• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
https://doi.org/10.11606/T.6.2020.tde-06042020-112327
Documento
Autor
Nome completo
Regina Kazue Tanno de Souza
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 1997
Orientador
Banca examinadora
Gotlieb, Sabina Léa Davidson (Presidente)
Goldbaum, Moisés
Laprega, Milton Roberto
Latorre, Maria do Rosário Dias de Oliveira
Magalhães, Lilia Bueno de
Título em português
Mortalidade em migrantes: o caso dos japoneses no estado do Paraná
Palavras-chave em português
Causa da Morte
Censos
Levantamentos Epidemiológicos
Mortalidade
Registros de Mortalidade
Resumo em português
Introdução - Tendo como premissa o entendimento que o estudo acerca do perfil de morbimortalidade de populações migrantes pode trazer contribuições para melhor compreender a epidemiologia das doenças, principalmente as de natureza crônico- degenerativa, analisou-se a experiência de mortalidade de uma população de nascidos no Japão, residentes no Estado do Paraná, comparativamente à dos habitantes no Japão e no Estado do Paraná. Material e método - A população analisada foi constituída pelos imigrantes japoneses - isseis - residentes no Estado do Paraná, com 50 anos e mais de idade, identificados por ocasião do X Recenseamento Geral do Brasil, em primeiro de setembro de 1991. Informações sobre óbitos, ocorridos entre primeiro de março de 1990 e 28 de fevereiro de 1993, foram apuradas do banco de dados do Sistema de Informação de Mortalidade do Ministério da Saúde. As principais causas básicas de morte foram analisadas após calcular coeficientes de mortalidade padronizados por idade, ajustados pela população mundial de 50 anos e mais, em cada sexo, para isseis, residentes no Japão e no Paraná. A Razão de Mortalidade Padronizada (RMP) e o respectivo intervalo de 95% de confiança foram estimados para causas selecionadas entre isseis/residentes no Japão e isseis/residentes no Paraná. Resultados - Entre os principais resultados, observou-se que o coeficiente padronizado de mortalidade geral das mulheres isseis de 50 anos e mais situou-se em posição iatermediária quando comparado ao das residentes no Japão e no Paraná, enquanto que o dos homens apresentou valor bastante próximo ao da população masculina do Japão. No tocante às causas específicas, observou-se entre isseis do sexo masculino, quando comparados com a população do Japão, coeficientes significativamente mais baixos para câncer de estômago, cólon, pulmão e próstata, porém, mais altos para diabetes, doenças isquêmicas do coração e doenças cerebrovasculares. Em relação às mulheres isseis de 50 anos e mais, somente o coeficiente de mortalidade por câncer de pulmão apresentou-se significativamente inferior ao das habitantes do Japão. Com exceção de câncer de estômago (mulheres), câncer de cólon e suicídio, para a maioria das outras causas estudadas foram verificados coeficientes de mortalidade entre isseis (de ambos os sexos) comparativamente mais baixos do que da população total do Paraná; esta diferença foi estatisticamente significante. Todavia, especificamente para diabetes mellitus e doenças cerebrovasculares (mulheres), não foram constatadas diferenças significantes. Conclusão - Os resultados obtidos permitem evidenciar um afastamento do padrão de mortalidade de isseis quando comparado ao de seu país de origem e uma sensível aproximação ao padrão do local de destino. Tais constatações sugerem influência de fatores sócio-culturais, principalmente das práticas dietéticas, no perfil apresentado.
Título em inglês
Not available
Palavras-chave em inglês
Not available
Resumo em inglês
Introduction - Taking as premise the understanding that the study concerning the morbimortality of migrant populations may bring contributions to a better comprehension of the diseases' epidemiology, mainly the chronic-degenerative ones, the mortality experience in a population formed by people born in Japan, but living in the state of Paraná, was analysed comparatively to the one in Japan and the one in Paraná. Material and Method- The exposed population was formed by the first-generation of Japanese immigrants - isseis - living in the state of Paraná, older than 50 years, identified in the X General Brazilian Census on the first of September, 1991. Information about deaths occurred between the first of March, 1990 to the twenty-eighth of February, 1993, was obtained through the Ministry of Health data base. The main causes of death were analysed after the calculation of the age-adjusted death rates, using the world standard population older than 50 years old, for each sex, for isseis, residents of Japan and Paraná. Standardized Risk Ratio - SRR - and respective 95% confidence interval were estimated for causes selected among isseis/residents in Japan and isseis/residents in Paraná. Results - Among the main results, it was observed that the issei women's rate of general mortality ranked in an intermediary position when compared to the ones from Japan and Paraná, while men showed figures quite close to the ones from Japan. Concerning the specific causes, it was observed that among male isseis, when compared to the population from Japan, the rates were significantly lower to stomach, colon, lung and prostate cancer, but higher to diabetes, ischaemic heart diseases and cerebrovascular diseases. Regarding the issei women aged 50 or more years old, only the death rates for lung cancer showed itself significantly lower to the Japanese women from Japan. Excepting the stomach (women) and colon cancer and suicide, for the majority of other causes many rates of mortality among isseis (both sexes) were comparetively lower than the ones for the residents in Paraná. This difference was statisticaly significant. However, specificaly for diabetes mellitus, and cerebrovascular diseases (women), significant differences were not noticed. Conclusions - The obtained results make it possible to assert a deviation from the pattern of issei mortality when compared to their origin country and a sensitive approximation to the pattern of the destination place. Such observations suggest influence of socio-cultural factors, mainly of the dietary habits, in the showed profile.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
DR_333_Souza_1997.pdf (7.50 Mbytes)
Data de Publicação
2020-04-06
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2020. Todos os direitos reservados.