• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Disertación de Maestría
DOI
10.11606/D.59.2016.tde-07082016-152517
Documento
Autor
Nombre completo
Káren Aparecida Barbosa Ferreira
Dirección Electrónica
Instituto/Escuela/Facultad
Área de Conocimiento
Fecha de Defensa
Publicación
Ribeirão Preto, 2016
Director
Tribunal
Correa, Bianca Cristina (Presidente)
Angotti, Maristela
Garcia, Teise de Oliveira Guaranha
Título en portugués
A gestão em uma pré-escola pública: considerações sobre as práticas de uma diretora
Palabras clave en portugués
diretor
Educação Infantil
Gestão
Resumen en portugués
O trabalho teve como objetivo analisar a função da diretora no âmbito da Educação Infantil. Além disso, buscou-se compreender como as políticas educacionais podiam interferir na instituição, quais eram as formas de provimentos dos cargos dos gestores e as atribuições legais desses profissionais e como era a atuação de uma diretora de uma escola pública de educação infantil. Trata-se de uma pesquisa qualitativa, desenvolvida por meio de um estudo de caso. A pesquisa ocorreu em uma instituição de um município que faz parte da microrregião de Ribeirão Preto e atendia crianças de dois anos e meio a cinco anos. Os procedimentos metodológicos envolveram a observação participante com a anotação em caderno de campo, análise documental e entrevista semiestruturada com a diretora. Constatou-se com o estudo que a falta de identidade da Educação Infantil fazia-se muito presente na EMEI que possuía práticas que são questionáveis até mesmo no Ensino Fundamental, tais como as filas, contenção dos movimentos das crianças, mobiliário, sinal sonoro, possibilidade de levar lanche à escola e castigos às crianças na sala da diretora. No início do ano letivo verificaram-se algumas ações que não proporcionavam uma acolhida significativa às crianças, como por exemplo, a indefinição dos papéis de cada profissional, a ligação para os responsáveis buscar a criança caso ela chorasse, a proibição da entrada das famílias à instituição, entre outras que demonstravam que havia algumas estratégias por parte da SME para que o número de crianças na lista de espera diminuísse. Não eram proporcionados momentos de participação às crianças e elas não possuíam os direitos de se expressarem e de brincarem. Quando não obedeciam às regras impostas, eram proibidas de brincar e obrigadas a permanecerem sentadas na sala da diretora. A diretora não compreendia as formas de aprendizagem e desenvolvimento das crianças, atuava sozinha na gestão da EMEI e não sabia exatamente qual era a função que deveria desempenhar, pois a SME não definiu quais seriam as atribuições dos profissionais que atuavam na gestão das instituições de Educação Infantil. A diretora utilizava o seu tempo planejando e organizando atividades que tinham como tema central as datas comemorativas. Estas eram realizadas pelas professoras, sem a participação das crianças, que só recebiam as produções prontas, não participavam do desenvolvimento e não eram o centro do planejamento curricular. Além disso, a participação das famílias era restrita, restando-lhes somente a opção de perguntarem no portão sobre a educação dos seus filhos e essa prática era recomendada até mesmo pela SME. Dessa forma, conclui-se que as práticas da diretora careciam de fundamentação teórica e legal, bem como faltava um suporte por parte da SME para que fosse oferecida formação continuada para a diretora e as professoras e para que mecanismos de participação fossem efetivados na instituição, tais como APM e o Conselho de Escola.
Título en inglés
Management of a public kindergarten: considerations on the practice of a principal
Palabras clave en inglés
Child Education
Management
Principal
Resumen en inglés
The goals of this study were to analyze the role of a principal of a child education school; to understand how educational policies could interfere with the institution, how managers were chosen and which their legal duties were and how the performance of a principal of a public school kindergarten was. It was a qualitative research based on the study case. The study took place at one of the institutions in the area of Ribeirão Preto where the students were two-and-a-half year- old to five-year- old children. Methodological procedures were participant observation with notes on a field notebook, documentary analysis and semi-structured interview with the principal. The study showed that the municipal child education school applied some practices which were not characteristic of the early childhood education such as lines, restriction of childrens movement, furniture, bell, permission to take snacks to school and the punishment in the principals room. At the beginning of the school year some actions did not welcome the children such as the role of each professional was not specified, the call so that the families could come and pick the child up if he/she cried, parents or the responsible relatives were not allowed to enter the institution and others which were strategies to decrease the number of children in the waiting list. Moreover, the children were not allowed to participate, they could not express themselves or play. When they did not obey the rules they were forbidden to play and they were forced to stay in the principals room, thinking about what they had done. The principal did not know about different kinds of child learning and development, she was the only one managing the school and she did not know which exactly her role was because the Municipal Secretary of the Education has not established the duties of the professionals who work at the management of child education institutions. The principal spent her time on planning and organizing activities to celebrate commemorative dates. Those activities were prepared by the teachers with no childrens help. The children did not use to participate in the preparation of the activities and they were not the focus of the curriculum planning. The participation of the families was limited, they could only ask about the education of their children at the gate of the school and that was suggested by the Secretary of the Education. Thus, it is possible to conclude that the principals actions needed some theoretical and legal knowledge and the Secretary of Education should offer continuing education for the principal and the teachers and they should actualize some departments at school such as the Affiliation of Parents and Teachers and the School Counseling.
 
ADVERTENCIA - La consulta de este documento queda condicionada a la aceptación de las siguientes condiciones de uso:
Este documento es únicamente para usos privados enmarcados en actividades de investigación y docencia. No se autoriza su reproducción con finalidades de lucro. Esta reserva de derechos afecta tanto los datos del documento como a sus contenidos. En la utilización o cita de partes del documento es obligado indicar el nombre de la persona autora.
Fecha de Publicación
2016-11-29
 
ADVERTENCIA: Aprenda que son los trabajos derivados haciendo clic aquí.
Todos los derechos de la tesis/disertación pertenecen a los autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Tesis y Disertaciones de la USP. Copyright © 2001-2020. Todos los derechos reservados.