetivo de interpretar tanto o caráter mutante da prática científica quanto as características individuais dos cientistas. Pela identificação dos interesses pessoais de cientistas pode ocorrer uma mudança no modo como a ciência é entendida. O objetivo do presente trabalho é analisar o desenvolvimento da ciência e da psicologia no Brasil tendo a biografia científica de Carolina Bori como ponto de partida. Escrever sobre Carolina Martuscelli Bori é escrever sobre uma pesquisadora que teve um grande impacto sobre o desenvolvimento científico no Brasil. Pode-se dizer que mesmo depois de sua morte a memória de Carolina Bori influencia pesquisas, planejamento de cursos, debates sobre ciência, etc. Exemplos disso incluem os pelo menos 11 artigos sobre ela, escritos entre 2004 e 2012. Além disso, ela já havia sido homenageada com uma edição especial da revista Psicologia USP. Para atingir este objetivo, foi necessário reunir informações sobre ela disponíveis nesses materiais, em depoimentos de uma sobrinha dela, uma funcionária da Sociedade Brasileira para o Progresso da Ciência, e de 15 pesquisadores de diferentes áreas que trabalharam com ela. Utilizou-se, também, cartas pessoais que ela trocou com o psicólogo estadunidense Fred S. Keller (1899-1996), que se tornou um mestre e amigo pessoal, bem como nos artigos assinados por ela. Carolina Martuscelli nasceu em São Paulo em 4 de janeiro 1924 e era a filha mais velha de sua família, entre outros quatro filhos. Seu pai era italiano e sua mãe era brasileira. Frequentou uma escola alemã desde os seis anos de idade e formou-se como professora. Como pedagoga, estudou motivação do ponto de vista Gestalt sob orientação de Tamara Dembo durante seu mestrado nos Estados Unidos, e com Annita Cabral durante seu doutorado, no Brasil. No início de 1950, Carolina se casou com um italiano, cujo nome de família ela assumiu e com quem teve um filho. Eles se divorciaram alguns anos após o nascimento de seu filho, mas ela manteve o nome de casada. Depois de um problema pessoal com a chefe da cadeira onde trabalhava, Carolina Bori foi afastada da universidade. Na ocasião, Bori foi convidada para coordenar o departamento de psicologia do curso de pedagogia em Rio Claro. Durante esse tempo, ela foi aluna de Fred S. Keller, e, juntos, escreveram os primeiros trabalhos em um campo que desenvolveram no Brasil e que alguns psicólogos ofereceram resistência. Em 1962, ela foi convidada para criar e coordenar o departamento de psicologia da Universidade de Brasília, na capital brasileira recém-fundada. O curso, com base na experimentação e técnicas comportamentais, começou em 1964, mas em 1965 o governo militar invadiu a universidade e o departamento foi extinto. Com isso, Bori voltou à USP e se tornou a principal pesquisadora no campo da Instrução Programada e PSI no país. Em 1969, ela se submeteu ao concurso de livre-docência, no entanto, devido a rivalidades políticas, seu certificado foi negado. Ela também orientou teses de mestrado e doutorado, dirigiu sociedades científicas que lutaram por melhores condições de ensino e pesquisa no país, contribuiu para o reconhecimento legal da Psicologia no Brasil e foi fundamental para a criação do sistema de ciência e tecnologia brasileira. A partir da biografia científica de Bori pode-se observar uma série de características da ciência e da psicologia no Brasil e como algumas preocupações pessoais e problemas podem levar ao desenvolvimento do campo.
Título em inglês
The development of a scientific culture in Brazil: contributions of Carolina Martuscelli Bori
Palavras-chave em inglês
Psychology in Brazil
Science in Brazil
Scientific Culture
Resumo em inglês
A scientific biography is usually written with the aim of interpreting both the mutant character of scientific paractice and the individual characteristics of scientists. Identifying the personal interests of scientists brings about a change in the way science is understood. Writing about Carolina Martuscelli Bori is to write about a researcher who had a great impact on the scientific development in Brazil. One may say that even after her death, the memory of Carolina Bori proceeds to influence researches, cost planning, discussions concerning science etc. Examples of those include at least 12 articles about her written from 2004 to 2012. Furthermore, she had already been honored with a special edition of the Psicologia USP journal. Once scientific activity is necessarily identified with the identities of its paractitioners, the aim of the present work is to analyze the development of science and psychology in Brazil having the biography of Carolina Bori as a starting point. In order to achieve that aim it is necessary to gather the information about her available in those materials, in the accounts of a relative of hers and of 14 researchers from different fields who worked with her, in personal letters she exchanged with North-American psychologist Fred S. Keller (1899-1996), who became a master and friend of hers, as well as in the articles she signed. Carolina Martuscelli was born in São Paulo on January 4th 1924 and she was the eldest daughter in her family, among four other children. Her father was Italian and her mother was Brazilian. She attended a German school from the age of six and graduated as a teacher. As a pedagogue, she studied motivation from the gestalt point of view with Tamara Dembo during her masters degree in the United States, and with Annita Cabral during her doctorate in Brazil. In the early 1950s, Carolina married an Italian man, whose family name she assumed and with whom she had a son. They divorced few years after the birth of their son but she kept her married name. After a personal problem with her supervisor, Carolina Bori was withdrawn from university. On that occasion, Bori was invited to coordinate the psychology department of the pedagogy course in Rio Claro. In 1962, she was invited to create and coordinate the Psychology Department of Brasília University, in the recently founded Brazilian capital. The course, based on experimentation and behavioral techniques, started in 1964, but in 1965 the military government invaded the university and that Department was extinct. Therewith, Bori returned to USP and became the main author in the field of Programmed Instruction and PSI within the country. In 1969 she took an aptitude test which certifies the candidates quality of teaching and researching skills, however, due to political rivalries her certificate was denied. She also tutored nearly a hundred masters and doctorate theses, she was bound to scientific societies struggling for better teaching and researching conditions in the country, she contributed to the legal recognition of Psychology in Brazil and she was pivotal in the creation of the Brazilian science and technology system. From Boris scientific biography one can observe a number of characteristics of science and psychology in Brazil and how some personal concerns and problems may lead to the development of the field.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2014-11-05
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.