• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2010.tde-29032011-210529
Documento
Autor
Nome completo
Maria Luiza Junqueira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2010
Orientador
Banca examinadora
Silva, Lucy Leal Melo (Presidente)
Neiva, Kathia Maria Costa
Pasian, Sonia Regina
Título em português
Maturidade para a escolha da carreira em adolescentes de um serviço de orientação profissional
Palavras-chave em português
Avaliação de Resultados
EMEP
Maturidade para a escolha da carreira
Maturidade Vocacional
Orientação Vocacional
Resumo em português
Uma das tarefas mais importantes do desenvolvimento pessoal, na adolescência e início da idade adulta, é a escolha de uma carreira. A fim de tomar uma decisão informada e autônoma, espera-se que a pessoa tenha um certo nível de maturidade. Com perspectiva desenvolvimentista, este estudo objetiva avaliar a maturidade para a escolha da carreira em adolescentes usuários de um serviço-escola de orientação profissional. Mais especificamente, este estudo visa: (a) descrever o perfil sociodemográfico dos clientes; (b) descrever o nível de maturidade; (c) verificar se o nível de maturidade varia de acordo com as características sociodemográficas (sexo, idade, escolaridade, escola pública ou privada e nível de escolaridade dos pais), com a modalidade de atendimento e a permanência no serviço de atendimento; (d) avaliar a evolução da maturidade dos usuários do serviço após a conclusão atendimento e (e) comparar o nível de maturidade dos clientes que concluíram o atendimento com o dos que não concluíram. Os dados originam-se dos registros das intervenções com 748 clientes, com idades entre 14 e 21 anos, realizadas no Serviço de Orientação Profissional de uma universidade pública no Estado de São Paulo, Brasil, no período de 2001 a 2006. O corpus de análise consiste em informações dos seguintes documentos: Registro da entrevista de triagem, Resumo do atendimento e Escala de Maturidade para a Escolha Profissional (EMEP). A análise dos dados foi realizada por meio de procedimentos estatísticos: análises descritivas, testes de hipóteses, modelo linear de efeitos mistos e construção de valores percentis para a amostra. A caracterização sociodemográfica dos clientes mostra a predominância de participantes do sexo feminino (69,39%), de alunos da terceira série do Ensino Médio (55,21%) e provenientes de escolas privadas (65,64%). Do total de usuários, 74,33% concluíram o atendimento e 89,71% participaram do atendimento em grupo. Os filhos de pais que concluíram o Ensino Superior prevalecem (56,70%), seguidos por aqueles cujos pais concluíram o Ensino Médio (31,80%). A maioria dos sujeitos classificou-se com nível de maturidade abaixo de médio na escala total (62,9%) e em três subescalas: determinação (70,99%), autoconhecimento (60,03%) e conhecimento da realidade (59,89%). Houve variações apontando nível médio de maturidade para as subescalas responsabilidade (50,67%) e independência (54,95%). A comparação da maturidade antes e depois da intervenção, com 492 adolescentes, mostrou evolução com resultados estatisticamente significativos para a maturidade total e subescalas (p <0,001) na amostra total, com exceção do sexo masculino na subescala responsabilidade e dos filhos de pais sem escolaridade formal nas subescalas responsabilidade e independência. Destacam-se resultados estatisticamente significativos na evolução da maturidade total, favoráveis ao sexo feminino e aos clientes que foram atendidos na modalidade individual. Os alunos de escolas particulares destacaram-se no conhecimento da realidade e os clientes que não concluíram a intervenção destacaram-se na subescala determinação, no início do processo. Os resultados mostram que a intervenção vocacional/profissional favoreceu o desenvolvimento da maturidade para a escolha da profissão. Este estudo espera contribuir para aprofundar a compreensão sobre o construto maturidade para a escolha da carreira e para a produção do conhecimento em avaliação de resultados de intervenções no domínio da Orientação Vocacional/Profissional.
Título em inglês
Maturity for career choice with adolescents attending a career guidance service.
