• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Dissertação de Mestrado
DOI
Documento
Autor
Nome completo
Malu Araújo Almeida
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
Ribeirão Preto, 2019
Orientador
Banca examinadora
Bockmann, Flávio Alicino (Presidente)
Bichuette, Maria Elina
Langeani Neto, Francisco
Motta, Veronica de Barros Slobodian
Título em português
Revisão taxonômica e descrição da musculatura cefálica do gênero Mastiglanis Bockmann, 1994 (Siluriformes: Heptapteridae)
Palavras-chave em português
Bacia Amazônica
Heptapterídeo
Miologia
Psamofilia
Taxonomia
Resumo em português
família Heptapteridae reúne peixes muito diversificados anatomicamente, que habitam desde riachos profundos com leito pedregoso, igarapés de fundo arenoso até cavernas profundas. Mastiglanis, um dos gêneros desta família, foi descrito por Bockmann em 1994. A espécie-tipo, Mastiglanis asopos, foi inicialmente reportada para a região norte do país em um igarapé tributário do Rio Trombetas, e posteriormente para outros rios da bacia Amazônica e Rio Capim. Com o passar dos anos a área de ocorrência do gênero aumentou consideravelmente, incluindo as bacias dos rios Madeira, Xingu, Tocantins-Araguaia, Branco, Orinoco, Essequibo, e ainda drenagens costeiras da região das Guianas. No entanto, o gênero ainda permanece monotípico. O presente estudo buscou revisar taxonomicamente o gênero Mastiglanis, com base na volumosa quantidade de registros das coleções científicas e descrever a musculatura da sua espécie-tipo, M. asopos. A análise de um volume considerável de material confirmou a validade da espécie tipo, M. asopos, e revelou a existência de seis novas espécies: Mastiglanis sp. n. 1, dos rios Solimões e Purus (bacia Amazonas e Purus), Estado do Amazonas, Brasil; Mastiglanis sp. n. 2 do Rio Jaci Paraná (bacia do rio Madeira), Estado de Rôndonia, Brasil; Mastiglanis sp. n. 3 do Rio Von Den Steinen (bacia do Rio Xingu), Estado do Mato Grosso, Brasil; Mastiglanis sp. n. 4 amplamente distribuída em afluentes das bacias dos rios Madeira, Tapajós, Xingu, Branco, Araguaia-Tocantins e drenagens costeritas da região das Guianas; Mastiglanis sp. n. 5, dos rios Nanay e Itaya (tributários do Rio Amazonas), Departamento Loreto, Província Maynas, Peru; Mastiglanis sp. n. 6, registrada nos rios Essequibo e Takutu, Rupununi, Guiana. A descrição da musculatura cefálica de Mastiglanis mostrou características bastante interessantes e quando comparadas com exemplares dos gêneros Goeldiella, Pimelodella e Imparfinis revelaram aspectos interessantes e com potencial filogenético, principalmente nos complexos musculares do adductor mandibulae, adductor hyomandibulae e hyohyoides inferioris. Espera-se que o levantamento dos dados acerca da anatomia do esqueleto e da musculatura cefálica apresentados neste estudo auxiliem em análise filogenéticas futuras na família Heptapteridae
Título em inglês
Taxonomic revision and description of the cephalic musculature of the genus Mastiglanis Bockmann, 1994 (Siluriformes: Heptapteridae)
Palavras-chave em inglês
Amazon basin
Heptapterids
Myology
Psammophily
Taxonomy
Resumo em inglês
The Heptapteridae family includes very diversified fish anatomically, that live from deep streams with stony bed, sandy bottom streamlet, until deep caves. Mastiglanis, one of the genus of this family, was described by Bockmann in 1994. The type species, Mastiglanis asopos was initially reported to north of the country in tributary stream of Rio Trombetas and, posteriorly to other rivers in Amazon basin and Rio Capim. Presently, the area of occurrence of the genus, which has increased considerably, includes the rivers in the following hydrographical basins: Madeira, Xingu, Tocantins-Araguaia, Branco, Orinoco, Essequibo, and coastal drainages in the Guyana region. However, the genus still remains monotypic. The present study had the objective to carry out a taxonomical revision for the genus Mastiglanis based on the large number of records of the scientific collections and, to describe the musculature of its type species, M. asopos. The analysis of a considerable volume of material confirmed the validity of the type species, M. asopos and, six new species were discovered: Mastiglanis sp. n. 1, from Solimões and Purus rivers (Amazon and Purus basins), State of Amazonas, Brazil; Mastiglanis sp. n. 2 from Rio Jaci Paraná (rio Madeira basin), State of Rôndonia, Brazil; Mastiglanis sp. n. 3 from Rio Von Den Steinen (Rio Xingu basin), State of Mato Grosso, Brazil; Mastiglanis sp. n. 4 widely distributed in tributaries of the Madeira, Tapajós, Xingu, Branco, Araguaia-Tocantins river basins and coastal drainage areas in the Guyana region. However; Mastiglanis sp. n. 5, from Nanay and Itaya rivers (tributaries of the Rio Amazonas), Loreto Department, Provicia Maynas, Peru; Mastiglanis sp. n. 6, registered in Essequibo and Takutu rivers, Rupununi, Guyana. The description of the cephalic muscles of Mastiglanis showed very interesting characteristics. When compared with Goeldiella, Pimelodella and Imparfinis, they revealed interesting aspects with phylogenetic potential, mainly in the muscular complexes of adductor mandibulae, adductor hyomandibulae and hyohyoides inferioris. It is expected that the data produced in this study on the anatomy of the skeleton and cephalic muscles will support future phylogenetic analyzes in the Heptapteridae family
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Almeida_Malu.pdf (20.54 Mbytes)
Data de Publicação
2019-08-21
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.