• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Tese de Doutorado
DOI
10.11606/T.6.2017.tde-16062017-112953
Documento
Autor
Nome completo
Gilberto Ribeiro Vieira
E-mail
Unidade da USP
Área do Conhecimento
Data de Defesa
Imprenta
São Paulo, 2017
Orientador
Banca examinadora
Botazzo, Carlos (Presidente)
Akerman, Marco
Goldbaum, Moises
Louvison, Marilia Cristina Prado
Souza, Elizabethe Cristina Fagundes de
Título em português
História de vida e prognóstico
Palavras-chave em português
História de Vida
Homeopatia
Prognóstico
Saúde
Unidade Mente-corpo
Resumo em português
Esta tese examina o possível vínculo entre história de vida e doença, com a sua respectiva evolução, admitindo que o percurso existencial guarda conexão com o desfecho do quadro e oferece indicadores para o estabelecimento do prognóstico, vendo o ser humano como unidade mente-corpo. Apresta-se para o tema incursionando na relação entre a prognose e a medicina contemporânea; dialogando com Foucault acerca da influência da anatomia patológica no reducionismo da clínica médica; ensaiando em torno da analogia entre os métodos científicos e a sexualidade a partir dos mitos Adão e Eva. O estudo baseia-se na premissa de que o prognóstico pode ser estratificado em cinco tipos: Complicado ou muito desfavorável, Progressivoou moderadamente desfavorável, Estagnado ou incerto, Residual ou moderadamente favorável e Resolvido ou muito favorável, dependendo especialmente de como o indivíduo aproveitou a principal oportunidade e a maneira que lidou com a maior dificuldade de sua vida, além de situações marcantes de sua experiência psicoafetiva ou realização pessoal. Recorre-se em paralelo à abordagem holística prevalente na homeopatia, clareando, porém, alguns pontos obscuros ao identificar que o seu modelo para efetuar o prognóstico limita-se à reação do paciente ao medicamento homeopático ou à gravidade da doença, ignorando a sua trajetória de vida. A pesquisa selecionou quinze de quarenta pacientes em tratamento atual ou pregresso, com qualquer modalidade de câncer, no Hospital do Câncer de Rio Branco e na Associação Amigos do Peito (Abrigo), de ambos os sexos, todos com idade entre 20 e 70 anos. Utilizou-se roteiro semiestruturado de 9 questões, sendo 3 sobre a doença e 6 a respeito de sentimentos ou fatos pretéritos relevantes. As informações permitiram verificar tanto as interseções no agrupamento dos três pacientes de cada tipo prognóstico, quanto as nítidas diferenças dos quinze entre si. A história de vida dos pacientes considerados Complicadoevidencia revolta e/ou inconformação súbita; no Progressivo, conflitos que se acentuam lenta e continuamente; no Estagnado, dificuldades, carências e antagonismos prolongados, mas conservando-se nomesmo patamar; no Residual, morosidade na solução das pendências, seguida por resiliência exitosa; no Resolvido, prontidão para sanar os desafios, com solidariedade e altruísmo. Maior gravidade da doença, óbitos e metástases em relação aos demais tipos predominam no Complicado e Progressivo; o quadro tende a recidiva ou sequela no Estagnado, à remissão no Residual, e casos curados há diversos anos no Resolvido. Concluiu-se que, embora o prognóstico fundamentado na história de vida careça de mais pesquisas, fornece já elementos para corroborar a atividade clínica em diversos campos profissionais, e também pode subsidiar ações voltadas para a saúde pública, em especial no campo preventivo.
Título em inglês
Life story and prognosis
Palavras-chave em inglês
Health
Homeopathy
Life History
Mind-body Unity
Prognosis
Resumo em inglês
This thesis examines the possible link between life history and disease with its respective evolution, admitting that the existential course keeps connection with the outcome and provides indicators for the establishment of the prognosis, seeing the mind-body as unity. The author insoles the theme exploring the relationship between the prognosis and the contemporary medicine;dialoguing with Foucault about the influence of the histopathology in the reductionism of the medical clinic;essaying around the analogy between scientific methods and sexuality from the myths, Adam and Eve.The study is based on the premise that the prognosis can be stratified into five types: Complicatedor very unfavorable, moderately or Progressive, Stagnantor uncertain, Residualor moderately favorable or very favorable or Resolved, depending on how the particular individual took the main chance and the way it dealt with the greatest difficulty of his life besides remarkable situations of his psychoaffective experience. It appeals in parallel to the holistic approach, prevalent in homeopathy, clearing, however, some shady spots in its vision of the mind-body unity, which makes the prognosis inside the limits of the patient's reaction to the homeopathic medicine or to the severity of the disease, ignoring the trajectory of his life.The research has selected fifteen between 40 interviewed patients, in current or former treatment of cancer in the Hospital do Câncer de Rio Brancoand the Associação dos Amigos do Peito (Abrigo), of both sexes, all of them aged between 20 and 70 years. The life story of patients considered Complicated evidence sudden revolt and/or non conformity;in the Progressive, conflicts that rises slowly and continuously;in the Stagnant, prolonged difficulties, inadequacies and antagonisms that remains in the same level;in the Residual, delay in solution of disputes, followed by successful resilience;in the Resolved, readiness to settle the challenges, with solidarity and altruism.Greater severity of illness, deaths and metastasis in relation to other types prevail in the Complicated and Progressive;the clinic picture tends torecurrence or sequelin theStagnant;to the remission in the Residual, and to have being cured several years before,in the Resolved.It was concluded that, although the prognosis based on life story requires more research, it already provides elements to support the clinical activity in various professional fields, and can also support actions directed to public health, particularly in the preventive field.
 
AVISO - A consulta a este documento fica condicionada na aceitação das seguintes condições de uso:
Este trabalho é somente para uso privado de atividades de pesquisa e ensino. Não é autorizada sua reprodução para quaisquer fins lucrativos. Esta reserva de direitos abrange a todos os dados do documento bem como seu conteúdo. Na utilização ou citação de partes do documento é obrigatório mencionar nome da pessoa autora do trabalho.
Data de Publicação
2017-06-20
 
AVISO: Saiba o que são os trabalhos decorrentes clicando aqui.
Todos os direitos da tese/dissertação são de seus autores
CeTI-SC/STI
Biblioteca Digital de Teses e Dissertações da USP. Copyright © 2001-2019. Todos os direitos reservados.