Palavras-chave em inglês
Assessment of Results
Career Guidance
Career Maturity
EMEP
Maturity for Career Choice
Resumo em inglês
One of most important tasks for personal development, in adolescence and early adulthood, is choosing a career. In order to make an informed and autonomous decision, the person is expected to have a certain level of maturity. According to the developmental approach, this study aims at assessing the maturity for career choice with adolescents attending a career guidance service. More specifically, this study aims at: (a) describing the clients socio-demographic profile; (b) describing their maturity level; (c) verifying whether their maturity level varies with the socio-demographic characteristics (sex, age, schooling level, public or private school and the parents schooling level), with type of attendance and adherence to attendance; (d) assessing the maturity progress of the service users after completing attendance; and (e) comparing maturity level of clients who had concluded attendance with that of the ones who had not concluded attendance. The data came from records of interventions with 748 clients, aged 14 to 21 years, carried out at the career guiding service of a public university in the state of São Paulo, Brazil, from 2001 to 2006. The corpus for analysis consists of information from the following documents: assessment interview, attendance record and Career Choice Maturity Scale (Escala de Maturidade para a Escolha Profissional, EMEP). Data analysis was done by statistics procedures: descriptive analysis, hypothesis tests, linear model of mixed effects, and construction of percent values for the sample. The socio-demographic characterization of clients shows the prevalence of female sex (69.39%), high school seniors (55.21%) and attending private schools (65.64%). Out of the total users, 74.33% had completed attendance and 89.71% had joined group attendance. Children of parents who had completed higher education prevail (56.70%), followed by those whose parents had finished high school (31.80 %). The maturity profile, when starting attendance, was below average (62.9%), divided into three subscales: determination (70.99%), self-knowledge (60.03%) and knowledge of reality (59.89%). There were variations for average level of maturity for the subscales responsibility (50.67%) and independence (54.95%). The comparison of maturity before and after intervention, with 492 adolescents, showed progress with statistically significant results for total maturity and subscales (p< 0.001) for the total sample, excepting the male sex in the responsibility subscale and the children of low schooling parents in the subscales responsibility and independence. Statistically significant results stand out for progress in total maturity, favoring the female sex and the clients who were attended individually. Knowledge of reality favored students from private schools before intervention. The clients who had not concluded intervention stood out in the determination subscale at the beginning of the process. The results show that career intervention favored the development of maturity for career choice. This study is expected to contribute for improving the comprehension about the construct maturity for career choice and for the production of knowledge about assessment of results of career guidance interventions.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
mestrado.pdf (3.05 Mbytes)
Data de Publicação
2011-04-27
 
AVISO: O material descrito abaixo refere-se a trabalhos decorrentes desta tese ou dissertação. O conteúdo desses trabalhos é de inteira responsabilidade do autor da tese ou dissertação.
  • JUNQUEIRA, M. L., e Melo- Silva, Lucy Leal. A escolaridade dos pais de jovens em processo de orientação profissional influencia na adesão ao atendimento. In II Congresso Latino-Americano de Orientação Profissional da ABOP IX Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional Orientação Profissional e de Carreira: novos paradigmas trajetórias e desafios, Atibaia, 2009. Programa e Resumos: II Congresso Latino-Americano de Orientação Profissional da ABOP IX Simpósio Brasileiro de Orientação Vocacional & Ocupacional.São Paulo : Vetor, 2009. Resumo. Dispon?vel em: http://www.abopbrasil.org.br/arqs/581congresso.pdf.
  • Melo- Silva, Lucy Leal, et al. Quem procura orientação Profissional? um estudo comparativo entre dois momentos. In III Congresso Brasileiro Psicologia: ciência e profissão, São Paulo, 2010. Resumos III Congresso Brasileiro Psicologia: ciência e profissão., 2010. Resumo.
  • Melo- Silva, Lucy Leal, JUNQUEIRA, M. L., e FARIA, L. Avaliação da maturidade para escolha profissional: estudo comparativo com alunos do ensino médio provindos de escolas da rede pública e da rede particular de ensino no Brasil. In XIII Conferência Internacional - Avaliação Psicológica: formas e contextos. Actas da XIII Conferêencia Internacional - Avaliação Psicológica: formas e contextos i.Braga, Portugal : Psiquilibrios, 2008.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
Centro de Informática de São Carlos
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.