• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2016.tde-03082016-161956
Documento
Autor
Nome completo
Lygia Busch Iversson
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1979
Orientador
Banca examinadora
Forattini, Oswaldo Paulo (Presidente)
Barbosa, Victorio
Candeias, José Alberto Neves
Juarez, Edmundo
Qualifik, Paul
Título em português
Aspectos epidemiológicos da encefalite por arbovirus na região do Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil, no período de 1975 a 1978
Palavras-chave em português
Encefalite por Arbovírus
Epidemiologia
Resumo em português
Foi realizado um estudo epidemiológico da epidemia de encefalite por arbovírus na região do Vale do Ribeira, São Paulo, Brasil, durante o período de março de 1975 a julho de 1978. A epidemia, iniciada em 1975, atingiu o pico em 1976. A partir de 1978 a moléstia se manteve em níveis baixos sob presumível endemicidade. A letalidade nos anos epidêmicos de 1976 e 1977 variou em sentido inverso ao da morbidade, que apresentou picos nas épocas de maior temperatura e pluviosidade. Ao que parece, a epidemia teria se deslocado em onda em direção leste-oeste e leste-sudoeste tendo atingido a região litorânea vizinha. A cadeia montanhosa situada ao norte e noroeste teria atuado como barreira à propagação da moléstia. Considerou-se a hipótese que o agente etiológico, arbovírus Rocio, só recentemente deva ter começado a infectar a população humana, tendo sido veiculado ao homem a partir de reservatórios silvestres, aves e pequenos mamíferos, por culicídeos silvestres. Discutiram-se também prováveis formas de transmissão domiciliar da arbovirose ocorrida em número bem menor de casos. Verificou-se que os grupos populacionais que apresentaram as formas mais graves da doença foram os das idades extremas e os de piores condições de vida. Considerou-se que a perspectiva epidemiológica desta arbovirose é que ela persista na região, uma vez que existem condições ótimas para o desenvolvimento dO agente etiológico, de reservatórios e de vetores biológicos, além do contínuo afluxo de população suscetível, constituída por migrantes ou por turistas.
Título em inglês
Epidemiological aspects of encephalitis caused by arbovirus in the Ribeira Valley region, São Paulo, Brazil, in 1975 and 1978
Palavras-chave em inglês
Arbovirus
Encephalitis
Epidemiology
Resumo em inglês
An epidemiological study of the encephalitis epidemic by arbovirus was carried out in Ribeira River Valley, State of São Paulo, Brazil, from March 1975 to July 1978. The epidemic began in 1975 and reached its peak in 1976. From 1978 onwards the disease maintained low levels in a presurnable endemicity. The lethality of the disease in the epidemic years of 1976 and 1977 varied in the opposite direction of its morbility, which presented peaks when the temperature and pluvial levels were higher. It seems that the epidemic swept from east to west and from east to southwest in a wave towards the neighbouring coastland region. The mountain chain situated towards the north and northwest acted as a barrier to the spreading of the disease. The hypothesis that the etiological agent, arbovirus Rocio, must have infected the human population recently, having been veiculated to man from forest reservoirs, birds and small mammals, by wild mosquitoes, was considered. Probable forms of domiciliar transmission of the arbovirosis which ocurred in a significantly smaller number of cases were also discussed. It was verified that the population groups which presented the worst forms of the disease were those at extreme ages and those under worst living conditions. It was considered that the epidemiological perspective of the arbovirosis is that it ought to persist in the area, as it presents excellent conditions for the development of the etiological agent, reservoirs and biological vectors, besides continuously receiving susceptible people, migrants or tourists.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2016-08-03
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.