• JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
  • JoomlaWorks Simple Image Rotator
 
  Bookmark and Share
 
 
Thèse de Doctorat
DOI
10.11606/T.6.2012.tde-17052012-115130
Document
Auteur
Nom complet
Daniela Schoeps
Adresse Mail
Unité de l'USP
Domain de Connaissance
Date de Soutenance
Editeur
São Paulo, 2012
Directeur
Jury
Almeida, Marcia Furquim de (Président)
Lefevre, Fernando
Morais Neto, Otaliba Libanio de
Mota, Eduardo Luiz Andrade
Zioni, Fabiola
Titre en portugais
O papel dos profissionais de saúde na qualidade da informação de óbitos perinatais e nascidos vivos no município de São Paulo
Mots-clés en portugais
Declaração de Nascido Vivo
Declaração de Óbito
Registros Hospitalares
Representação Social
Sistema de Informações em Saúde
Resumé en portugais
Introdução: A mortalidade perinatal é um importante indicador de saúde materno- infantil, por esse motivo vem ocorrendo uma evolução nos estudos dessas informações. Muitos estudos avaliam a qualidade dos dados do Sistema de Informações de Nascidos Vivos (SINASC) e Sistemas de Informações de Mortalidade (SIM) com métodos quantitativos (validade/completitude), porém são escassas as investigações qualitativas. Objetivo: Avaliar a representação social dos enfermeiros e profissionais de setores administrativos sobre o preenchimento das Declarações de Nascido Vivo (DNs) e se ou como auxiliam no preenchimento das Declarações de Óbito (DOs) fetais e neonatais. Métodos: Foram realizadas 24 entrevistas com enfermeiros e profissionais de setores administrativos em 16 hospitais, com e sem vínculo com o SUS, no município de São Paulo, em 2009. As análises foram realizadas utilizando a metodologia qualitativa com a técnica do Discurso do Sujeito Coletivo. Resultados: Os profissionais e enfermeiros se reconhecem como parte integrante do processo de produção da informação. Os discursos indicam que a atividade está incorporada na rotina do trabalho; há comprometimento na busca de soluções quando se deparam com dificuldades de preenchimento; há valorização de se sentirem acompanhados por uma instância superior do sistema; sentem que o treinamento é um espaço de encontro para retorno e compreensão das finalidades e usos das informações que produzem. Esta consciência aumenta o comprometimento e assegura informações mais fidedignas. Conclusões: Tanto nos hospitais SUS como não-SUS não se verificou um padrão relativo ao profissional responsável pelo preenchimento das DNs, apesar da definição legal de que o médico é o responsável pelas informações da DO muitas vezes outros profissionais preenchem parte das informações. As entrevistas revelaram que os profissionais conhecem e reconhecem a utilidade das informações registradas nas DNs com base nos treinamentos fornecidos pela equipe do Sistema de Informação de Nascidos Vivos (SINASC). Os profissionais e enfermeiros se reconhecem como parte integrante do processo de produção da informação e sentem que o treinamento é um espaço de encontro para retorno e compreensão das finalidades e usos das informações que produzem. Essa consciência aumenta o comprometimento e assegura informações mais fidedignas
Titre en anglais
SIM and SINASC: social representation of nurses and administrative professional sectors that work in hospitals SUS and non-SUS in the city of Sao Paulo
Mots-clés en anglais
Health Information System
Hospital Records
Nurse
Social Representation
Statement of Live Birth
Resumé en anglais
Introduction: Considering that perinatal mortality is an important indicator of maternal and child health., there has been an evolution in the studies of such information. Many studies assess its quality with quantitative methods (validity / completeness), but there are few qualitative investigations. Objective: To assess the social representation of nurses and administrative sectors on how to complete the Declarations of Live Birth (DN) and whether or how to assist in completing fetal and neonatal death certificates (DO). Methods: We conducted 24 interviews with nurses and administrative staff in 16 hospitals (SUS and non- SUS), in the City of São Paulo in 2009. Analyses were performed using a qualitative methodology with the technique of Collective Subject Discourse. Results: The speeches indicate that the activity is incorporated into the routine of work; there is involvement in finding solutions when they find difficulties in filling; there is a feeling that they should have a higher member of staff supervision. Conclusions: Both SUS and non-SUS hospitals have no specific professional responsible for the completion of DN, despite the legal definition of what the doctor is responsible for the information of DO, it is often common to find other professionals filling part of the information. The interviews showed that the professionals know and recognize the usefulness of the information recorded in DN based on training provided by staff of the Information System (SINASC). Professionals and nurses see themselves as part of the process of information production and feel that training is a meeting place for feedback and understanding of the purposes and uses of the information they produce. This awareness increases the commitment and ensures more reliable information
 
AVERTISSEMENT - Regarde ce document est soumise à votre acceptation des conditions d'utilisation suivantes:
Ce document est uniquement à des fins privées pour la recherche et l'enseignement. Reproduction à des fins commerciales est interdite. Cette droits couvrent l'ensemble des données sur ce document ainsi que son contenu. Toute utilisation ou de copie de ce document, en totalité ou en partie, doit inclure le nom de l'auteur.
Date de Publication
2012-06-18
 
AVERTISSEMENT: Apprenez ce que sont des œvres dérivées cliquant ici.
Tous droits de la thèse/dissertation appartiennent aux auteurs
CeTI-SC/STI
Bibliothèque Numérique de Thèses et Mémoires de l'USP. Copyright © 2001-2021. Tous droits réservés.