• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
10.11606/D.59.2016.tde-12072016-162727
Documento
Autor
Nome completo
Paulo Ricardo Mendonça Lopes
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2016
Orientador
Banca examinadora
Hsiou, Annie Schmaltz (Presidente)
Castro, Mariela Cordeiro de
Vivo, Mario de
Título em português
Descrição de um fóssil de Eira barbara (Carnivora, Mustelidae) do Pleistoceno final (Bacia do Acre) e morfologia comparada do sincrânio de E. barbara recente: implicações paleobiogeográficas, geográficas e taxonômicas
Palavras-chave em português
Eira barbara Mustelidae Pleistoceno Rio Juruá Variação Geográfica
Resumo em português
A espécie recente Eira barbara (Mustelidae, Carnivora) possui uma distribuição geográfica desde o México até o norte da Argentina. É um importante táxon a ser estudado como modelo anatômico dentre os mustelídeos, assim como um importante modelo para uma melhor compreensão e entendimento sobre a diversificação dos Mustelidae. Atualmente, os registros fósseis de E. barbara na América do Sul são bastante escassos e restritos às idades pleistocênicas, sendo que os estudos destes fósseis são frequentemente desprovidos de maiores esforços para realização de descrições morfológicas detalhadas e de estudos paleobiogeográficos. Assim como os estudos dos fósseis de E. barbara são limitados, constatou-se que o mesmo cenário é observado quanto aos estudos sobre a morfologia e biogeografia da espécie. Desta forma, o presente trabalho se propôs a: realizar uma revisão de todos os registros da espécie e de uma forma geral, contribuir para um melhor conhecimento sobre a morfologia sincraniana e sobre a história biogeográfica e paleobiogeográfica de E. barbara. Para tanto, os seguintes objetivos foram propostos: estudo e redescrição detalhada do fóssil UFAC-PV 036, proveniente do Pleistoceno final do Alto Rio Juruá do sudoeste da Amazônia Brasileira; descrição sincraniana comparada de estruturas morfológicas externas e internas, analisando caracteres intraespecíficos da espécie E. barbara; realização de análises multivariadas a fim de investigar variações geográficas sob o uso de caracteres craniométricos de E. barbara entre os diferentes biomas brasileiros. A revisão dos registros fósseis foi de grande importância para o estabelecimento dos verdadeiros registros de Eira na América do Sul e a redescrição de UFAC-PV 36 contribui para o melhor conhecimento morfológico e paleobiogeográfico da espécie. A descrição morfológica comparada do sincrânio de E. barbara contribui de forma significativa para o conhecimento sobre a morfologia da espécie bem como, a descrição de caracteres intraespecíficos proporcionam caracteres mais apropriados em matrizes morfológicas, fornecendo maior robustez nas análises filogenéticas futuras. Este trabalho propõe que E. barbara não possui diferenças craniométricas estatisticamente significativas entre os biomas brasileiros, porém, E. barbara caracteriza-se aqui como uma espécie dimórfica, na qual os machos possuem estruturas cranianas relativamente maiores do que as fêmeas.
Título em inglês
Description of a fossil of Eira barbara (Carnivora, Mustelidae) from the Late Pleistocene (Acre Basin) and comparative morphology of the sincranium of extant E. barbara: paleobiogeographic, geographic and taxonomic implications
Palavras-chave em inglês
Eira barbara
Geographic Variation.
Juruá River
Mustelidae
Pleistocene
Resumo em inglês
The recent species Eira barbara (Mustelidae, Carnivora) has a geographic distribution from Mexico to northern Argentina. It is an important taxon to be studied as an anatomical model for the mustelids, as well as an important model for a better understanding of the diversification of the Mustelidae. Currently, the fossil record of E. barbara in South America is scarce and restricted to the Pleistocene, while the studies of these fossils frequently lack greater efforts to perform detailed morphological descriptions and paleobiogeographic studies. Besides limited studies of fossil E. barbara, it was established that the same scenario is seen for the studies on the morphology and biogeography of the species. Thus, this work proposed to: perform a review of all records of the species and, in general, to contribute to a better understanding of the sincranian morphology and the biogeographic and paleobiogeographic studies of E. barbara. In order to achieve this, the following objectives were proposed: study and detailed redescription of the fossil UFAC PV-036 from the Late Pleistocene of Upper Juruá River of the southwest of Brazilian Amazon; compared sincranian description of external and internal morphological structures, analyzing intraspecific characters of extant E. barbara; performance of multivariate analysis to investigate geographical variations on the use of craniometric characters of E. barbara between different Brazilian biomes. The review of the fossil record was of great importance for the establishment of the actual records of the species in South America, while the redescription of UFAC PV-36 contributes to a better anatomical and paleobiogeographic knowledge of the species. The morphological description of the sincranium of E. barbara contribute significantly to the knowledge of the morphology of the species, as much as the description of intraspecific variation provides more appropriate morphological characters in matrices, providing greater robustness in futures phylogenetic analysis. This work proposes that E. barbara does not have statistically significant craniometric differences among Brazilian biomes; however, E. barbara is characterized here as a dimorphic species in which the males have cranial structures relatively larger than the females.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-07-13
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.